First  Prev  1  2  3  4  5  Next  Last
Post Reply KILL la KILL ★
5030 cr points
Send Message: Send PM GB Post
35 / M
Offline
Posted 10/27/13
Acho que o roteirista usa drogas.
Redator de Notícias
33479 cr points
Send Message: Send PM GB Post
28 / M / Rio de Janeiro
Offline
Posted 10/27/13

Galanzer wrote:


Arkloust wrote:


Parei...Dropei no dois,não por ser todo ruim mas...É muito bizarro pra mim.


Bizarro foi a animação de Aku no Hana, que dropei no episódio 2 para evitar futuros traumas.


Isso é verdade!Mas Kill la Kill,sei-la,não consigo explicar kk,só sei que não tenho mais vontade alguma de acompanhar,eu que não gostei mesmo.


Dropei Aku no Hana aos 3 minutos do primeiro epi.
16134 cr points
Send Message: Send PM GB Post
M / Brasília
Offline
Posted 10/30/13 , edited 10/30/13
clássico instantâneo. Muita nostalgia dos animes e filmes japoneses dos anos 80
uma mistura de akira com heavy metal (os quadrinhos) ;P
gostei da sociedade que o autor estabeleceu, uma coisa elitista com um grande gueto e a lei do mais forte impera. Muitas criticas nada sutis ai! Vou acompanhar

3052 cr points
Send Message: Send PM GB Post
M / Recife,Pernambuco
Offline
Posted 11/17/13
kill-la-kill ta muito massa principalmente o estilo de desenho e o gênero desse anime.
9024 cr points
Send Message: Send PM GB Post
M / Recife, PE
Offline
Posted 12/6/13
Comecei a pegar gosto pela história logo no primeiro episódio, o estilo meio descontraído do anime e a animação também me chamaram a atenção.
20461 cr points
Send Message: Send PM GB Post
21 / M / Brazil, Recife - PE
Offline
Posted 12/6/13
Eu dropei no final do 1º episodio, não sei como que eu aguentei o episodio inteiro.
25429 cr points
Send Message: Send PM GB Post
29 / M / Santos-SP
Offline
Posted 12/6/13 , edited 12/6/13
Nem comecei a assistir. Qualquer anime que quer ser levado a "sério" e coloca "roupinhas de colegial" em seus personagens principais, eu nem perco tempo assistindo. Não consigo imergir numa animação assim. O mesmo aconteceu com Coppelion: garotas agentes do governo lutando contra o terrorismo em ambientes radiotivos... com roupinhas de colegial. Não! Não dá!
20461 cr points
Send Message: Send PM GB Post
21 / M / Brazil, Recife - PE
Offline
Posted 12/6/13
Lucas, eu adorei seu comentário, sem mais.
3288 cr points
Send Message: Send PM GB Post
22 / M / Rio de Janeiro
Offline
Posted 12/9/13
Grande Lucas,tem razão,o que deu certo em Gurren tão fazendo errado em Kill la Kill,eu tentei ver de novo,e parei no epi 3,aqueles ângulos completamente desnecessários,humor forçado,não consegui gostar de Kill mesmo.
12028 cr points
Send Message: Send PM GB Post
22 / M
Offline
Posted 12/14/13
Estava pensando sobre isso que foi falado dos ângulos, e se parar para examinar, eles raramente são usados fora de um contexto da história. Diferente de algumas séries que já assisti, ou tentei pelo menos (estou olhando para você, Sora no Otoshimono) Kill la Kill não usa frames apenas para fanservice. Quando há cenas assim, ela está vinculada diretamente à história. Mas, sobre o que o Lucas falou, a série não tenta se levar a sério. Se levar a sério nunca foi o forte do autor nem do diretor. Poxa, assistam FLCL, Panty & Stocking e o próprio TTGL! O fanservice, o humor, a animação bizarra, está tudo lá!
25429 cr points
Send Message: Send PM GB Post
29 / M / Santos-SP
Offline
Posted 12/15/13 , edited 12/15/13

DiogoVolpi wrote:

Estava pensando sobre isso que foi falado dos ângulos, e se parar para examinar, eles raramente são usados fora de um contexto da história. Diferente de algumas séries que já assisti, ou tentei pelo menos (estou olhando para você, Sora no Otoshimono) Kill la Kill não usa frames apenas para fanservice. Quando há cenas assim, ela está vinculada diretamente à história. Mas, sobre o que o Lucas falou, a série não tenta se levar a sério. Se levar a sério nunca foi o forte do autor nem do diretor. Poxa, assistam FLCL, Panty & Stocking e o próprio TTGL! O fanservice, o humor, a animação bizarra, está tudo lá!


Desculpe-me discordar. Quando você diz as palavras "contexto" e "animação bizarra" na mesma frase, é porque tem algo errado. Ou segue um contexto, ou segue um humor animação bizarra. Qual o contexto? Guerreiras? ... Então por que das roupinhas de colegial? "Ah, Lucas, porque é um humor bizarro", peraí, Two And a Half Man também é bizarro, Big Bang Theory é super fora da realidade, mas você não vê esse tipo de coisa como roupinhas de colegial nos personagens. Alí sim há um contexto a ser seguido. E é por isso que concordo com o nosso amigo quando ele fala sobre esses tais ângulos serem fora de contexto, porque até para animação bizarra deve-se ter uma linha a ser seguida.

Imaginem um anime colocar Hitler e Jesus como companheiros de quarto pois são estudantes colegiais... WFT?! "Ah Lucas, mas é o humor bizarro". Mas que humor bizarro é esse? Isso é dar um lápis para uma criança de 4 anos e pedir para ela desenhar em uma folhad e papel; vai sair de tudo nesse papel, e com todo respeito, isso não é arte.

Mas entendo que existam pessoas que gostem desse tipo de coisa. Não compreendo o porquê gostam, mas sei que existem, e respeito. Mas confesso que será extremamente difícil convencer um cara de 26 anos como eu de que isso é arte.
12028 cr points
Send Message: Send PM GB Post
22 / M
Offline
Posted 12/15/13
Entendo muito bem o que quer dizer. Acho que "animação bizarra" não ficou bem entendível da forma que eu coloquei. O que me referi foi a forma como certas cenas são apresentadas, como, por exemplo, o jeito que modelos humanos são mudados de forma repentina durante uma cena rápida, e não a algo que aparece de forma um aparentemente aleatória, de forma, digamos, nonsense.

Sobre a parte das roupas, os autores sempre fizeram obras bastante focadas no lado sexual humano, seja de forma mais direta como Panty&Stocking, ou de forma mais simbolista, como FLCL e TTGL, porém em Kill la Kill o negócio ficou entre o meio termo: não tão direto como P&S, nem tão discreto (não sei se é a palavra certa) como FLCL. E isso faz com que eu entenda o porque de você não ter gostado da série, vendo por esse conceito.

Espero que tenha me feito entender.
14030 cr points
Send Message: Send PM GB Post
33 / M / Campinas - Brasil
Offline
Posted 12/16/13
Assisti até o 4º episodio, estou gostando bastante, a animação em si tem um estilo próprio, o pessoal comentou que achou meio bizarro... eu não achei tão bizarro.... (talvez pq eu goste de Bob Esponja??) enfim o anime tem suas doses ação e comedia ... comedia no estilo japones com meninas mostrando a calcinha e sangue espirrando do nariz dos meninos... eu não chego a dar risada mas acho engraçado.
22351 cr points
Send Message: Send PM GB Post
26 / M / Brasil
Offline
Posted 12/17/13 , edited 12/17/13
Dando pitaco na conversa entre o Lucas e o Diogo, eu acredito que não tenha que existir um contexto redondinho pré-determinado para as coisas serem seguidas. Kill la Kill - e diversas outras obras - podem criar seu próprio universo e colocar neles o que bem quiserem. Se quiserem criar uma narrativa sobre Hitler e Jesus serem amigos, não tem nada que vá impedir isso. As pessoas criam o que quiserem, acho que ficar preso a "isso pode" ou "isso não pode" só serve pra limitar a criatividade alheia. Acredito que esse ponto de vista dependa de cada pessoa, da forma como ela enxerga as coisas e da forma como vai encarar cada obra. O Lucas não curte esse lance de colegial - e eu mesmo acho moe, por exemplo, muito escroto -, então dá pra entender o ponto de vista dele. Na minha opinião, isso parte mais pro lado do gosto de cada um do que pra definir se isso é ou não é ARTE - até porque o conceito de arte deve ser um dos mais amplos possíveis, tem muitas coisas que a gente olha e pensa "pfff, nunca que isso é arte", aliás, quanto mais abstrata a obra, mais fácil é de se encontrar várias justificativas e encaixar como arte.

De qualquer forma, meu ponto não é defender Kill la Kill apenas - apesar de eu estar curtindo demais o anime -, mas sim a liberdade de cada autor. Não vejo problema ser uma porrada completamente exagerada entre membros de um colégio, onde a protagonista usa uniforme, se transforma e fica praticamente pelada. É o universo da obra, pode ser nonsense, mas tem seu público. Só acho que tem muitas outras obras - em todos os meios - completamente sem sentido, muito mais bizarras que Kill la Kill, mas que têm seu público, se encaixam em seu universo e que possuem uma boa realização dentro da sua proposta. Não quero atacar quem não curte esse anime ou qualquer outro, acho que isso parte do gosto de cada um. Mas só quis expor meu ponto sobre o que "pode" ser feito ou não. Tudo pode ser feito e, por mais bizarro que possa ser, não vai excluir de ser arte, entretenimento ou qualquer coisa, a não ser que tenha a pretensão de não sê-los.
20173 cr points
Send Message: Send PM GB Post
24 / M / Brasil
Offline
Posted 12/17/13
Bom. Toriko e One Piece são Animes com mundos e histórias Bizarras. Mas são os melhores em se tratando de Shounen, os Jump Stars. Nesse sentido até concordo.

Mas Kill la Kill é bizarro e doido também. mas não é tão bom. Tem a questão do Fanservice que eu realmente sou irredutível em dizer que isso é desnecessário em qualquer Anime. Há quem goste é claro. Mas os níveis são diferentes. No entanto a música de abertura é muito boa! Realmente!
First  Prev  1  2  3  4  5  Next  Last
You must be logged in to post.