First  Prev  1  2  Next  Last
Post Reply Discussão: "Animes a entrar na cultura dominante?!"
Springtime Moderator
25576 cr points
Send Message: Send PM GB Post
22 / M / Ág. Santas, Portugal
Offline
Posted 8/31/13
Foi hoje publicado na CrunchyNotícias o artigo ESPECIAL: "Animes a entrar na cultura dominante?!" – uma reflexão. Como achei que o espaço dos comentários pode ser demasiado limitado para discutir este assunto, criei este tópico para analisarmos os prós e os contras caso os animes se tornassem mainstream cá no Ocidente, tão populares como séries e filmes americanos. Que tipo de mudanças, boas e más, sofreria este meio, e os fãs atuais seriam capazes de lidar com elas?


Pessoalmente, nem sei o prefiro. É claro que seria fantástico se os animes se tornassem tão populares que deixasse de ser raro passarem na TV ou nos cinemas e que não fosse difícil encontrar pessoas que partilham esta paixão sem ser pela internet, mas a partir de que ponto seria demais? E poderia isto significar um aumento de histórias adultas e de alta qualidade e uma diminuição de tramas repetitivas, baratas de produzir, sempre mais do mesmo?


A aqueles que se sentirem mais confortáveis com o inglês recomendo outros vídeos do canal The Anime Zone, com as suas inúmeras análises, críticas ao panorama atual da animação japonesa e paródias cómicas de séries como Evangelion.
14 cr points
Send Message: Send PM GB Post
20 / M / São João de Meriti
Offline
Posted 8/31/13 , edited 8/31/13
Assim como você, particularmente não sei se prefiro.
Sobre as histórias adultas, bem, existe anime para todos os gostos e acho que as menos "maduras" não poderiam faltar também caso isso acontecesse, pois também fazem parte do "anime". Poderiam até ser colocadas no lugar do que consideramos "desenho animado" como o que passava na TV Globinho e os desenhos que ainda passam no SBT. De qualquer forma, o público agora maior ficaria mais exigente e consequentemente teríamos tais histórias.

Outro ponto também é que não dependerá só da massa daqui, aqui o preconceito pode ser vencido com o tempo mas tem que haver um interesse dos japoneses investirem nesse tipo de mercado mundo afora.
26223 cr points
Send Message: Send PM GB Post
23 / M
Offline
Posted 8/31/13
Eu sou completamente a favor dos animes entrarem para a cultura mainstream, apesar de que eu não acho que isso vá acontecer tão cedo, por causa dos pontos que ele mesmo aborda no texto. Ainda existe muita resistência tanto do público ocidental quanto das produtoras japonesas para trazer mais conteúdo pra cá, e acho que isso ainda deve levar algum tempo pra mudar.

Sobre as preocupações que ele fala caso isso aconteça, eu não penso assim. Pra mim, os animes já estão seguindo a estratégia do mercado de games e de filmes, com muitas continuações, remakes, adaptações e pouca coisa original. Ele mesmo comenta que a maioria dos animes é baseado em colegiais ou moe, obviamente tentando atingir um público maior. Então, não acho que isso mudaria caso se tornasse mainstream no ocidente, apenas seria mais acessível para nós.
5070 cr points
Send Message: Send PM GB Post
Offline
Posted 8/31/13 , edited 8/31/13
Realmente, não acho que mudaria tanto o estilo se viesse para cá. tudo bem que, realmente, se enchesse na tv de animes tipo SAO e SNK, seria bastante desanimador, mas, fazer o que, as "massas" gostam disso, não é mesmo? tanto que cada temporada tem um anime modinha, e então, provavelmente, só teria mais animes "modinhas" vindo para cá.

Mas talvez, não teria tantos animes que passassem aqui, duvido que gostariam de outros tipos de anime, sem ser do estilo de DBZ, ha.

Tanto que sempre na Tv temos novelas de baixo conteúdo passando, mas as pessoas gostam, mas quando vem algo interessante normalmente não há procura.
Queen of Tumblr
32862 cr points
Send Message: Send PM GB Post
28 / F
Offline
Posted 9/1/13 , edited 9/1/13
Seria interessante que houvesse mais títulos mais mainstream, sim. É possível que tais títulos acabem perdendo a parte que nos encanta nos anime? Sim, mas creio que o paralelo que o próprio gigguk fez com os vídeo games é válido: realmente há um padrão dos jogos mainstream, mas andam surgindo vários produtores menores e independentes.

Bem, mas acho que é necessário um trabalho muito bem feito para tal popularização. Podem haver obras com uma ambientação mais universal e que, a princípio, podem se popularizarem sem grandes esforços. Cito um exemplo para este caso Suisei no Gargantia. Acontece numa Terra depois de uma 'extinção'. Os conceitos de países que temos não existem mais nem de culturas. Ainda foram espertos de escolherem nomes mais americanos como Amy e Ridget.

No caso de obras com alto teor de "japonezice", uma boa localização pode romper essas barreiras. Um dos exemplos que eu sempre dou são os jogos da série Ace Attorney que conseguiu um bom sucesso no ocidente também. Pensando bem, o jogo tem MUITOS elementos japoneses, inclusive a Maya e toda sua caracterização, além dos casos que envolvem a família dela (e outros casos que envolvem yakuza e coisa assim), o Steel Samurai e tudo mais. Mas enquanto eu jogo, nem penso que o jogo original é japonês de tão bem que foi feita a conversão de toda a coisa. Um exemplo mais direto temos Pokémon mesmo.

tl;dr: Quero que animes fiquem mais mainstrem? Sim, isso não impede que continuem surgindo obras do jeitinho velho.
Acho que isso é possível: não sei, mas acho que depende da obra ou do trabalho de localização da mesma.
fioda 
31208 cr points
Send Message: Send PM GB Post
28 / M / Amparo, SP
Offline
Posted 9/1/13
Vou deixar uma pergunta no ar aqui:

Pra aumentar o alcance dos animes pelo mundo afora, a única solução é fazer as adaptações culturais? Elas são realmente necessárias para que qualquer pessoa, incluindo as que nunca assistiram anime, passem a começar a se interessar?


E o meu ponto de vista: Isso pode acontecer, mas apenas com alguns títulos, geralmente 1 ou 2 por temporada, não mais que isso e sempre sendo recomendados por amigos próximos.
Springtime Moderator
25576 cr points
Send Message: Send PM GB Post
22 / M / Ág. Santas, Portugal
Offline
Posted 9/1/13
Eu partilho da mesma opinião do gigguk na medida em que o maior entrave a uma maior aceitação dos animes por parte da população é o simples facto de serem animados, e talvez não tanto os aspetos culturais. Acredito que a demasiada fantasia e o ar de "bizarro" que alguns animes transmitem poderão ser mais fáceis de aceitar pelos japoneses, mas também existem muitas séries que não contêm esses elementos.

Pessoalmente, nunca vi um episódio inteiro — nem sinto vontade — daqueles animes shounen, especialmente os "3 grandes". Principalmente porque têm um número de episódios que eu considero ridículo, mas as próprias premissas não me chamam nem um pouco à atenção. Por exemplo, prefiro 1000 vezes um Hyouka, relaxado e calmo como é, mas o problema é que pouca gente que não se interessa por animes tem noção da imensa variedade que existe. Acredito que os animes teriam muito mais potencial entre as massas se conseguíssemos transmitir aos outros que aquela ideia de que "Os animes. São. Estranhos." não se deveria generalizar*.

* Aliás, as "generalizações" que as pessoas tanto gostam de fazer são algo que muito frequentemente me aborrece em certos temas da sociedade.
26223 cr points
Send Message: Send PM GB Post
23 / M
Offline
Posted 9/2/13

fioda wrote:
Pra aumentar o alcance dos animes pelo mundo afora, a única solução é fazer as adaptações culturais? Elas são realmente necessárias para que qualquer pessoa, incluindo as que nunca assistiram anime, passem a começar a se interessar?

Acho que não, adaptações culturais não são a única forma de popularizar animes no ocidente e inclusive não acho que isso vai ser feito em massa. Mas acho que animes mais "americanizados" são sim uma boa forma de apresentar algumas obras pra quem não é familiarizado. Acho difícil alguém começar a assistir animes vendo Girls und Panzer, por exemplo.
5070 cr points
Send Message: Send PM GB Post
Offline
Posted 9/2/13

renanonetto wrote:


fioda wrote:
Pra aumentar o alcance dos animes pelo mundo afora, a única solução é fazer as adaptações culturais? Elas são realmente necessárias para que qualquer pessoa, incluindo as que nunca assistiram anime, passem a começar a se interessar?

Acho que não, adaptações culturais não são a única forma de popularizar animes no ocidente e inclusive não acho que isso vai ser feito em massa. Mas acho que animes mais "americanizados" são sim uma boa forma de apresentar algumas obras pra quem não é familiarizado. Acho difícil alguém começar a assistir animes vendo Girls und Panzer, por exemplo.


olha, realmente, o legal dos animes é de não serem "americanizados", por que realmente o conteudo é meio... fútil quando tem NORTE AMERICANOS nisso. D=

Mas se ajudasse a popularizar, quem sabe.
26223 cr points
Send Message: Send PM GB Post
23 / M
Offline
Posted 9/2/13
Quando eu falo em animes mais "americanizados" quero dizer com menos lolis, moe e outras coisas tipicamente japonesas. Não acho que só isso deixe alguma série ruim, depende de outros fatores também. Até porque tem HQs americanas muito boas.
Springtime Moderator
25576 cr points
Send Message: Send PM GB Post
22 / M / Ág. Santas, Portugal
Offline
Posted 9/2/13
Se com "americanizados" estás apenas a referir-te a menos lolis, moe, fanservice, etc., felizmente existem muitos que não têm esses elementos, mas, pelo contrário, não é por isso que chamam mais a atenção do público ocidental.

Agora, animes com um toque mais americano são, por exemplo, Panty & Stocking with Garterbelt ou o filme Redline, que, ao que parece, fizeram bastante sucesso cá no Ocidente mas passaram despercebidos no Japão. Dos dois, só assisti a Redline e posso dizer que não gostei nem um pouco. Mas, colocando a minha opinião pessoal à parte, poderiam ser bons materiais para introduzir alguém aos animes, embora sejam um pouco fora do comum.
386 cr points
Send Message: Send PM GB Post
24 / M
Offline
Posted 9/5/13 , edited 9/5/13
Irei ler. O que me intriga é que animes já entraram na cultura dominante a muito tempo atrás, qual a novidade??

Então, eu acho que seria interessante, as editoras/produtoras japonesas se abrirem, já que não costumam ouvir opinião de ocidental. Logo precisam começar a ficarem ligados ou vai perder espaço no ocidente.
Espero que com isso, as obras melhorem e cresçam. Menos "Free" ' s e mais "Stein Gate" 's , assim espero.
Tem de diminuir, esse moe e ecchi que não acaba mais nas histórias.Essa visão focada em lucro e não em qualidade, focada em mostrar peito e fofinho e não em mostrar história.

Está se perdendo a história por contar e está se focando em história pra consumo, explorando esse consumismo que já vem de anos.
As obras estão cada vez piores e mais rasas. Isso é uma bola de neve que está claro. Só notar o crescimento de animes escolares e moe's, visível nas últimas temporadas. E como dá-se falta de obras como "Death Note", quanto tempo demora pra surgir algo assim?

Sobre títulos mainstream tenho opinião contrária, prefiro menos deles e mais títulos ortodoxos e que fogem do comum.
Também não acho que isso vai cair no povão. Povão quer é comer arroz e feijão e ver novela das 9h. Nunca vai funcionar, públicos diferentes. É o mesmo que esperar que amantes de futebol, troquem o mesmo por voleibol, desculpe mas isso não rola.

É o mesmo com anime. Muita gente nem entende, além de achar infantil...Fiquem com a opinião medíocre deles.

Enfim, gosto do choque de cultura que possa ocorrer e espero de coração que as obras mudem para melhor, com temas mais complexos e menos encheção de linguiça. É uma utopia, mas é nisso que acredito.


Sobre o texto achei mediano, muita falácia pouco argumento de fato(com dados). Mas essas comparações totalmente fora de contexto "Vejo Fate/Zero como uma resposta a Game of Thrones, Baccano comparável a filmes de Quentin Tarantino, High School of the Dead equiparado a The Walking Dea—". Vai dormir que ganha mais, esses exemplos tão muito distantes, perdeu o argumento aí, vais continuar vendo saci também.

Agora Death Note x Dexter as premissas são muito semelhantes, mas mesmo assim, é claro o público alvo das duas obras e sua diferença.

"e por aquelas coisas que levantariam sobrancelhas se tentássemos sequer explicar a sua trama a outras pessoas. Claro que tudo isto é parte da razão pela qual os amamos". Esse é exatamente o problema!!!
As pessoas gostam de animes por isso? Se for isso mesmo, animes nunca chegarão as massas, porque já foi feito o estrago e isso é uma doença mesmo na sinceridade, quem se masturba pra personagem 2D, se trate urgente.

Então realmente espero que não chegue as massas e duvido mesmo que um dia isso venha a acontecer, a menos que os produtores mudem seus paradigmas e espalhem filosofia,cultura e menos vulgaridade, exclusividade em suas obras.

PS: Nenhum otaku punheteiro foi ferido durante a composição desse comentário.
5070 cr points
Send Message: Send PM GB Post
Offline
Posted 9/9/13 , edited 9/9/13


Bem, concordo. Eu realmente tentei dizer isso, mas a má vontade prevalece e.e'




mas poxa, qualé, as personagens 2d são bonitinhas *-*'
386 cr points
Send Message: Send PM GB Post
24 / M
Offline
Posted 9/12/13

cadaada wrote:



Entendo, eu normalmente pego pesado na crítica também.

Bonitinhas..Hum, eu tenho dificuldade em achar personagem 2d bonita, mas bem achar bonito não é o problema xD.
O problema é mais embaixo(literalmente KKKK).

Eu realmente, sou fan mesmo de animes mais complexos(difícil achar a palavra certa), ou mais psicológicos, tipo Monster, quando eu olho um anime desse, surge-me várias e várias perguntas, sobre a vida, moral, ética pessoal e/ou profissional, por aí segue. E vejo problema que apenas uma minoria me causa tantas dúvidas, que servem também para nossa sociedade.
12028 cr points
Send Message: Send PM GB Post
22 / M
Offline
Posted 12/14/13

Tens uma opinião parecida comigo. Porém, acredito que outra coisa que dificultaria a entrada "de vez" dos animes no país é o fato de haver muitas diferenças culturais que dificilmente alguém que não tem conhecimento da cultura do país de origem, no caso o Japão, entenderia ou concordaria ao ponto de acompanhar o produto. Querendo ou não, certas obras seriam pessimamente aceitas de uma forma que saia de um nicho específico, seja por uma visão social, filosófica ou psicológica do que consideramos "normal" ou "correto".

E sobre os animes moe e ecchi, infelizmente, enquanto houver publico focado nisso, vai ter produto, afinal sexo vende, e sabemos que muito.
First  Prev  1  2  Next  Last
You must be logged in to post.