First  Prev  1  2  Next  Last
Post Reply Teoria do aluno(a) transferido(a) nos animes
20112 cr points
Send Message: Send PM GB Post
42 / M / Várzea Paulista -...
Offline
Posted 7/8/14
Porquê todo anime que envolve escola possui aluno(a) transferido(a) no meia do ano letivo? Existe alguma explicação lógica para isso?
E sem falar que normalmente esta transferência nunca menciona os amigos(as) que este aluno(a) tinha da escola de onde veio.
Alguém sabe de onde saiu esse lance de transferência?
9318 cr points
Send Message: Send PM GB Post
22 / M
Offline
Posted 7/8/14 , edited 7/8/14
porque é o meio mais fácil de introduzir alguém misterioso ou novo no anime, na questão deles não falarem nada, eles falam mas é bem rápido e muitas vezes é uma coisa que não importa muito na historia, geralmente quando o personagem ta falando porque veio para a escola alguém chega e arrasta ele para outro lugar ._.
Portuguese Moderator
28122 cr points
Send Message: Send PM GB Post
30 / M / Pernambuco/Alagoas
Offline
Posted 7/9/14
O problema é que os autores abusam dessa manobra.
10162 cr points
Send Message: Send PM GB Post
36 / M
Offline
Posted 7/9/14 , edited 6/20/15
Resposta correta: clichê.
24429 cr points
Send Message: Send PM GB Post
29 / M / Santos-SP
Offline
Posted 7/9/14 , edited 7/9/14
O pior de tudo é o "um aluno comum do ensino médio".... cara que raiva, essa frase encontra-se em 90% das sinopses dos animes. Parece que a vida de um adulto japonês é um lixo, porque as coisas só contecem com os alunos comuns do ensino médio, que provavelmente vivem "em uma cidade pacata".

Quando vejo esse tipo de coisa na descrição de um anime, eu já passo reto.
Posted 7/11/14
E muitas vezes o aluno transferido senta sempre ao lado do personagem principal. E ambos se conhecem na rua antes dele ser apresentado na escola nova. São clichês bem usados, mas desconheço a origem de cada um deles.
9878 cr points
Send Message: Send PM GB Post
19 / M / Brasil
Offline
Posted 7/13/14
e geralmente é o rival do protagonista.
8027 cr points
Send Message: Send PM GB Post
23 / M / Brazil
Offline
Posted 7/13/14 , edited 7/13/14
Bom, imagino que seja pela facilidade que o autor ganha para fazer laços com os personagens já existentes, ou seja, com um aluno transferido ele da toda a atenção da classe para esse novo aluno, tendo mais facilidade e um leque maior para possíveis conexões tanto no passado, como para futuras amizades ou romances. Mas não acho que isso tenha muita ligação com a vida real dos japoneses, pois duvido que eles fiquem mudando de escola frequentemente.
193 cr points
Send Message: Send PM GB Post
17 / M
Offline
Posted 7/14/14
Provavelmente é porque é o meio mais fácil para o mangaka introduzir uma personagem nova. Depois como o autor tem que justificar porque é que ele nunca apareceu antes, dá essa desculpa.

Para mim, é só uma forma demasiado utilizada para o autor preencher um buraco na sua plot. Normalmente, quando isso acontece, quer dizer que o autor do manga não é muito bom. Pelo contrário. Na minha opinião, é claro.
Redator de Notícias
15123 cr points
Send Message: Send PM GB Post
42 / M
Offline
Posted 7/14/14 , edited 7/14/14

Toua2006 wrote:

Provavelmente é porque é o meio mais fácil para o mangaka introduzir uma personagem nova. Depois como o autor tem que justificar porque é que ele nunca apareceu antes, dá essa desculpa.

Para mim, é só uma forma demasiado utilizada para o autor preencher um buraco na sua plot. Normalmente, quando isso acontece, quer dizer que o autor do manga não é muito bom. Pelo contrário. Na minha opinião, é claro.


Toua, eu não diria que o autor é ruim. O problema real desse clichê é que ele sempre funciona. E, enquanto funcionar, os autores irão repetí-lo a exaustão. Comparando com a América Latina, vamos tomar por exemplo o Chaves. Você sabe que o seu Madruga vai apanhar, que o Quico vai ser beliscado e que o Chaves vai dizer "foi sem querer querendo". Mesmo repetitivos, esses clichês caem no gosto popular e dão andamento na história.

Talvez nós ocidentais já não gostemos desse e de outros clichês (episódio na praia ou na piscina, amigo(a) de infância, tsundere, personagem andrógeno, etc.), mas nunca soube de um japonês que tenha reclamado.

193 cr points
Send Message: Send PM GB Post
17 / M
Offline
Posted 7/14/14

FabioLuz wrote:


Toua2006 wrote:

Provavelmente é porque é o meio mais fácil para o mangaka introduzir uma personagem nova. Depois como o autor tem que justificar porque é que ele nunca apareceu antes, dá essa desculpa.

Para mim, é só uma forma demasiado utilizada para o autor preencher um buraco na sua plot. Normalmente, quando isso acontece, quer dizer que o autor do manga não é muito bom. Pelo contrário. Na minha opinião, é claro.


Toua, eu não diria que o autor é ruim. O problema real desse clichê é que ele sempre funciona. E, enquanto funcionar, os autores irão repetí-lo a exaustão. Comparando com a América Latina, vamos tomar por exemplo o Chaves. Você sabe que o seu Madruga vai apanhar, que o Quico vai ser beliscado e que o Chaves vai dizer "foi sem querer querendo". Mesmo repetitivos, esses clichês caem no gosto popular e dão andamento na história.

Talvez nós ocidentais já não gostemos desse e de outros clichês (episódio na praia ou na piscina, amigo(a) de infância, tsundere, personagem andrógeno, etc.), mas nunca soube de um japonês que tenha reclamado.




Lol eu não conheço nenhum japonês, por isso não te sei confirmar se os japoneneses já estão fartos ou não xD Mas se "resulta sempre" é porque temos expectativas e standards muito baixos! Eu não tolero quando acontesse algo assim, pelo contrário, até desligo e dou má nota no MAL xD

O funcionar ou não são os fans que decidem. E os fans não deviam deviam tolerar isto!
7022 cr points
Send Message: Send PM GB Post
F
Offline
Posted 7/14/14
É um clichê clássico mesmo. Mas, assim como todo clichê, se é bem usado/introduzido não tem problema.
Portuguese Moderator
28122 cr points
Send Message: Send PM GB Post
30 / M / Pernambuco/Alagoas
Offline
Posted 7/14/14
Uma vez li dizendo que usa-se muito o tema de escola em animes para cativar da idade escolar que é o público alvo principal.

Na verdade nada muito diferente do que acontece por aqui com outras obras, como em casos de por exemplo, Malhação, Chiquititas e Rebeldes. Que exploraram e abusaram desse sucesso de funcionar num ambiente proximo ao publico com bastante sucesso até.

Aqui também li que usa-se muito a introdução de um novo aluno no meio do semestre para justificar a rápida introdução de um novo personagem no meio da personagem principal. Ex.: Miyu em Fate/kaleid

O problema é que com o tempo, viu-se que essas formulas funcionavam tão bem que os autores de mangás, light/visual-novels e animes começaram abusar delas em busca do sucesso certo. Chegaram a tal ponto que hoje, muitos animes introduzem o próprio personagem principal já como o aluno transferido logo de cara, sem muita necessidade e não mais com uma manobra pra encaixar um personagem novo na história.

Ai como disse o FabioLuz. Eles usam disso porque dá certo. Assim como deu no Chavez. Correto!?

Em parte. Chaves dá certo porque é um "clássico". E rever um clássico que você gosta diversas vezes com a mesma situação reciclada é uma coisa. Mas ver novas obras copiando isso é outra.
No começo pode ser até interessante. Mas depois começa a ficar evidente a falta de coragem de investir na criatividade e a coisa começa a perder a graça e o público começa a achar isso ruim, e é exatamente aqui onde estamos.

Mas alguém pode dizer. "Mas o 'nós' brasileiros não importa, o que importa é o que os japas acham e eles continuam gostando."

Será!? O japoneses são tão diferentes de nós assim? Sei q temos culturas bem diferentes. Mas assim como muitos de nós gostamos de animes, muitos deles assistem a copa torcendo pelo Japão. No fim ainda somos serem da mesma espécie, humanos, e não acredito que sejamos tão diferentes assim uns dos outros.

Não tenho provas, nem evidencias. Mas provavelmente, assim como nós, muitos deles já estejam cansados de tanta repetição e já esteja chegando a hora de mudar.
Oujii 
15625 cr points
Send Message: Send PM GB Post
23 / M
Offline
Posted 7/14/14
O que o yruiccp disse, sobre muitos animes introduzirem o MC assim, já virou padrão. Praticamente todo anime colegial, o MC vem de fora, como aluno transferido. Nessa temporada temos GLASSLIP, Persona, Zankyou no Terror (que é um pouco menos clichê). Na temporada passada, tem Nanana e Kanojo ga flag wo oraretara também.

E assim vai. Tá começando a incomodara mesmo...
6153 cr points
Send Message: Send PM GB Post
18 / M / NEET Container Nº...
Offline
Posted 7/14/14
É um clichê, que pode ou não ser jogado a favor do criador.
Se houver uma explicação plausível e for bem elaborado, com certeza terá bom resultado.
Porém, se for só aquilo de "aluno transferido" blá blá blá, como muitos animes fazem, não, termina se tornando só mais um.
First  Prev  1  2  Next  Last
You must be logged in to post.