First  Prev  1  2  3  4  5  6  7  Next  Last
Post Reply Temporada de Outono 2014 - Impressões Finais
Portuguese Moderator
28122 cr points
Send Message: Send PM GB Post
30 / M / Pernambuco/Alagoas
Offline
Posted 12/15/14 , edited 12/30/14
Bem povo!

Bem vindos ao velho tópico das impressões da temporada!

Nesta não saíram criando tópicos como na temporada passada, criaram apenas o, relativamente inútil, tópico das primeiras impressões. Mas como todos sabemos apesar das "primeiras impressões serem as que ficam", elas normalmente são as que mais enganam.

Pensei em colocar apenas as impressões dos animes que terminaram apenas. Mas deixei pra lá e vou sair colocando de todos que assisti.
A essa altura do campeonato já sabemos quais animes foram bons e foram ruins e já não dá ficarem muito melhor agora mesmo que façam finais incríveis já que o final de um anime não salva um anime ruim. Porem ainda é possível matar um anime razoável e até mesmo um bom com um final ruim. Mas ai é raro já que normalmente os finais não fogem do conceito geral que o anime seguiu durante toda a temporada.

Então vamos lá, começando:

*Imagem devidamente furtada do blog AFONTEGEEK porem 100% legal já que a lei me permite copiar a imagem que eu quiser contanto que restrinja a fins meramente informativos e diga a fonte.

Primeiramente as notas que vou dar e seus significados. Vão servir tanto pra me guiar, como para vocês entenderem o conceito de cada uma:

Nota 0/5 - Horrivel! O anime foi tão ruim que nada nele se aproveita!
Nota 1/5 - Ruim! O anime foi ruim, tem um ou outro ponto que se salva. Mas em geral foi ruim e não valeu a pena assistir.
Nota 2/5 - Ruinzinho! Mas perto de bom! O anime em geral não foi bom. Mas tinha potencial ou detalhes interessantes e poderia até se salvar se o roteirista/diretor/produtor tivesse se focado mais ou caprichado mais.
Nota 3/5 - Bonzinho! Mas perto de ruim! O anime em geral foi bom. Porem pecou em vários aspectos. O roteirista/diretor/produtor poderia te-lo deixado bom apenas corrigindo detalhes.
Nota 4/5 - Bom! O anime simplesmente foi bom! Valeu a pena eu ter assistido e recomendo! Um anime pra ganhar esta nota normalmente tem que ser surpreendente ou bem feito. Não que não tenha pontos ruins, já que não existe anime perfeito, mas ele conseguiu ser bom ou surpreendente o suficiente a ponto de você poder ignorar as falhas.
Nota 5/5 - Excelente! O anime foi espetacular! Mas como eu disse antes, não existe anime perfeito. Mas este foi tão bom e ao mesmo tempo tão surpreendente que você sequer vai notar ou lembrar de suas falhas a não ser que outra pessoa o faça ou se você parar para procura-las por qualquer motivo.


  • Akame ga KILL! - Nota 3/5 - O anime foi interessante por usar o conceito de GeorgeMatirizar num anime shōnen de ação. Porem apesar de empolgante e interessante o anime pecou muito em não aproveitar bem o drama das mortes. Ele simplesmente não dava tempo de se aprofundar o suficiente para que a audiência se apega-se a maioria das personagens antes de mata-las e depois de um tempo, matou tanto que a morte se tornou banal! Chegou a um ponto em que mesmo quando os personagens mais importantes da estória morriam eu já não dava a mínima e continuava assistindo aguardando pela próximo conflito. Outro ponto que o anime pecou foram os Fillers. A partir do ep. 18 o anime começou a chegar perto demais do mangá e começou a tomar um rumo próprio, porem muito aquém da estória original. Os Fillers tornaram as mortes ainda mais banais, aprofundaram menos ainda muitos personagens e ignoraram outros. Teria sido melhor se o anime tivesse tido 13 eps, ou melhor ainda, que tivesse sido projetado melhor, aprofundado mais nos personagens e termina-se em aberto para deixar espaço para uma possível nova temporada.
  • Akatsuki no Yona - Nota 2/5 - (dropado) - Eu sou suspeito pra comentar esse anime, já que só assisti ao primeiro ep. Mas o problema é que além de eu não gostar do estilo dele, o anime se demonstrou previsível demais logo no primeiro ep. Na verdade todo anime tem um certo grau de previsibilidade. Mas Akatsuki se superou, nos primeiros minutos eu já tinha realizado tudo que iria acontecer no ep. Eu já sabia quem iria se apaixonar por quem, quem iria trair quem, quem é mocinho, vilão, que a mocinha iria perder a inocência dela com a traição da paixão da vida dela, o destino do reino, que ela iria sair fugida pelo reino juntando nakamas e por ai vai. Isso tudo numa fração insignificante de 5 min de ep. Isso foi mais que o suficiente para me fazer desistir ao fim do primeiro episódio. Porem devido a recomendações devo dar outra chance para o anime depois. Apesar de estranhamento o anime ter desaparecido dos "holofotes" das discussões e popularidade do site, o que já não é um bom sinal (vou acabar recomeçando com um pé atrás demais).
  • CROSS ANGE Tenshi to Ryuu no Rondo - Nota 4/5 - Este anime é surpreendente! Pra começo de história, ele começou extremamente polêmico ao pegar pesado em todos os sentidos. Só que enquanto a maioria da audiência se assustou no primeiro ep. com a velocidade dos acontecimentos e com tamanha violência, eu fiquei surpreso! O anime apresentou, logo de cara, no primeiro ep. uma estória muito mais complexa do que eu esperava, com tantos ganchos, detalhes e potencial que eu realmente fiquei ansioso! Ou esse anime iria ser muito ruim! Ou iria ser muito bom! E felizmente se demonstrou ser muito bom. A produção do anime não temeu em pegar pesado com a violência, sexualidade, preconceitos e complexidade e a obra se demonstrou surpreendente em quase todos os episódios, quase sempre tendo algum desfecho inesperado e tocando a emoção do público. O anime por exemplo conseguiu a façanha de gastar 10 episódios praticamente introduzindo a personagem principal! E isso tudo sem ficar chato! E agora, depois de achar que tudo iria seguir uma caminho de luta e vingança, simplesmente apareceram uma novas personagens para mudar todo o rumo da história (ou não ) me surpreendendo mais uma vez.
  • Danna ga Nani wo Itteiru ka Wakaranai Ken - Nota 5/5 - Este é simplesmente o melhor anime curto que já vi até hoje! O anime é lindo! Emocionante! Muito bem feito! Divertido! E fantástico em todos os sentidos! Eu nunca antes tinha visto um anime de 3 min ser tão bom! Danna é diferente de todos os outros animes porque eu não termino com aquela sensação clássica da maioria dos animes curtos de Já acabou!? Aconteceu nada! Deu tempo pra nada! e ao invés disso fiquei com a sensação de Acabou! Quero mais! e fiquei ansioso pelo próximo ep. A estórias são lindas, interessantes, bem planejadas e dirigidas, além de muito divertidas e apaixonantes. É um exemplo de como um anime curto deve ser e que todos os outros deveriam seguir. Muito bom mesmo!
  • Denki-Gai no Honya-san - Nota 3/5 - (dropado) - Em resumo esse anime é uma palavra. Decepcionante! Não que o anime seja de todo ruim. Só que ele me fez esperar bem mais dele do que ele me entregou. Eu logo no começo, no primeiro ep e na sinopse, achei que ele seria um piece of life non-sense e divertido sobre o dia-a-dia de uma loja de mangás e seus funcionários e visitantes. Mas já no segundo episódio vi que me enganei. Esse anime ainda é um piece of life non-sense , mas não sobre a loja e sim sobre seus funcionários. A loja no fim acabou sendo um plano de fundo, que poderia facilmente ser substituído por qualquer outro. E isso me decepcionou. E com o passar do dento fui morgando até o ponto em que desisti de continuar a assistir e fui fazer qualquer outras coisa mais interessante ou divertida.
  • Fate/Stay Night [Unlimited Blade Works] - Nota 4/5 - UBW está sendo um ótimo anime, onde toda a equipe dele está de parabens pelo trabalho incrível que estão fazendo. A arte está linda, os efeitos incríveis, a animação perfeita, a história muito bem contada e detalhada, só tenho elogios para o anime. Na verdade só não dou nota máxima a ele porque ele é um remake de um longa da segunda history line de uma VN extremamente famosa. O que acaba com toda a surpresa pra mim porem sei que muitos que nunca assistiram a nenhum Fate ou apenas assistiram ao Stay Night e/ou o Zero vão se surpreender e até se chocar bastante com o desfecho que este anime tem. Por isso, a aqueles que nunca assistiram ao longa do UBW assistam a esta série que está passando agora, vocês vão se surpreender com a história incrível que vai se seguir.
  • Grisaia no Kajitsu - Nota 4/5 - Eu gostei bastante deste anime. Na verdade houveram três características nele que chamaram muito a atenção e me fizeram gostar deste anime. A primeira é o estilo (diagramação?) VN! Ele apresenta o anime, com fundos bonitos e bem iluminados, personagens lindas, traços bem feitos, iluminação computadorizada e bastante marcante, tudo dando a sensação de como se eu estivesse assistindo realmente uma VN. A segunda é a personalidade marcante e bastante única do personagem principal para esse estilo de anime (harém). E a terceira são as histórias de fundo surpreendentes que cada uma das personagens tem, que torna cada episódio deste anime único. Tudo bem que o fato de personagem principal ser um fodão torna tudo bastante previsível. Mas ainda assim, não deixa de ser uma anime deveras interessante.
  • Gugure! Kokkuri-san - Nota 1/5 - (dropado) - Kokkuri-san tem um conceito interessante, porem, não sei porque motivo eu simplesmente não conseguir acha-lo engraçado ou me divertir assistindo-o e infelizmente isso pra mim é uma falha estrutural grave. Além disso eu não consigo identificar como salvar o anime. Por isso a nota tão baixa! Eu simplesmente não consegui curtir o anime e nem ao menos sei dizer o porque!
  • Hitsugi no Chaika - Nota 1/5 - Chaika é mais um anime interessante porem ruim. Nele falta de tudo! Emoção, carisma por parte dos personagem, graça ao alivio cômico, imprevisibilidade, romance, ação e etc. Praticamente tudo que o anime apresenta, ele apresenta em falta. Achando pouco ele ainda conseguiu rebaixar a nota de ruinzinho (2/5) para ruim (1/5) devido ao final ridículo, sem sentido e mal-explicado. Com um fim desses, o anime só poderia ficar bom se os autores rescrevessem tudo!
  • Hi☆sCoool! SeHa Girls - Nota 1/5 - (dropado) - Apesar de todo o meu saudozismo pelos antigos jogos da Sega, este anime é mal-feito, fraco, curto e ridículo demais para valer a pena assistir. Pelo menos eu me diverti com a perturbação com os personagens do Golden Axe no primeiro episódio. Mas nada que vale-se a pena pra acompanhar.
  • Inou-Battle wa Nichijou-kei no Naka de - Nota 3/5 - Inou-Battle é um anime interessante. Mas na prática não passa de um Harem romantico generico. Ele possui personagens marcantes, com um profundidade bem feita, onde não é nem complexa demais, nem simples demais, personagens apaixonadas e um personagem principal interessante. Mas o problema é que ele não segue a própria proposta. A ideia que o anime passa na sinopse e em seu conceito é que foi dado super-poderes para estudantes "normais" de um clube de literatura de uma escola japonesa qualquer, e que devido a falta de objetivo para estes poderes, estes mesmos estudantes por não ter o que fazer com eles os usariam no cotidiano para ajudar até mesmo nas tarefas mais absurdas. Porem não é isso o que acontece. Na prática os poderes se tornam algo tão secundário no romance que mesmo se não existissem não faria diferença! Tudo bem que esses poderes sevem de desculpa para o uni-los mais e que uma vez teve um episódio realmente sobre eles (episódio 8). Mas ainda é insignificante, e isso deixa o anime meio decepcionante mesmo sendo bom, pois acaba fugindo da proposta. Eu esperava muito mais participação destes poderes no cotidiano dos personagens para os mais absurdos tipos de situação e comédia e praticamente não vi nada disso até agora. Apenas uma desculpa ou outra para adicionar drama a história que poderia ser facilmente substituída por qualquer outra coisa.
  • Karen Senki - Nota 1/5 - Este anime é simplesmente ruim em tudo. A única coisa que me impediu de dar 0 e dropa-lo foi o fato de ser uma produção WEB independente e eu tenho um interesse especial por animes assim. Mas tudo neste anime é ruim. O 3D é feio, a história é confusa, as motivações não fazem muito sentido, praticamente tudo é mal contado neste anime e praticamente tudo precisava ser melhorado em vários pontos e aspectos, para tentar ver se sai algo bom. Mas ainda seria difícil.
  • Kiseijuu - Nota 4/5 - Apesar de inicialmente não fazer muito meu estilo, esse anime se mostrou bastante interessante e surpreendente. Fez o desenvolvimento surpreendente na estória e personalidade do personagem principal. Porem peca na falta de objetividade dos invasores, pois sem um objetivo real não há justificativa para a grande maioria dos ataques, especialmente se tratando de seres puramente lógicos. Além disso é um pouco focado demais no personagem principal, assim meio que atrasando demais o desenvolvimento das poucas personagens secundárias que existem. Porem em geral é um bom e interessante anime.
  • Log Horizon II - Nota 3/5 - A segunda temporada de Log Horizon se mostrou fraca. Tanto o ritmo e desenrolar do eventos foi muito lento, especialmente na estória feita pra Aktsuki. Não sei dizer como. Mas o novo estúdio não conseguiu, não sei porque, manter o desenrolar e as resoluções surpreendentes da primeira temporada. Senti uma falta muito grande das manobras geniais que ocorriam na primeira temporada e que praticamente foram extintas nesta.
  • Mushishi - Nota 4/5 - Mushishi continua lindo, bem feito e fantastico como sempre foi. A musica de abertura é linda, eu faço questão de ouvi-la em todos os episódios, as histórias são sempre diferentes e surpreendentes, sempre mostrando histórias diferentes com resoluções diferentes, as vezes com finais felizes, outros tristes, outros neutros. Mas sempre com um caso diferente único e com uma beleza surpreendente fazendo do anime quase como uma poesia animada. Acho que o único problema que eu tenho com o anime é o excesso de apatia por parte da grande maioria dos personagens na maioria das estórias. São todos tão "nem ai" com praticamente tudo que o Ginko, que está longe de ser "o personagem mais animado do mundo", acaba sendo sempre o personagem mais ativo em todas as histórias em todos os momentos. Outro problema é a falta de continuidade, como as histórias são independentes umas das outras não da para criar empatia pelos personagens, em cada episódio é sempre uma nova história sobre alguma pessoa qualquer, isso dá independência para sempre contar uma nova história a cada episódio e para que o anime possa ser assistido em qualquer ordem por qualquer pessoa e evitar repetições. Mas exceto pelo Ginko, nunca dá para criar empatia por nenhum personagem já que todos são passageiros e sequer serão citados na estória seguinte.
  • Ookami Shoujo to Kuro Ouji - Nota 2/5 - (dropado) - Mais um romance Shōjo generico ao estilo Crepúsculo com um conceito base interessante. Mas que vai sendo lentamente morto pela personagem principal fútil e por seu par romantico que sempre tem algum problema trauma, problema metal ou transtorno de personalidade. O problema real deste tipo de anime é que ele nunca vai pra frente, pois as personagens ficam num eterno bem-me-quer, mal-me-quer entre o par romântico onde mudam apenas as desculpas e as situações, num chatíssimo ciclo vicioso que não vai a lugar nenhum até o termino do anime.
  • Orenchi no Furo Jijou - Nota 2/5 - (dropado) - A comédia romantica bixal e non-sense entre um garoto "whatever" e um tritão que ele resgatou de um córrego sujo e que passou a viver na banheira dele por não querer mais voltar para casa. O problema deste anime é que além dele ser non-sense demais (porra não dá para engolir um tritão vivendo um longo período de tempo numa banheira minúscula) tem uma comédia fraca, muito romance gay e pouquíssimo tempo. Isso tudo deixa tudo tão mais ridículo que não deu sequer pra ir para o segundo episódio. Eu só não dei uma nota pior porque pelo menos tenho que admitir que é tão absurdo que chega a ser criativo.
  • RWBY - Nota 2/5 - Como eu disse antes, eu tenho uma queda por produções independentes, e RWBY é especial pra mim, pois foi a primeira assim que vi na CR e por ser tão independente que não segue nenhum padrão comum ao mercado televisivo, mostrando que realmente foi feito para o novo mercado que é a internet. Os episódios não tem tempo determinado, duram o quanto precisam durar, os recursos para a produção são simples e limitados. Mas ainda assim eles conseguiram fazer um anime interessante. O problema está nesta segunda temporada. Por ser a segunda temporada! A Rooster Teeth já deveria ter tido tempo de aprender com os próprios erros na primeira temporada. Mas eles cometeram as mesmas falhas na segunda, muitos episódios curtos demais, forma confusa de contar e explicar a estória e nenhuma melhora com relação a produção do anime em si. Por isso, mesmo eu gostando, dei uma nota baixa para esta segunda temporada.
  • Shigatsu wa Kimi no Uso - Nota 2/5 - (dropado) - Anime com uma estória interessante, porem com muitas falhas técnicas. Apesar de enganar a maioria com sua "bela arte" (que na prática não é grande coisa) ele foi mal animado e planejado. Dropei no segundo episódio quando vi um episódio inteiro com uma quantidade ridícula de frames (na maioria das cena nada se mexia, apenas o cenário ia passando) o mínimo de animação possível e ainda tinha quem disse-se que animação foi excelente nos comentários. Mas o principal motivo de eu ter dropado foi a falta de tempo e por ter pego desgosto da personalidade do personagem principal. Porem é bem capaz que eu dê outra chance para o anime mais tarde.
  • SHIROBAKO - Nota 3/5 - (dropado) - Um anime muito interessante. Mas dropei no ep. 5 . Estava acompanhando animes demais e por este anime me deixar com uma sensação de angustia no fim dos eps. (quem trabalha sob-pressão em escritório vai entender), mesmo tendo uma estória bem feita e interessante, vou deixar para assisti-lo depois, pois me angustiou mais do que me fez ter vontade de continuar.
  • Shirogane no Ishi ARGEVOLLEN - Nota 2/5 - ARGEVOLLEN é um anime fraco. Os personagens são pouco carismáticos, a história deles não é lá grande coisa, as batalhas são lentas. Mas tem um aspecto que eu gosto muito. A visão estratégica e política de uma guerra. Acho que se tem uma característica interessante e bem feita neste anime está aqui! Ele mostra o ponto de vista politico de uma guerra ao qual ninguém se importa muito com os motivos. O anime mostra que há tantos interesses em jogo que até mesmo o fato de se ganhar ou perder a guerra torna-se relativo, e acompanhar toda a política e estratégia do anime é o que realmente torna ele interessante. Mas nem isso salvou, o final inconclusivo e confuso confirmou o anime inteiro como uma grande mediocridade sem solução.
  • Sora no Method - Nota 3/5 - É um drama bonzinho sobre laços de amizade com um toque sobrenatural. Porem um tanto besta. Não que a maioria das contentas entre amigos normalmente não comece de fato por razões ridículas. Mas estas foram um pouco demais e exageradas demais. Gostei da Noel MOE. Mas na prática eu não a vi fazer nada de realmente útil, praticamente todo o trabalho de recuperar as amizades ficou mesmo com a Nonoka, a Noel basicamente só estava lá dando um alivio meigo a estória. De resto foi bonzinho.
  • Sword Art Online II - Nota 5/5 - Sei que muita gente vai discordar. Mas SAO tem algo que me agrada muito, que acontece raramente. Mas ele conseguiu fazer novamente nesta temporada. SAO me emociona muito! Acho que esse é o objetivo de qualquer obra e o sentimento mais importante a ser alcançado. Mas avaliando tecnicamente, eu sei que SAO não é perfeito (eu já disse que não existe essa de anime perfeito), ele foi meio chato durante a introdução do GGO (6 primeiros eps), mesmo eles sendo importantes, tmb achei avacalhado demais o Kirito, já que ele simplesmente ficou super fodão de uma hora para outra
    , também achei que foi meio forçado o drama do Kirito para "encaixar" com o da Sinon, poderia ter usado coisa melhor
    . Mas ainda assim foi super emocionante. A tragédia de vida de Sinon, e toda a reviravolta. Calibur foi um interlúdio divertido. Mas o que eu gostei mesmo foi de Mother Rosário, eu não consegui não suar pelos olhos com a estória da Yuuki.
  • TRINITY SEVEN - Nota 3/5 - Como eu já disse no primeiro tópico de impressões da temporada. Eu gostei do personagem principal do Harém, pelo simples fato dele fugir o conceito batido de personagem principal de todo anime Harem. Porem apesar de bastante divertido a estória vem deixando a desejar, sempre terminando com o personagem principal convencendo mais alguma menina a entrar em seu Harém e tudo isso, sem basicamente fazer quase nada. Uma vez ou outra vai. Mas sempre cansa.
  • World Trigger - Nota 2/5 - Este anime tem basicamente 2 grandes problemas. O primeiro é a animação que é fraca, o segundo são os personagens que simplesmente não tem carisma nenhum. Apesar disso é um anime interessante e relativamente divertido. Porem precisa ser re-feito.
  • Yuuki Yuuna wa Yuusha de Aru - Nota 4/5 3/5 - Eu gostei de Yuuki Yuna porque fazia tempo que não tinha um anime de Mahou Shoujo com uma temática mais séria. Muita gente vem erroneamente comparando ele com Madoka. Mas pra meu ponto de vista eles são conceitualmente diferentes. Madoka de fato influenciou muito aqui. Mas a ideia base de Yuuki Yuna é diferente. (spoiler de Madoka)
    (spoiler de Yuuki Yuna)
    Pode não parecer a primeira vista. Mas a diferença conceitual muda tudo, pois as meninas acabam reagindo de forma diferente ao saberem da verdade. Porem o final "forçosamente" feliz não encaixou bem na história. Faltou justificarem como tudo se arrumou e por me deixou a sensação de final forçado.


Agora a lista dos animes que não estão na CR e eu assisti algum episódio:
  • Gundam: G no Reconguista - Nota 2/5 - (dropado) Eu resumo este anime a uma palavra. Chato! O anime é como a maior parte dos Gundams, só que lento demais para mostrar alguma coisa importante. Depois de passar os primeiros episódios sem entender PN eu simplesmente cansei e dropei. E olhem que gosto dos Gundams, gosto das estórias complexas que existem por trás destes animes. Mas esse especificamente achei um saco, talvez fique melhor mais pra frente. Mas de inicio foi tão monótono que não aguentei e dropei no 3º ep.
  • Garo: Honoo no Kokuin - Nota 4/5 - Esqueçam quase tudo que eu disse sobre esse anime. De inicio ele parece um anime de ação bem genérico, com personagens genéricos (exceto pelo pai do principal), com uma ação boazinha e uma abertura interessante (exceto pela musica). Mas foi tudo um prólogo pra um dos melhores interlúdios que já vi.
    Estarei ansioso pelas próximos episódios.
  • Selector Spread WIXOSS - Nota 4/5 - Um pouco mais do velho WIXOSS. Mas nesta continuação, ao menos parece existir algum objetivo. Já que tudo na primeira temporada fica envolto em mistério. Pessoalmente não gostei muito da razão por trás do poder que gerava e mantida as Selectors, achei pouco pra tudo aquilo. Mas pelo menos nesta temporada o anime largou da exploração excessiva do auto-sofrimento das 3 personagens principais e resolveu dar andamento a estória. Mas eu ainda tenho um problema com uma coisa mal explicada no anime desde a temporada passada.

  • Madan no Ou to Vanadis - Nota 3/5 - Você quis dizer: Anime de Fire Emblem - Essa é a sensação que eu tenho quando assisto a este anime, que estou vendo o anime de algum história do jogo Fire Emblem. Você tem um Lorde dono de um ducado, que vai conseguindo aliados para o exercito dele e o apoio de outros Lordes, assim ir protegendo seu território e avançando contra o verdadeiro vilão da estória. É um anime interessante, muita gente questiona que a história em si é fraca e que a pouca ação, e de fato não deixa de ser verdade. Mas na verdade é porque o se classifica melhor com o gênero pouco conhecido chamado Estratégia Militar do que ação e aventura. A história em si é mais o plano de fundo para justificar os acontecimentos. Seguindo esse ponto de vista, o anime é até interessante. Pois realmente parece uma animação de algum Fire Emblem.
  • Nanatsu no Taizai - Nota 3/5 - O mais novo "shonenzão" de ação. Seguindo estilo de fantasia de One Piece e Fairy Tail onde você vê um pouco de tudo. É o tipico de Shōnen de ação e aventura, um grupo de heróis singulares renegados e fodões ajudando a princesa na luta contra um grupo de "cavaleiros" q secretamente deu um golpe de estado e tomou o poder. Com um pouco de ecchi ao estilo Dragon Ball, um pouco de comédia besta, e bastante ação. E bonzinho e não é chato então continuo a assistir.
  • Ai Tenchi Muyo! - Nota 2/5 - Toda ideia precisa ser testada. Mas precisa ser logo com uma franquia famosa? Ai Tenchi Muyo! inovou com a ideia de fazer episódios diários de 4 minutos (na verdade 3, já que perde um pedaço com a abertura e com o fim) e a cada 5 uma revisão. Assim sai episódios praticamente todos os dias úteis. O problema é que em geral o público (me incluindo também) não gostou. Pessoalmente, eu espero sair 4 eps, e os assisto em sequencia. A história não é ruim, é ao estilo de estórias de Tenchi Muyo mesmo. Porem a apresentação dividida é tão incomoda que você tende a se perder nela. Provavelmente se não fosse pelo saudosismo eu já teria dropado.
  • Shingeki no Bahamut Genesis - Nota 2/5 - (dropado) - Muita gente gostou. Mas pessoalmente achei esse anime fraco. Na verdade o problema todo deste anime é que ele não me animou a continuar assistindo-o. Não é exatamente ruim. Mas também não tem nada de realmente interessante que me mantenha assistindo. Um certo dia eu perdi um episódio e quando vi tinham 2 pra assistir, ai fiquei sem vontade e dropei. Faltou algo único e interessante neste anime que me chama-se a atenção para querer continuar a assistir.
  • Shingeki no Bahamut Genesis - Nota 3/5 - Por falta de algo melhor pra fazer resolvi voltar a assistir o anime. Desta vez até o final. A verdade é que o anime foi uma aventura de fantasia medieval com muita ação, anjos e demônios. Bem genérico. No começo é um tanto chato. Mas vai lentamente melhorando e ficando um pouco mais interessante até ter o final que apesar de previsível foi emocionante até. Não seria uma recomendação minha pra ninguém, afinal eu ainda fico aqui pensando em qual o sentido de um dragão acima de deuses e demônios que aparece de tempos em tempos para destruir o mundo por motivo nenhum. Mas também não renegaria ele a ponto de dizer a aqueles que se interessassem pelo plot a não assisti-lo, apenas diria para não esperar nada espetacular, apenas uma grande aventura, previsível mais cheia de ação com um final legalzinho.
  • Daitoshokan no Hitsujikai - Nota 2/5 - (dropado) - Outro anime que não me animou a continuar a assistir, vi o primeiro episódio, apesar da trama oculta por trás da estória das personagens, ele não me animou e quando saiu o 2º ep. simplesmente não quis assistir. Também faltou algo de realmente interessante que me chama-se a atenção para continuar assistindo-o.
  • Ore, Twintails ni Narimasu. - Nota 3/5 - Toda tempora precisa de um anime para "desligar" o cerebro, o anime da vez pra mim foi esse. O anime em si é uma grande desculpa pra fan-service, cliches, non-sense e piadas idiotas e até que está sendo divertido. A animação e a arte seguem uma boa qualidade e os vilões que são uma caricatura dos vilões de super sentais (power-rangers) pra mim são o ponto forte da série.
  • Psycho-Pass 2 - Nota 4/5 - A segunda temporada, provavelmente por estar sendo escrita por um roteirista diferente do da primeira, não chega perto da primeira. Mas ainda não deixou de ser interessante e enquanto a maioria critica as falhas eu to achando interessante que desta vez estão tentando explorar outros pontos fracos dos sistema Sibil, algo que eu senti falta na primeira temporada.
  • Amagi Brilliant Park - Nota 3/5 - O plot do Anime me surpreendeu. Quando eu li o plot eu esperava encontrar um Haren, uma comédia romantica ou algo assim. Mas logo no primeiro episódio vi que era algo totalmente diferente. O anime basicamente de comédia, com leves toques de magia, foi bem interessante. Os personagens eram interessantes, os desafios interessantes, o humor me divertiu bastante e o fim foi bom. Achei apenas que faltou mais profundidade na parte emocional, que não foi ruim. Mas foi rápida demais e por isso você não se apega muito. Porem no geral foi um anime muito bonzinho e gostosinho de se assistir. Valeu a pena.


Opinião geral sobre a temporada
A temporada em geral pra mim foi boa, alguns poucos animes excelentes, muitos animes relativamente bons e poucos drops.
Redator de Notícias
33479 cr points
Send Message: Send PM GB Post
28 / M / Rio de Janeiro
Offline
Posted 12/16/14 , edited 12/21/14
Também vou trazer as minhas impressões, esse tópico é sempre interessante.

Alguns animes ainda não terminaram, mas como já foi comentado, nada que aconteça no último epi pode mudar completamente minhas impressões sobre o anime, caso aconteça algo surpreendente eu adiciono mais um comentário aqui.

  • Sword Art Online 2 - Nota 4,5/5 - A segunda temporada acrescentou muito conteúdo a franquia, a saga inicial que cobriu o arco Phantom Bullet, nos apresentou um mundo totalmente novo, mudando o foco do anime para um MMO de FPS e foi engraçado ver o Kirito insistindo em usar a espada como arma principal em um game de tiro. Apresentou uma das melhores personagens da franquia, a Sinon e tudo isso com ótimo visual e animação fluida de qualidade. A parte mais fraquinha do anime foi o pequeno arco Calibur (fora aquela desnecessário episódio de resumo do arco Phantom Bullet...), E gostei bastante do Mother's Rosario por ter dado uma profundidade maior para uma das minhas personagens favoritas, a Asuna e apresentar outra personagem muito interessante apesar da participação curta, a Yuuki. Em geral o anime atendeu as expectativas e foi um dos melhores do ano. Aguardarei ansioso pela próxima temporada.
  • Akame ga Kill! - Nota 4/5 - Quando o anime começou eu não esperava muito dele, mas já no primeiro episódio me surpreendi, gostei bastante dos personagens e da premissa da história, que teve um bom desenvolvimento. Diferente da maioria eu gostei muito do final "alternativo" (o final foi escrito pelo próprio mangaka antes mesmo do anime estrear), os três últimos episódios principalmente, pois fecharam muito bem todas as pontas abertas, deram um final digno para o "protagonista" e uma luta final de encher os olhos entre Akame e Esdeath. Se não fosse a animação meia boca que perdurou na maior parte da série teria ganhado nota 5.
  • Inou-Battle - Nota 3,5/5 - Um anime bem divertido, com personagens cativantes, mas uma história bem fraquinha que não teve desenvolvimento nenhum ao longo dos epis. Ele fez bem em apresentar e dar certa profundidade aos personagens, mas não teve um plot a ser desenvolvido, alguns personagens foram apresentados e esquecidos depois (no último epi parece que vão voltar) e no geral foi um anime mediano mais divertido de acompanhar.
  • Kiseijuu - Nota 5/5 - Eu tinha um grande preconceito com esse anime antes de estrear, sinceramente não gosto muito de animes com essa temática e pelos visuais do mangá, achei que seria algo feio e bizarro, mas não. A Madhouse fez muito bem em dar uma modernizada no visual, que ficou muito bonito e interessante, além disso o anime está se desenvolvendo bem a cada episódio e com certeza já está na minha lista de melhores animes do ano. Só vai acabar na próxima temp mas o que foi mostrado até aqui foi muito bom.
  • Shigatsu wa Kimi no Uso - Nota 2/5 - Antes de mais nada, fico feliz em ver que pelo menos alguém tem a mesma opinião que eu sobre esse anime... Eu continuo assistindo, mas está se tornando uma dramazinho pastelão tão idiota que se continuar nesse ritmo não sei se consigo chegar até o fim, e cara, depois de um bom começo, bem animado e com visual bonito, nos últimos epis tem muitas cenas estáticas... principalmente no epi 10, é 95% do epi formado por cenas estáticas ou reutilização de outros epis, e até agora continuam insistindo naquele dramazinho chato da mãe do cara, a mesma coisa que aconteceu nos primeiros epis, com ele tocando piano e as lembranças vindo na cabeça dele aconteceram novamente... e provavelmente vão acontecer de novo... que troço CHATO! O visual é bonito, sim... mas quase não tem animação de verdade... e visual bonito por visual bonito, Glasslip também é lindo e não deixar de ser uma merda.
  • Grisaia no Kajitsu - Nota 4,5/5 - Era uma das minhas apostas para essa temporada, eu estava muito animado para assistir o anime e atendeu toda minha expectativa. Ótimos personagens, bom desenvolvimento, backgrounds interessantes para todos eles, enfim, um exemplo de como adaptar bem uma VN. Além disso a equipe de animação e o estúdio também não desapontaram, o visual é lindo, bem animado e fluido, até a censura que poderiam ter exagerado não foi tanta, enfim um ótimo anime. Esse só não ganha nota 5/5 porque devido a ter apenas 13 episódios as coisas foram um pouco corridas demais, se fosse um anime de 2 cour seria perfeito, mas mesmo assim está sendo um bom entretenimento nas minhas tardes de domingo. Aumentei a nota para 4,5 devido a rota da Amane, que até agora está foda demais, isso só confirma minha teoria de que se o anime tivesse mais episódios e as outras rotas pudessem ser melhor desenvolvidas seria ainda melhor, mas mesmo assim estou gostando muito.
  • Log Horizon - Nota 3/5 - O anime não está ruim, mas o ritmo está meio lento e isso está começando a incomodar, a mudança de estúdio deixou o traço de alguns personagens estranhos, principalmente o Nyanta, nossa ele está muito feio... porém outras coisa foram melhoradas, então está na mesma média, pessoalmente eu gostei bastante daqueles epis focados na Akatsuki, mas aquilo tudo poderia ter sido contado de forma mais dinâmica. Enfim, eu ainda gosto muito de Log Horizon, e espero que melhore no segundo cour para melhorar essa nota.
  • Akatsuki no Yona - Nota 4/5 - Como fã do mangá essa era uma das adaptações que eu mais aguardava e até agora está agradando, eles estão sendo bem fiéis ao mangá, e no geral o visual do anime está bem bonito, a animação também está na média, as lutas que tiveram até agora foram bem feitas... O que mais gosto é do climão meio "inuyasha" que Yona tem. Como já comentaram a história de Yona é bem clichê, isso eu não nego, afinal quantas histórias de princesas buscando a redenção nós já vimos por aí né? Mas como eu gosto muito desse tipo de história, quando bem produzida e com bons personagens acaba se tornando algo muito legal de se assistir. Esse é o caso de Yona na minha opinião.
  • Fate/Stay Night: UBW - Nota 4,5/5 - Um dos grandes hypes da temporada, o anime está fantástico até o momento, a Ufotable está fazendo um lindo trabalho de adaptação da VN para anime, é ótimo poder ver os personagens que tanto amo sendo representados de maneira digna nesse anime. Eu sou um dos que ainda gostam da antiga adaptação do estúdio DEEN, mas depois desse "remake" é impossível não notar o grande salto de qualidade que tivemos agora. Apesar de tudo não vou dar 5 para o anime. O principal motivo é a adaptação estar sendo "muito linear", tipo, uma adaptação precisa de certas mudanças para fazer sentido em anime, quem já é fã da franquia como eu deve estar gostando muito, pois já conhece todo background da história, mas e quem está conhecendo agora o universo de Fate? faltam melhores explicações sobre os magos e servos, um aprofundamento maior nos personagens "secundários", algo que Fate/Zero fez de forma magistral e que UBW não está repetido com a mesma maestria. Acho que eu posso estar exigindo demais, mas chego a conclusão de que na real a história e enredo de Fate/Zero é melhor, os personagens de Fate/Zero são melhores, que falta faz um personagem carismático como o Rider de Fate/Zero aqui... O anime ainda é muito bom e está acima da média de tudo que temos atualmente, mas na minha opinião não é tão bom como o seu prequel, então não vou poder dar 5.
  • Ookami Shoujo to Kuro Ouji - Nota 3,5/5 - Um shoujo legalzinho com umas tiradas bacanas e um protagonista troll. Na boa eu adoro a forma como o Kyouya trata a Erika! kkk, quero ver ela sofrendo mais até o final do anime.
  • TERRAFORMARS - Nota 0/5 - Instadrop. Lixo completo, não consegui chegar nem na metade do primeiro episódio de tanto que odiei esse troço.
  • World Trigger - Nota 0/5 - Instadrop. Animação ruim, personagens chatos, plot que não me interessou muito, design feio.
  • Gugure! Kokkuri-san - Nota 4/5 - Comédia muito divertida e bonitinha, adorei os personagens desse anime, todos são muito legais e a direção está sabendo se aprofundar na história de cada um de maneira sutil e interessante. A Kohina é um espetáculo a parte, o anime nos brinda com várias cenas hilárias a cada episódio e nunca pensei que torceria por um casal tão improvável no ship do epi 8, melhor epi do anime até agora, fora as várias referências a que teve a Hanma 1/2 nesse epi, muito bom.
  • Bonjour♪ Koiaji Pâtisserie - Nota 3,5/5 - Era bem improvável eu gostar de um harém invertido... mas resolvi dar uma chance pra esse anime pelo visual bonito que apresentou mas imgs promocionais e trailers, e não é que gostei? O anime tem personagens bacanas e divertidos e tem aproveitado bem os poucos minutos de duração dos epis. Acho que funcionaria se fosse um anime com epis de 20 minutos.
  • Cross Ange - Nota 5/5 - Era uma das minhas apostas para a temporada, afinal um anime que junta Ecchi, Peitos, Pegação Yuri, Dragões e Mechs NÃO PODERIA SER RUIM! hehe, enfim, estou gostando muito e a história está tomando uma profundidade que eu nem imaginava que teria, achei que seria um anime divertido, mas algo mais genérico, não é o caso, Cross Ange tem se mostrado um anime muito bom e correspondido além das minhas expectativas.
  • Denki-Gai no Honya-san - Nota 3,5/5 - O anime começou muito bem, eu fiquei muito entusiasmado com o primeiro episódio, mas infelizmente não manteve o mesmo nível nos demais... houveram epis bem chatos pra dizer a verdade, mas outros foram bons, acabou se tornando apenas um anime "legal" na média... os dois ultimos epis foram bem engraçados, gostei, isso aumentou um pouco a nota do anime, mas ainda tenho certeza que poderia ter sido muito melhor.
  • Yuuki Yuuna wa Yuusha de Aru - Nota 4,5/5 - YuYuYu, é um anime que parecia ser apenas um slice-of-life genérico como temos em todas as temporadas, porém pouco antes de estrear descobri que na verdade seria um mahou shoujo e já comecei a olhar com outros olhos. Logo no primeiro epi fiquei muito surpreso com a qualidade dos visais, cenários e animação que o anime apresentou, não esperava isso de um estúdio pequeno como o que está produzindo esse anime, a história está se desenvolvendo muito bem e toda tensão pela qual as meninas estão passando nos últimos epis pode estar levando a série para um climax interessante. Muitas comparações com Madoka são inevitáveis, afinal as referências são claras, mas YuYuYu, não é uma imitação genérica e sim uma obra original e criativa que está me agradando muito. Por enquanto nota 4,5, mas dependendo do final pode fechar um 5, vamos ver. (o mais legal é que não consigo imaginar como isso vai terminar, estou ansioso pelos próximos epis.)


edubfr 
14550 cr points
Send Message: Send PM GB Post
25 / M / Rio de Janeiro
Offline
Posted 12/16/14 , edited 12/17/14
Bom, vou fazer também mas não me alongarei muito nas explicações pois acompanhei muitos animes e o post ficaria gigante.. Sem falar da preguiça.

  • Akatsuki no Yona - Nota 4/5 - Um shoujo interessante, que foge do comum de vida escolar. Tem bastante ação em algumas partes e particularmente gostei do protagonista masculino (Hak). Pra quem gosta de shoujo é uma boa pedida, principalmente pela pitada de ação que proporciona.
  • Amagi Brilliant Park - Nota 4/5 - Inicialmente parece ser um anime ridículo que fala sobre parque. Achei que iria dropar ou talvez nem começaria a ver, mas dei uma chance e acabei me surpreendendo com esse anime. Muitos acham bobo principalmente por se tratar de um anime onde o foco é um parque de diversão, mas o anime é bem divertido e traz dois personagens que estão bastante populares por aí, o Kanie e a Isuzu.
  • Akame ga Kill! - Nota 3/5 - Akame ga Kill foi um anime que começou com um certo hype, adaptando bem a história do mangá mas infelizmente deixou de seguir fielmente, pois parece que no Japão as vendas não estão satisfatórias e por isso devem ter optado por uma finalização original. Uma pena, tinha conteúdo interessante no mangá pra ser mostrado no anime e acabou tudo ficando muito apressado e os personagens começaram a morrer um atrás do outro, o que revoltou alguns fãs. O episódio final eu achei satisfatório, mas pecou no desenvolvimento.
  • Cross Ange: Tenshi to Ryuu no Rondo - Nota 4/5 - Cross Ange foi muito criticado pelo seu primeiro episódio e infelizmente muitas pessoas devem ter deixado de ver esse anime por isso. Mal sabem que a história está sendo bem desenvolvida. Traz umas temáticas bem interessantes como o preconceito extremo que parte da população sofre, e essas pessoas que sofrem de preconceito são usadas para proteger o restante do mundo. Possui um pouco de ecchi apelativo, que é entendido até certo nível. Muitos reclamam das cenas Yuris, mas imagina a situação de garotas que estão presas numa base desde crianças e nunca conheceram meninos. Obviamente, elas irão saciar seus prazeres umas com as outras. A personagem principal teve uma boa evolução, sendo odiada nos primeiros episódios e agora muitos já gostam dela. Eu mesmo queimei a língua com esse anime, achei que só seria mais um ecchi bobo feito pra agradar pervertidos.
  • Danna ga Nani wo Itteiru ka Wakaranai Ken - Nota 4/5 - Não tem muito o que falar desse anime devido a sua curta duração, apenas que ele é bem divertido e vale todos os minutinhos gastos para vê-lo.
  • Denki-gai no Honya-san - Nota 3/5 - Denki-gai é um anime que não vai mostrar coisas surpreendentes. Não possuí um plot que atrairá milhares de fãs. É apenas um anime que vai mostrando o dia-a-dia dos personagens que estão trabalhando em uma loja de mangás. É divertidinho, mas não traz nada que o faça atingir um bom patamar.
  • Donten ni Warau - Nota 4,5/5 - Esse foi um anime que eu gostei bastante e que será finalizado na próxima semana. Trouxe uma história bacana, com bons personagens (principalmente o Tenka =D) e soube desenvolver muito bem nesses episódios, tendo até um plot-twist no episódio 10. Aconteceram algumas coisas inesperadas que foram te desviando do caminho que parecia ser óbvio. É classificado como shoujo no My Anime List, os traços são um pouco diferentes do usual e eu não sei se o classificaria assim. No geral é um anime bem interessante que não se tornou popular, mas pessoalmente me agradou muito e infelizmente poucas pessoas acompanharam. Fica minha dica para acompanharem.
  • Fate/stay night: Unlimited Blade Works - Nota 4,5/5 - É a primeira vez que vejo um anime da franquia Fate e estou muito feliz que tenha começado a ver. É um anime simplesmente muito bom, a história vai se desenvolvendo com um bom ritimo, nem muito rápido nem muito devagar. Não é focado apenas nas lutas, o que me agrada bastante e pode desagradar aos fãs dos battle-shounen, mas mesmos assim as lutas são fantásticas, muito bem animadas. É a primeira vez que eu vejo um anime com uma animação tão boa. Ainda está na metade e só voltará em Abril. Não sei o que esperar mais a frente pois nunca vi nada da franquia, mas com certeza se tornou um dos melhores dessa temporada para mim.
  • Garo: Honoo no Kokuin - Nota 1/5 - Não tenho muito o que falar desse anime, simplesmente não me agradou. A história até parece ser legalzinha, mas eu fico muito entediado vendo isso. A única coisa que eu gostei no anime inteiro foi do pai do personagem principal.
  • Grisaia no Kajitsu - Nota 3/5 - De início eu tinha odiado esse anime e quase o dropei. Não o achei bom, mas também não o achei ruim. Quando começou a contar a história das meninas que fazem parte do colégio do Yuuji ficou melhor. Gostei da história da Michiru e da Amane. A da Makina foi interessante. As outras eu já não gostei e achei bem chatas por sinal. O personagem principal eu achei bem chato e vazio, sem personalidade, não consegui gostar dele. Ele simplesmente foi apresentado como fodão e pronto. Grisaia pode agradar algumas pessoas, tem seu valor, mas pra mim ficou bem mediano.
  • Gugure! Kokkuri-san - Nota 3/5 - Kokkuri-san é daqueles animes que agradam mais os orientais do que os ocidentais. Contém muitas coisas da cultura dos japoneses, o que pode afastar um pouco do pessoal por aqui, apesar de todos falarem que gostam da cultura de lá. Tem feito muito sucesso no Japão, ficou em primeiro em um ranking feito pela Charapédia, mas aqui não tem sido muito falado. É uma comédia legal, eu gostei do Kokkuri-san até por causa do seiyuu dele (Ono Daisuke, o mesmo do Handa Seishuu de Barakamon) mas não é uma obra que será aplaudida de pé no Brasil.
  • Hitsugi no Chaika - Nota 2,5/5 - Hitsugi no Chaika apresenta uma história que no início parece ser promissora, apesar de já ficar claro no início o que vai acontecer. Eu gostei bastante de alguns personagens, principalmente da Chaika Trabant, a achei muito fofa. Infelizmente a segunda temporada parece que foi feita as pressas e acabaram o anime com apenas 10 episódios, sendo que o último ficou extremamente corrido e poderiam ter aproveitado muito melhor tudo o que aconteceu.
  • Inou-Battle wa Nichijou-kei no Naka de - Nota 3/5 - InoBato é um anime muito legal, com uma comédia bacana retratando o lado chuuni do personagem principal. Nesse anime os membros do clube de literatura adquirem poderes (muito ops por sinal) mas simplesmente não ocorre nenhuma luta (até o penúltimo episódio, parece que no último terá) o que pode desagradar muitas pessoas que assistiram, mas pra mim não fez muita diferença. Mostra o dia-a-dia dos personagens com uma pitada de comédia e romance, sempre focando no chuuni. É um anime bem leve e divertido, mas também não traz nada de muito fantástico e surpreendente, mas vale a pena dar uma olhada. Tem uma das personagens mais fofas desse temporada na minha opinião: Chifuyu-chan.
  • Karen Senki - Nota 0/5 - Pior anime que eu já assisti em toda a minha vida, nada mais a declarar.
  • Kiseijuu: Sei no Kakuritsu - Nota 4/5 - Até agora eu não entendi o motivo de só terem adaptado Kiseijuu esse ano. É um bom anime, está sendo muito comparado a Tokyo Ghoul. Não é meu estilo favorito, mas gosto dele e tenho noção que é um dos melhores da temporada e está agradando a maioria e captando muitos fãs. A história está se desenvolvendo bem juntamente com o personagem principal. Para quem gosta de um anime com lutas, sangue, um personagem que passa de fracote medroso para badass é um prato cheio.
  • Log Horizon 2nd Season - Nota 3/5 - Eu não sei exatamente como julgar Log Horizon. É um anime que pra mim as vezes é totalmente entediante e me da preguiça de assistir, mas que cumpre o seu objetivo. Retrata bem a vida dos jogadores que estão presos no MMORPG, mostrando como eles estão superando as adversidades que se mostram nesse mundo desconhecido, mas acho que o desenvolvimento fica lento algumas vezes e, apesar de não me importar tanto com isso, fica faltando ação.
  • Madan no Ou to Vanadis - Nota 2/5 - Um anime de guerra medieval que não traz muito conteúdo novo. A única diferença aqui é que o personagem principal é um arqueiro. Ele forma o seu harém de donzelas de guerra e não há nenhum plot tão interessante.
  • Nanatsu no Taizai - Nota 4/5 - The Seven Deadly Sins é um dos poucos battle-shounen que me agrada, apesar de falhar no mesmo aspecto de tantos outros (não vou dizer o que é pois pode ser spoiler). Leio o mangá e é bem legal, mas parecem que vão mudar um pouquinho a história do próximo pecado que vai aparecer, infelizmente. Se seguir direitinho o mangá ficará bom, se tomar o mesmo rumo de Akame ga Kill será uma pena.

    Sobre a falha que citei anteriormente (contém spoiler do mangá, não coloquei o nome dos personagens, mas quando acontecer no anime saberão quem são):


  • Ookami Shoujo to Kuro Ouji - Nota 3,5/5 - Um shoujo muito, muito divertido. Morro de rir em todos os episódios com a Erika, apesar de sentir pena dela algumas vezes. A formação do casal foi rápida e mesmo assim o anime está se desenvolvendo bem. Vale a pena assistir se gostar de shoujo.
  • Selector Spread WIXOSS - Nota 4,5/5 - Um dos meus favoritos da temporada. Apesar do início meio lento nessa continuação, ficou muito bom na parte final e vai fechar a série muito bem.
  • Shigatsu wa Kimi no Uso - Nota 5/5 - O melhor da temporada e o único que darei nota máxima. Simplesmente me apaixonei por esse anime. É fantástico, é lindo, uma obra de arte. Muitos podem achar isso exagerado. Tem ficado sempre nas primeiras posições nos rankings ocidentais e orientais. Cada episódio parece que tem apenas 5 minutos de tão rápido que passa enquanto vejo. Achei a história interessante está se desenvolvendo muito bem, com um bom drama e dando um show na parte musical, onde toda a arte aparece. Pode parecer um pouco exagerado pelo fato dos personagens terem por volta de 14 anos, mas não liguei muito pra isso e apenas aproveito ao máximo o que cada episódio oferece.
  • Shingeki no Bahamut: Genesis - Nota 3,5/5 - Um bom anime, com uma história interessante e que ficou melhor agora pra parte final, onde realmente começou a acontecer o que interessa. No início achei meio entediante, mas continuei assistindo por gostar da Amira e principalmente da ending, que achei maravilhosa. Gostei do fato de trazerem a Joana D'Arc para o anime. Para quem gosta de algo medieval, histórico, com anjos e demônios e uma animação um pouco diferente, mas muito legal é uma boa pedida.
  • Sora no Method - Nota 2/5 - Confesso que só assisti esse anime por causa da Noel. Não gostei muito, achei o drama um pouco fraco e não há nada que te prenda muito na história. Poderia ter sido mais legal. O final parece que vai ser legal, puxando bem pra parte sentimental, mas infelizmente não gostei muito do desenvolvimento desse anime.
  • Sword Art Online II - Nota 2/5 - Uma grande decepção. Trouxe uma história muito fraca no arco GGO. Só a Sinon salvou. Colocaram um personagem como vilão que simplesmente não foi aproveitado e não teve nenhum tipo de carisma ou antipatia. Inventaram um trauma no Kirito onde ele conheceu tal vilão em SAO, mas que no anime ele nunca teve uma participação decente, ou seja, era um random qualquer que colocaram como vilão no novo arco e fizeram parecer dramático. Pode ter sido dramático pro Kirito, mas esse drama não foi bem passado pra quem estava assistindo. A Shino só foi mostrada até o arco da Excaliber, onde teve pequena participação mas mesmo assim segurou as pontas. Mother's Rosario infelizmente ela não aparece, mas o arco em si não foi ruim, mas também não foi bom. Infelizmente é um anime muito overrated.
  • Terra Formars - Nota 2/5 - Terra Formars começou com uma censura tão ridícula que espantou boa parte do público, virando alvo de piadas. Mesmo amenizando a censura, as pessoas já não estão vendo da mesma forma, ficou muito marcado negativamente. Não gostei da animação, não gostei dos efeitos sonoros (já repararam que todos os ataques fazem o mesmo som?) e me pareceu muito corrido. Nem no Japão parece estar fazendo sucesso, só o mangá mesmo.
  • Trinity Seven - Nota 3/5 - Trinity Seven é simplesmente um prato cheio para os fãs de ecchi. Apesar de não ser meu estilo favorito, eu curti esse anime. Se focasse um pouco menos no ecchi e trabalhasse mais na história ficaria perfeito para mim. É bem divertido, engraçado, o personagem principal não é aquele bobão clichê dos ecchis e isso acaba segurando as pontas.
  • Ushinawareta Mirai wo Motomete - Nota 1/5 - Vi gente dizendo que esse seria o Steins;Gate da temporada. Uma piada. Anime extremamente confuso no início e MUITO entediante, com uma animação feia e um bug horroroso que aconteceu no episódio 10. Não melhorou nem quando começaram a falar sobre as viagens no tempo... Personagens bem chatinhos e o desenvolvimento foi muito ruim. Não recomendo esse anime pra ninguém.
  • World Trigger - Nota 2/5 - Sinceramente não sei se eu gosto ou se não gosto de World Trigger. A história em si parece ser boa, mas não consigo me entreter tanto com o anime. A animação não está legal. Tem alguns personagens interessantes, gosto muito do Kuga e ele que me mantém vendo WT. Dizem que o mangá é muito melhor que o anime, preciso conferir.
  • Yuuki Yuuna wa Yuusha de Aru - Nota 3/5 - O Madoka Magica da temporada, mas nem tanto. No início realmente parece que só seria um anime Mahou Shoujo, mostrando a vida cotidiana das meninas que fazem parte do clube de Heróis da escola. No final começaram a mostrar a história por trás de ser uma menina mágica e começou a dramatização. Não vai atingir o sucesso de Madoka, mas não foi ruim.
28815 cr points
Send Message: Send PM GB Post
24 / M
Offline
Posted 12/16/14 , edited 12/16/14
Aqui a minha nota para os animes que estou acompanhando, não vou falar dos animes que dropei:

  • Amagi Brilliant Park - Nota 5/5: Esse anime é muito divertido, visualmente bonito e tem personagens carismáticos e engraçados. Sempre fico ansioso para ver o próximo episódio, pois sei que vou ficar satisfeito. É bom levar em conta a proposta do anime, já que tem partes em que ele não se leva tanto a sério. Uma coisa que não gostei nele é que o protagonista quase nunca usa a habilidade especial dele, é uma habilidade muito útil, então ele deveria usar com mais frequência, as vezes até esqueço que ele tem.

  • CROSS ANGE Tenshi to Ryuu no Rondo - Nota 4/5: É um anime que me surpreendeu, achei que ia ser ruim, pois ouvi muito boato negativo, porém tive o contrario, é um anime bem ousado e ambicioso, dá pra perceber que o diretor está se divertindo fazendo esse anime, colocando um pouco de tudo na historia, ação, drama, comedia, ecchi, mecha, militarismo, etc. Esse anime me lembrou de uma visual novel que joguei, Muv Luv Alternative, que também trata de um ambiente militar em um mundo que está sendo invadido por seres desconhecidos, tirando a parte da segregação. É um anime que, mesmo que você não goste da história, da para se entreter com as cenas.
    E aproveitando que estou falando desse anime, quero dizer que a cena do final do primeiro episódio não foi algo gratuito, vasculhar cavidades é um procedimento padrão na maioria das unidades de detenção e como outra pessoa aqui falou, essas mulheres não tem contato com homens, então faz sentido que procurem prazer entre si, algo similar acontecia na Grécia antiga. Mas, claro, o diretor usa essas questões tanto para choque, tanto para alivio cômico.

  • Fate/Stay Night [Unlimited Blade Works] - Nota 5/5: Sou suspeito para falar dessa série, pois sou fã da type-moon, mas é inegável que a Ufotable (produtora do anime) está investindo muito dinheiro para fazer esse anime, se me dissessem que eu estava assistindo um filme, eu iria acreditar. Um dos pontos altos desse anime são as batalhas, que são muito bem animadas. Pena que pra mim a história já não é tão surpreendente, pois já sei tudo o que vai acontecer. Mas tenho minhas criticas também, as vezes as batalhas sofrem de algo muito comum em animes e mangás de luta, apesar de ser algo também presente na visual novel... Tem batalhas em que os personagens fortes não aproveitam todo o seu potencial para matar seus inimigos (param no último momento para falar alguma coisa e perdem a oportunidade) e também a questão dos pulos nesse anime, as vezes são muito exagerados, por exemplo, quando Rin foge de Lancer ela dá duas cambalhotas no ar sem uma necessidade aparente, há outros casos.
    Nota: Se você ainda não assistiu nada relacionado a Fate, comece por essa série (Fate/stay night [unlimited balde works]). Fate/zero é um prelúdio, que já supõe que você conhece várias coisas da série e dá spoilers sobre a série principal (Fate/stay night). Fique longe do anime antigo da DEEN ou veja por último, pois ele mistura as três histórias do Visual Novel e acaba te dando mais spoilers desnecessários do que entretenimento e qualidade e também não vejam o filme do Unlimited Blade Works, se ainda não viram, pois é algo extremamente corrido, estragando toda emoção da história.

  • Inou-Battle wa Nichijou-kei no Naka de - Nota 4/5: Outro anime que me surpreendeu, não esperava nada dele, mas acabou se tornando um anime muito divertido, utiliza muito bem os vários estereotipos do mundo dos animes, o tempo passa rápido quando eu assisto esse anime.

  • Psycho-Pass 2 - Nota 3/5: Achei muito inferior a primeira temporada. Sybil, que era pra ser um sistema racional, mostra não só mais falhas (o que até seria normal), mas até maldade. Personagens que viraram só enfeite pro plano de fundo (Gino, Yayoi), Akane é muito passiva em relação a parceira dela, que é extremante incompetente (como sybil indicou ela para esse cargo?), toda temporada é em torno de um jogo de gato e rato com o vilão, tem algumas cenas absurdas
    . O que salva esse anime é consistência do clima e estilo da animação, que é bem único e atraente, a criação de mundo é bem fascinante.

  • SHIROBAKO - Nota 3/5: Gostei da abordagem que o anime faz sobre a indústria de animação japonesa, dá para realmente sentir um pouco sobre como é trabalhar com anime, porém achei algumas partes meio monótonas ou exageradas demais para esse tipo de anime, por exemplo a parte da "jaula".

  • Shingeki no Bahamut: Genesis - 4/5: Mais um anime com grande investimento na animação e na qualidade dos cenários, muito bom para quem quer algo de fantasia medieval, me lembrou o mangá Berserk. Porém, acho que a qualidade caiu um pouco nesses últimos episódios. E uma coisa que me incomodou nessa série é que os anjos na maior parte do tempo são completamente inúteis... Eles parecem se preocupar, mas não fazem quase nada para de fato ajudar os humanos.

  • Yuuki Yuuna wa Yuusha de Aru - 2/5: Achei que faltou originalidade, muito similar a Madoka em diversos aspectos e não apresenta a mesma qualidade. Repare nas personagens: Fuu=Mami, garota mais experiente, que sabe o que está acontecendo e serve de guia, amarelo. Yuuna=Madoka, tem muita esperança, alegre, vive em função dos outros, rosa. Mimori=Homura, quer desafiar a atual ordem das coisas, rebelde,. Itsuki = Sayaka, perde algo relacionado a música/sonho para defender a causa das garotas mágicas. Karin=Kyouko, forasteira que vem para a cidade dominar a atual situação, mais experiente, no inicio é hostil, mas depois se torna parceira das meninas. Shinju-sama=Kyuubei, entrega poder omitindo os malefícios.
Portuguese Moderator
28122 cr points
Send Message: Send PM GB Post
30 / M / Pernambuco/Alagoas
Offline
Posted 12/16/14 , edited 12/17/14
Continuação da minhas impressões (atualizado no primeiro post tmb)
  • Sora no Method - Nota 3/5 - É um drama bonzinho sobre laços de amizade com um toque sobrenatural. Porem um tanto besta. Não que a maioria das contentas entre amigos normalmente não comece de fato por razões ridículas. Mas estas foram um pouco demais e exageradas demais. Gostei da Noel MOE. Mas na prática eu não a vi fazer nada de realmente útil, praticamente todo o trabalho de recuperar as amizades ficou mesmo com a Nonoka, a Noel basicamente só estava lá dando um alivio meigo a estória. De resto foi bonzinho.
  • Sword Art Online II - Nota 5/5 - Sei que muita gente vai discordar. Mas SAO tem algo que me agrada muito, que acontece raramente. Mas ele conseguiu fazer novamente nesta temporada. SAO me emociona muito! Acho que esse é o objetivo de qualquer obra e o sentimento mais importante a ser alcançado. Mas avaliando tecnicamente, eu sei que SAO não é perfeito (eu já disse que não existe essa de anime perfeito), ele foi meio chato durante a introdução do GGO (6 primeiros eps), mesmo eles sendo importantes, tmb achei avacalhado demais o Kirito, já que ele simplesmente ficou super fodão de uma hora para outra
    , também achei que foi meio forçado o drama do Kirito para "encaixar" com o da Sinon, poderia ter usado coisa melhor
    . Mas ainda assim foi super emocionante. A tragédia de vida de Sinon, e toda a reviravolta. Calibur foi um interlúdio divertido. Mas o que eu gostei mesmo foi de Mother Rosário, eu não consegui não suar pelos olhos com a estória da Yuuki.
  • TRINITY SEVEN - Nota 3/5 - Como eu já disse no primeiro tópico de impressões da temporada. Eu gostei do personagem principal do Harém, pelo simples fato dele fugir o conceito batido de personagem principal de todo anime Harem. Porem apesar de bastante divertido a estória vem deixando a desejar, sempre terminando com o personagem principal convencendo mais alguma menina a entrar em seu Harém e tudo isso, sem basicamente fazer quase nada. Uma vez ou outra vai. Mas sempre cansa.
  • World Trigger - Nota 2/5 - Este anime tem basicamente 2 grandes problemas. O primeiro é a animação que é fraca, o segundo são os personagens que simplesmente não tem carisma nenhum. Apesar disso é um anime interessante e relativamente divertido. Porem precisa ser re-feito.
  • Yuuki Yuuna wa Yuusha de Aru - Nota 4/5 - Eu gostei de Yuuki Yuna porque fazia tempo que não tinha um anime de Mahou Shoujo com uma temática mais séria. Muita gente vem erroneamente comparando ele com Madoka. Mas pra meu ponto de vista eles são conceitualmente diferentes. Madoka de fato influenciou muito aqui. Mas a ideia base de Yuuki Yuna é diferente. (spoiler de Madoka)
    (spoiler de Yuuki Yuna)
    Pode não parecer a primeira vista. Mas a diferença conceitual muda tudo, pois as meninas acabam reagindo de forma diferente ao saberem da verdade.


Agora a lista dos animes que não estão na CR e eu assisti algum episódio:
  • Gundam: G no Reconguista - Nota 2/5 - (dropado) Eu resumo este anime a uma palavra. Chato! O anime é como a maior parte dos Gundams, só que lento demais para mostrar alguma coisa importante. Depois de passar os primeiros episódios sem entender PN eu simplesmente cansei e dropei. E olhem que gosto dos Gundams, gosto das estórias complexas que existem por trás destes animes. Mas esse especificamente achei um saco, talvez fique melhor mais pra frente. Mas de inicio foi tão monótono que não aguentei e dropei no 3º ep.
  • Garo: Honoo no Kokuin - Nota 3/5 - Garo é o tipico anime generico de ação sobrenatural, você tem um reino controlado pelo vilão por trás dos panos que usa das forças maléficas que se alimentam do mal do coração humano e os manda caçar os poucos "mocinhos" que tem na história. Não a nada de espetacular aqui, além de umas cenas de ação razoáveis, um mocinho besta com personalidade de Sasuke, o pai dele que é de longe o personagem mais interessante da história, pois é gaiato e farrista. Mas sem deixar de ser um dos personagens do "bem" e uma enorme quantidade de personagens de 1 ep. ou vilões que não disseram a que vieram. Tudo isso + um príncipe fujão que está sendo caçado por ter sangue de "herói". Enfim apesar da história um pouco confusa é um anime bem genérico, que não chega a ter nada de espetacular. Mas pelo menos não é ruim por isso que não dropei ainda.
  • Selector Spread WIXOSS - Nota 4/5 - Um pouco mais do velho WIXOSS. Mas nesta continuação, ao menos parece existir algum objetivo. Já que tudo na primeira temporada fica envolto em mistério. Pessoalmente não gostei muito da razão por trás do poder que gerava e mantida as Selectors, achei pouco pra tudo aquilo. Mas pelo menos nesta temporada o anime largou da exploração excessiva do auto-sofrimento das 3 personagens principais e resolveu dar andamento a estória. Mas eu ainda tenho um problema com uma coisa mal explicada no anime desde a temporada passada.

  • Madan no Ou to Vanadis - Nota 3/5 - Você quis dizer: Anime de Fire Emblem - Essa é a sensação que eu tenho quando assisto a este anime, que estou vendo o anime de algum história do jogo Fire Emblem. Você tem um Lorde dono de um ducado, que vai conseguindo aliados para o exercito dele e o apoio de outros Lordes, assim ir protegendo seu território e avançando contra o verdadeiro vilão da estória. É um anime interessante, muita gente questiona que a história em si é fraca e que a pouca ação, e de fato não deixa de ser verdade. Mas na verdade é porque o se classifica melhor com o gênero pouco conhecido chamado Estratégia Militar do que ação e aventura. A história em si é mais o plano de fundo para justificar os acontecimentos. Seguindo esse ponto de vista, o anime é até interessante. Pois realmente parece uma animação de algum Fire Emblem.
  • Nanatsu no Taizai - Nota 3/5 - O mais novo "shonenzão" de ação. Seguindo estilo de fantasia de One Piece e Fairy Tail onde você vê um pouco de tudo. É o tipico de Shōnen de ação e aventura, um grupo de heróis singulares renegados e fodões ajudando a princesa na luta contra um grupo de "cavaleiros" q secretamente deu um golpe de estado e tomou o poder. Com um pouco de ecchi ao estilo Dragon Ball, um pouco de comédia besta, e bastante ação. E bonzinho e não é chato então continuo a assistir.
  • Ai Tenchi Muyo! - Nota 2/5 - Toda ideia precisa ser testada. Mas precisa ser logo com uma franquia famosa? Ai Tenchi Muyo! inovou com a ideia de fazer episódios diários de 4 minutos (na verdade 3, já que perde um pedaço com a abertura e com o fim) e a cada 5 uma revisão. Assim sai episódios praticamente todos os dias úteis. O problema é que em geral o público (me incluindo também) não gostou. Pessoalmente, eu espero sair 4 eps, e os assisto em sequencia. A história não é ruim, é ao estilo de estórias de Tenchi Muyo mesmo. Porem a apresentação dividida é tão incomoda que você tende a se perder nela. Provavelmente se não fosse pelo saudosismo eu já teria dropado.
  • Shingeki no Bahamut Genesis - Nota 2/5 - (dropado) - Muita gente gostou. Mas pessoalmente achei esse anime fraco. Na verdade o problema todo deste anime é que ele não me animou a continuar assistindo-o. Não é exatamente ruim. Mas também não tem nada de realmente interessante que me mantenha assistindo. Um certo dia eu perdi um episódio e quando vi tinham 2 pra assistir, ai fiquei sem vontade e dropei. Faltou algo único e interessante neste anime que me chama-se a atenção para querer continuar a assistir.
  • Daitoshokan no Hitsujikai - Nota 2/5 - (dropado) - Outro anime que não me animou a continuar a assistir, vi o primeiro episódio, apesar da trama oculta por trás da estória das personagens, ele não me animou e quando saiu o 2º ep. simplesmente não quis assistir. Também faltou algo de realmente interessante que me chama-se a atenção para continuar assistindo-o.
    [item[Ore, Twintails ni Narimasu. - Nota 3/5 - Toda tempora precisa de um anime para "desligar" o cerebro, o anime da vez pra mim foi esse. O anime em si é uma grande desculpa pra fan-service, cliches, non-sense e piadas idiotas e até que está sendo divertido. A animação e a arte seguem uma boa qualidade e os vilões que são uma caricatura dos vilões de super sentais (power-rangers) pra mim são o ponto forte da série.
  • Psycho-Pass 2 - Nota 4/5 - A segunda temporada, provavelmente por estar sendo escrita por um roteirista diferente do da primeira, não chega perto da primeira. Mas ainda não deixou de ser interessante e enquanto a maioria critica as falhas eu to achando interessante que desta vez estão tentando explorar outros pontos fracos dos sistema Sibil, algo que eu senti falta na primeira temporada.


A temporada em geral pra mim foi boa, alguns poucos animes excelentes, muitos animes relativamente bons e poucos drops.


Pronto! Agora posso ir a parte mais divertida deste tipo de tópico. Falar da opinão dos outros!





portugassis2 wrote:
  • Akame ga Kill! - Nota 4/5 - Quando o anime começou eu não esperava muito dele, mas já no primeiro episódio me surpreendi, gostei bastante dos personagens e da premissa da história, que teve um bom desenvolvimento. Diferente da maioria eu gostei muito do final "alternativo" (o final foi escrito pelo próprio mangaka antes mesmo do anime estrear), os três últimos episódios principalmente, pois fecharam muito bem todas as pontas abertas, deram um final digno para o "protagonista" e uma luta final de encher os olhos entre Akame e Esdeath. Se não fosse a animação meia boca que perdurou na maior parte da série teria ganhado nota 5.

Mas vem cá! Vai me dizer que tu também não achou tudo (as mortes principalmente) meio que jogado nos últimos episódios não? (por isso que eu disse que acabei com uma sensação de que ficou banalizado).

portugassis2 wrote:
  • Shigatsu wa Kimi no Uso - Nota 2/5 - Antes de mais nada, fico feliz em ver que pelo menos alguém tem a mesma opinião que eu sobre esse anime... Eu continuo assistindo, mas está se tornando uma dramazinho pastelão tão idiota que se continuar nesse ritmo não sei se consigo chegar até o fim, e cara, depois de um bom começo, bem animado e com visual bonito, nos últimos epis tem muitas cenas estáticas... principalmente no epi 10, é 95% do epi formado por cenas estáticas ou reutilização de outros epis, e até agora continuam insistindo naquele dramazinho chato da mãe do cara, a mesma coisa que aconteceu nos primeiros epis, com ele tocando piano e as lembranças vindo na cabeça dele aconteceram novamente... e provavelmente vão acontecer de novo... que troço CHATO! O visual é bonito, sim... mas quase não tem animação de verdade... e visual bonito por visual bonito, Glasslip também é lindo e não deixar de ser uma merda.

Que bom que também não fui o único a pensar assim. Tavam hypando tanto o anime que eu já estava duvidando da minha própria opinião.
Eu tava pensando em dar outra chance ao anime. Mas pela sua descrição portugassis2 perdi completamente a vontade, porque você descreveu exatamente o que eu temia que acontece-se. Que a história também vira-se um pastelão.

portugassis2
  • Grisaia no Kajitsu - Nota 4/5 - Era uma das minhas apostas para essa temporada, eu estava muito animado para assistir o anime e atendeu toda minha expectativa. Ótimos personagens, bom desenvolvimento, backgrounds interessantes para todos eles, enfim, um exemplo de como adaptar bem uma VN. Além disso a equipe de animação e o estúdio também não desapontaram, o visual é lindo, bem animado e fluido, até a censura que poderiam ter exagerado não foi tanta, enfim um ótimo anime. Esse só não ganha nota 5/5 porque devido a ter apenas 13 episódios as coisas foram um pouco corridas demais, se fosse um anime de 2 cour seria perfeito, mas mesmo assim está sendo um bom entretenimento nas minhas tardes de domingo.

  • É talvez o maior ponto fraco deste anime tenha sido isso mesmo. greguicla que aparentemente também jogou a VN comentou exatamente isso, que encurtaram demais muita coisa.
    edubfr 
    14550 cr points
    Send Message: Send PM GB Post
    25 / M / Rio de Janeiro
    Offline
    Posted 12/17/14 , edited 12/17/14
    Achei interessante que a maior parte da nossa opinião bateu, mas, quando houve discordância, foi bem grande. kkkk

    É sempre legal ver a opinião dos outros sobre os animes, principalmente as diferentes, pois me fazem refletir um pouco mais sobre aquilo que estou vendo. Melhor ainda é poder debater sem nenhum tipo de xingamento (muito bom aqui ter pessoas com mais idade, no facebook as vezes chega a ser agonizante conversar com certas pessoas).

    Vocês que gostaram de SAO II, não acharam extremamente ridículo o drama que fizeram com o Death Gun não? Um personagem que era um random total no arco Sword Art Online aparecer como o vilão principal e causar todo aquele medo no Kirito ficou meio estranho, não consegui eu mesmo sentir esse drama.

    yuriccp você conhece a página Anime Trending do facebook? Eles realizam votações semanais sobre os melhores episódios dos animes da temporada, melhores personagens masculinos e femininos, melhores casais e etc... A Yona essa semana pegou TOP 1 do ranking de personagens femininas. O anime não tá fora dos holofotes não. O Hak pegou top 4 no masculino. No Ranking geral dos animes Akatsuki no Yona está em 9.
    Portuguese Moderator
    28122 cr points
    Send Message: Send PM GB Post
    30 / M / Pernambuco/Alagoas
    Offline
    Posted 12/17/14 , edited 12/17/14
    Continuando com os comentários:


    edubfr wrote:
  • Akame ga Kill! - Nota 3/5 - Akame ga Kill foi um anime que começou com um certo hype, adaptando bem a história do mangá mas infelizmente deixou de seguir fielmente, pois parece que no Japão as vendas não estão satisfatórias e por isso devem ter optado por uma finalização original. Uma pena, tinha conteúdo interessante no mangá pra ser mostrado no anime e acabou tudo ficando muito apressado e os personagens começaram a morrer um atrás do outro, o que revoltou alguns fãs. O episódio final eu achei satisfatório, mas pecou no desenvolvimento.

  • Na verdade eu to em duvida justamente nesta parte. Como o portugassis2 disse, parece que houve participação no Mangaka no anime. Mas de acordo com a Wikipedia, foi apenas na supervisão do cenário. Não sei se ele participou ativamente do desfecho até porque o mangá está seguindo um linha diferente do anime.
    Além disso descordo com a parte das vendas, sei que a Wikipedia não é a mais confiável das fontes. Mas as fontes usadas na maioria dos artigos dela são e não há referencia a queda de vendas, na verdade é o contrário, ela veio subindo a cada volume. Porem não sei se o mesmo pode ser dito do anime, como a animação e a arte foram fracas é possível que quem não tenha ido tão bem assim tenha sido o anime mesmo e o diretor aproveitou pra colocar a versão dele para o final.

    edubfr wrote:
  • Cross Ange: Tenshi to Ryuu no Rondo - Nota 4/5 - Cross Ange foi muito criticado pelo seu primeiro episódio e infelizmente muitas pessoas devem ter deixado de ver esse anime por isso. Mal sabem que a história está sendo bem desenvolvida. Traz umas temáticas bem interessantes como o preconceito extremo que parte da população sofre, e essas pessoas que sofrem de preconceito são usadas para proteger o restante do mundo. Possui um pouco de ecchi apelativo, que é entendido até certo nível. Muitos reclamam das cenas Yuris, mas imagina a situação de garotas que estão presas numa base desde crianças e nunca conheceram meninos. Obviamente, elas irão saciar seus prazeres umas com as outras. A personagem principal teve uma boa evolução, sendo odiada nos primeiros episódios e agora muitos já gostam dela. Eu mesmo queimei a língua com esse anime, achei que só seria mais um ecchi bobo feito pra agradar pervertidos.

  • Não posso deixar de comentar que gostei do "Obviamente, elas irão saciar seus prazeres umas com as outras."


    edubfr wrote:
  • Garo: Honoo no Kokuin - Nota 1/5 - Não tenho muito o que falar desse anime, simplesmente não me agradou. A história até parece ser legalzinha, mas eu fico muito entediado vendo isso. A única coisa que eu gostei no anime inteiro foi do pai do personagem principal.

  • Tenho de admitir que se não fosse pela personalidade do pai do personagem principal eu provavelmente teria dropado no inicio também.


    edubfr wrote:
  • Grisaia no Kajitsu - Nota 3/5 - De início eu tinha odiado esse anime e quase o dropei. Não o achei bom, mas também não o achei ruim. Quando começou a contar a história das meninas que fazem parte do colégio do Yuuji ficou melhor. Gostei da história da Michiru e da Amane. A da Makina foi interessante. As outras eu já não gostei e achei bem chatas por sinal. O personagem principal eu achei bem chato e vazio, sem personalidade, não consegui gostar dele. Ele simplesmente foi apresentado como fodão e pronto. Grisaia pode agradar algumas pessoas, tem seu valor, mas pra mim ficou bem mediano.

  • De fato, não há muita profundidade no personagem principal (até porque na VN ele é vc). Mas isso é meio que padrão de histórias de Haréns, só que pior, os personagens principais padrões deste tipo de história além de não terem profundidade normalmente também tem "a cara pra trás", por isso quando vejo alguém que fuja minimamente do padrão, pra mim já é uma grande evolução para este tipo de contexto.

    edubfr wrote:
  • Inou-Battle wa Nichijou-kei no Naka de - Nota 3/5 - InoBato é um anime muito legal, com uma comédia bacana retratando o lado chuuni do personagem principal. Nesse anime os membros do clube de literatura adquirem poderes (muito ops por sinal) mas simplesmente não ocorre nenhuma luta (até o penúltimo episódio, parece que no último terá) o que pode desagradar muitas pessoas que assistiram, mas pra mim não fez muita diferença. Mostra o dia-a-dia dos personagens com uma pitada de comédia e romance, sempre focando no chuuni. É um anime bem leve e divertido, mas também não traz nada de muito fantástico e surpreendente, mas vale a pena dar uma olhada. Tem uma das personagens mais fofas desse temporada na minha opinião: Chifuyu-chan.

  • Acho que a questão não é exatamente o fato não ter lutas o problema. Mas sim da sub-utilização do contexto dos poderes por parte da história.
    Na prática é como se InoBato tivesse 2 contextos separados na mesma estória. Num lado você tem as personagens com poderes e sem vilões, eventualmente elas testam os poderes e só! Eu esperava bem mais interação nisso. Noutro lado tem toda uma comédia romântica bem genérica das personagens pelo principal que de nada tem haver com os poderes.
    Ai o que acontece, eventualmente, algum episódio lembra que os poderes existem e conta um pouco sobre eles, depois o foco volta novamente para a comédia romântica genérica.
    Não há integração descente entre os contextos, são tão independentes que um atrapalha o outro, e no contexto dos poderes achei muito pouco aproveitado por parte do autor, esperava que explorasse bem mais a ideia de se dar poderes OPs para crianças e adolescentes, esperava pelo menos um uso cômico deles. Mas nem isso! Eles apenas estão ali, ocupando espaço no plot que conta na prática 2 histórias diferentes e independentes, a estória dos poderes, que por sinal anda bastante fraca, e a comédia romântica, que apesar de razoável é bem genérica.

    edubfr wrote:
  • Kiseijuu: Sei no Kakuritsu - Nota 4/5 - Até agora eu não entendi o motivo de só terem adaptado Kiseijuu esse ano. É um bom anime, está sendo muito comparado a Tokyo Ghoul. Não é meu estilo favorito, mas gosto dele e tenho noção que é um dos melhores da temporada e está agradando a maioria e captando muitos fãs. A história está se desenvolvendo bem juntamente com o personagem principal. Para quem gosta de um anime com lutas, sangue, um personagem que passa de fracote medroso para badass é um prato cheio.

  • É só um chute de minha parte. Mas provavelmente o motivo da adaptação seja para vender novos produtos relacionados (um novo mangá talvez).

    edubfr wrote:
  • Log Horizon 2nd Season - Nota 3/5 - Eu não sei exatamente como julgar Log Horizon. É um anime que pra mim as vezes é totalmente entediante e me da preguiça de assistir, mas que cumpre o seu objetivo. Retrata bem a vida dos jogadores que estão presos no MMORPG, mostrando como eles estão superando as adversidades que se mostram nesse mundo desconhecido, mas acho que o desenvolvimento fica lento algumas vezes e, apesar de não me importar tanto com isso, fica faltando ação.

  • O problema é que eu achei, ao menos a primeira metade desta temporada muito mais entediante do que a da anterior.

    edubfr wrote:
  • Nanatsu no Taizai - Nota 4/5 - The Seven Deadly Sins é um dos poucos battle-shounen que me agrada, apesar de falhar no mesmo aspecto de tantos outros (não vou dizer o que é pois pode ser spoiler). Leio o mangá e é bem legal, mas parecem que vão mudar um pouquinho a história do próximo pecado que vai aparecer, infelizmente. Se seguir direitinho o mangá ficará bom, se tomar o mesmo rumo de Akame ga Kill será uma pena.

  • Coloca sua opinião spoiler como

    Fiquei curioso para ver esta sua critica.

    edubfr wrote:
  • Shingeki no Bahamut: Genesis - Nota 3,5/5 - Um bom anime, com uma história interessante e que ficou melhor agora pra parte final, onde realmente começou a acontecer o que interessa. No início achei meio entediante, mas continuei assistindo por gostar da Amira e principalmente da ending, que achei maravilhosa. Gostei do fato de trazerem a Joana D'Arc para o anime. Para quem gosta de algo medieval, histórico, com anjos e demônios e uma animação um pouco diferente, mas muito legal é uma boa pedida.

  • Dropei justamente devido a parte entediante (leia-se a primeira metade do anime). Mas vou dar outra chance pra ele assim que der.

    edubfr wrote:
  • Sword Art Online II - Nota 2/5 - Uma grande decepção. Trouxe uma história muito fraca no arco GGO. Só a Sinon salvou. Colocaram um personagem como vilão que simplesmente não foi aproveitado e não teve nenhum tipo de carisma ou antipatia. Inventaram um trauma no Kirito onde ele conheceu tal vilão em SAO, mas que no anime ele nunca teve uma participação decente, ou seja, era um random qualquer que colocaram como vilão no novo arco e fizeram parecer dramático. Pode ter sido dramático pro Kirito, mas esse drama não foi bem passado pra quem estava assistindo. A Shino só foi mostrada até o arco da Excaliber, onde teve pequena participação mas mesmo assim segurou as pontas. Mother's Rosario infelizmente ela não aparece, mas o arco em si não foi ruim, mas também não foi bom. Infelizmente é um anime muito overrated.

  • Na verdade acho que se focar no vilão de GGO como o vilão é errado. Na verdade o vilão mesmo é

    Se você for olhar no contexto individual o vilão é genérico mesmo. Mas como um grupo vai bem mais sentido. Mas concordo com você que poderia ter sido melhor, poderiam ter usado das partes já existentes das lutas deles no SAO ao invés de inventar um trauma para o GGO.
    E Mather's Rosario não foi bom?


    edubfr wrote:
  • Terra Formars - Nota 2/5 - Terra Formars começou com uma censura tão ridícula que espantou boa parte do público, virando alvo de piadas. Mesmo amenizando a censura, as pessoas já não estão vendo da mesma forma, ficou muito marcado negativamente. Não gostei da animação, não gostei dos efeitos sonoros (já repararam que todos os ataques fazem o mesmo som?) e me pareceu muito corrido. Nem no Japão parece estar fazendo sucesso, só o mangá mesmo.

  • Não posso falar muito, pois fui um dos que dropou por causa da censura e que não teve vontade nenhuma pra voltar a ver depois dela ter sido "removida".

    edubfr wrote:
  • World Trigger - Nota 2/5 - Sinceramente não sei se eu gosto ou se não gosto de World Trigger. A história em si parece ser boa, mas não consigo me entreter tanto com o anime. A animação não está legal. Tem alguns personagens interessantes, gosto muito do Kuga e ele que me mantém vendo WT. Dizem que o mangá é muito melhor que o anime, preciso conferir.

  • Idem em tudo!

    edubfr wrote:
  • Yuuki Yuuna wa Yuusha de Aru - Nota 3/5 - O Madoka Magica da temporada, mas nem tanto. No início realmente parece que só seria um anime Mahou Shoujo, mostrando a vida cotidiana das meninas que fazem parte do clube de Heróis da escola. No final começaram a mostrar a história por trás de ser uma menina mágica e começou a dramatização. Não vai atingir o sucesso de Madoka, mas não foi ruim.

  • Só não concordo mesmo com a comparação com Madoka Magica, pois como eu disse, pra mim ele é conceitualmente diferente. Madoka influenciou. Mas ele tem diferenças importantes que o impedem de ser um simples plágio.
    Redator de Notícias
    33479 cr points
    Send Message: Send PM GB Post
    28 / M / Rio de Janeiro
    Offline
    Posted 12/17/14

    edubfr wrote:

    Achei interessante que a maior parte da nossa opinião bateu, mas, quando houve discordância, foi bem grande. kkkk

    É sempre legal ver a opinião dos outros sobre os animes, principalmente as diferentes, pois me fazem refletir um pouco mais sobre aquilo que estou vendo. Melhor ainda é poder debater sem nenhum tipo de xingamento (muito bom aqui ter pessoas com mais idade, no facebook as vezes chega a ser agonizante conversar com certas pessoas).

    Vocês que gostaram de SAO II, não acharam extremamente ridículo o drama que fizeram com o Death Gun não? Um personagem que era um random total no arco Sword Art Online aparecer como o vilão principal e causar todo aquele medo no Kirito ficou meio estranho, não consegui eu mesmo sentir esse drama.

    yuriccp você conhece a página Anime Trending do facebook? Eles realizam votações semanais sobre os melhores episódios dos animes da temporada, melhores personagens masculinos e femininos, melhores casais e etc... A Yona essa semana pegou TOP 1 do ranking de personagens femininas. O anime não tá fora dos holofotes não. O Hak pegou top 4 no masculino.


    Pessoalmente eu relevo muita coisa ao ver SAO, eu simplesmente quero ver lutas legais e um bom desenvolvimento dos relacionamentos, acredito que o anime de SAO seja sobre isso, relacionamentos, então detalhes mais profundos do plot podem passar batidos que eu não ligo muito, me entregando um bom desenvolvimento entre os personagens e toda qualidade de produção que eles tem apresentado eu já estou extremamente satisfeito.
    Portuguese Moderator
    28122 cr points
    Send Message: Send PM GB Post
    30 / M / Pernambuco/Alagoas
    Offline
    Posted 12/17/14

    edubfr wrote:yuriccp você conhece a página Anime Trending do facebook? Eles realizam votações semanais sobre os melhores episódios dos animes da temporada, melhores personagens masculinos e femininos, melhores casais e etc... A Yona essa semana pegou TOP 1 do ranking de personagens femininas. O anime não tá fora dos holofotes não. O Hak pegou top 4 no masculino. No Ranking geral dos animes Akatsuki no Yona está em 9.


    Não, eu sei do sucesso de Akatsuki no Yona, tanto que quando comento tento mostrar que é de fato minha opinião pessoal.

    É que além de não gostar do estilo, achei o primeiro episódio tão decepcionante que praticamente já formou toda minha opinião sobre o anime. Ainda vou dar uma chance pra ele. Só não tive coragem ainda.

    Além disso, um anime fazer sucesso não necessariamente quer dizer que ele agrade a todos. Por exemplo, muita gente ama HxH. Mas em todos os episódios que assisti eu achei ele chato e idiota. Nem sempre ser famoso é sinal de ser bom. Mas pra mim é um bom motivo pra analisar melhor. (não é possível que eu seja assim tão diferente do resto do mundo)
    edubfr 
    14550 cr points
    Send Message: Send PM GB Post
    25 / M / Rio de Janeiro
    Offline
    Posted 12/17/14 , edited 12/17/14

    yuriccp wrote:

    Não, eu sei do sucesso de Akatsuki no Yona, tanto que quando comento tento mostrar que é de fato minha opinião pessoal.

    É que além de não gostar do estilo, achei o primeiro episódio tão decepcionante que praticamente já formou toda minha opinião sobre o anime. Ainda vou dar uma chance pra ele. Só não tive coragem ainda.

    Além disso, um anime fazer sucesso não necessariamente quer dizer que ele agrade a todos. Por exemplo, muita gente ama HxH. Mas em todos os episódios que assisti eu achei ele chato e idiota. Nem sempre ser famoso é sinal de ser bom. Mas pra mim é um bom motivo pra analisar melhor. (não é possível que eu seja assim tão diferente do resto do mundo)


    Ah, claro, o anime estar sendo popular ou não não é motivo para alguém gostar, concordo. Apenas quis mostrar que Akatsuki no Yona não tá esquecido. Mas se a história e o tipo do anime realmente não fazem o seu gosto, não há muito que possa ser feito. =p


    yuriccp wrote:

    Além disso descordo com a parte das vendas, sei que a Wikipedia não é a mais confiável das fontes. Mas as fontes usadas na maioria dos artigos dela são e não há referencia a queda de vendas, na verdade é o contrário, ela veio subindo a cada volume. Porem não sei se o mesmo pode ser dito do anime, como a animação e a arte foram fracas é possível que quem não tenha ido tão bem assim tenha sido o anime mesmo e o diretor aproveitou pra colocar a versão dele para o final.


    Na realidade eu quis dizer que no geral as vendas não parecem ser boas mesmo, não que elas tenham caído.


    yuriccp wrote:

    Acho que a questão não é exatamente o fato não ter lutas o problema. Mas sim da sub-utilização do contexto dos poderes por parte da história.
    Na prática é como se InoBato tivesse 2 contextos separados na mesma estória. Num lado você tem as personagens com poderes e sem vilões, eventualmente elas testam os poderes e só! Eu esperava bem mais interação nisso. Noutro lado tem toda uma comédia romântica bem genérica das personagens pelo principal que de nada tem haver com os poderes.
    Ai o que acontece, eventualmente, algum episódio lembra que os poderes existem e conta um pouco sobre eles, depois o foco volta novamente para a comédia romântica genérica.
    Não há integração descente entre os contextos, são tão independentes que um atrapalha o outro, e no contexto dos poderes achei muito pouco aproveitado por parte do autor, esperava que explorasse bem mais a ideia de se dar poderes OPs para crianças e adolescentes, esperava pelo menos um uso cômico deles. Mas nem isso! Eles apenas estão ali, ocupando espaço no plot que conta na prática 2 histórias diferentes e independentes, a estória dos poderes, que por sinal anda bastante fraca, e a comédia romântica, que apesar de razoável é bem genérica.


    Cocnordo com o que você falou. Talvez o problema seja a adaptação... A LN pode ser mais completa e arbordar melhor tudo isso, mas é apenas achismo da minha parte.


    yuriccp wrote:

    E Mather's Rosario não foi bom?


    Olha, eu fiquei tão decepcionado com SAO que talvez seja meio injusto com Mothers Rosario... Foi legal, mas, infelizmente eu não gosto da Asuna como protagonista. Ela perdeu muito o seu valor durante o ALO e o GGO. Talvez se ela tivesse sido aproveitada melhor durante esses dois jogos eu veria o Mothers Rosario com bons olhos. Preferia uma participação da Shino ao invés da Asuna.


    Não posso deixar de comentar que gostei do "Obviamente, elas irão saciar seus prazeres umas com as outras."


    kkk é que eu vi muita gente criticando o yuri que ocorre em Cross Ange, mas é perfeitamente aceitável que elas sintam atração entre si.

    E Editei meu post lá na parte de Nanatsu no Taizai
    Portuguese Moderator
    28122 cr points
    Send Message: Send PM GB Post
    30 / M / Pernambuco/Alagoas
    Offline
    Posted 12/17/14

    edubfr wrote:Olha, eu fiquei tão decepcionado com SAO que talvez seja meio injusto com Mothers Rosario... Foi legal, mas, infelizmente eu não gosto da Asuna como protagonista. Ela perdeu muito o seu valor durante o ALO e o GGO. Talvez se ela tivesse sido aproveitada melhor durante esses dois jogos eu veria o Mothers Rosario com bons olhos. Preferia uma participação da Shino ao invés da Asuna.

    Na verdade Mother's Rosario tem justamente o objetivo de resgatar a Asuna como uma personagem ativa, diferente do que ocorreu nos últimos 2 jogos.

    O problema é que depois dela ter sido colocada como a "princesa passiva" no conto de fadas do ALO e de ter sido deixada de lado no GGO, ela de fato acabou perdendo espaço para a Sinon que teve muito mais participação e profundidade do que a Asuna. Então é normal e aceitável essa rejeição.

    Só que a Asuna ainda vai ser sempre colocada em primeiro lugar pelo autor, pois ela foi a escolhida pelo Kirito e pela Yue, as outras, são apenas as outras.


    edubfr wrote:E Editei meu post lá na parte de Nanatsu no Taizai

    Eu vi a edição e concordo contigo. Mas temos de lembrar o seguinte:


    Então é uma critica válida. Mas que na prática iria afetar o grande público destas obras, eles não querem e talvez nem possam mudar isso.
    edubfr 
    14550 cr points
    Send Message: Send PM GB Post
    25 / M / Rio de Janeiro
    Offline
    Posted 12/17/14 , edited 12/17/14
    É verdade, mas sei lá.. O modo como o personagem foi atingido e mesmo assim sobreviveu não deu pra engolir. kkkkkk


    yuriccp wrote:

    Na verdade Mother's Rosario tem justamente o objetivo de resgatar a Asuna como uma personagem ativa, diferente do que ocorreu nos últimos 2 jogos.

    O problema é que depois dela ter sido colocada como a "princesa passiva" no conto de fadas do ALO e de ter sido deixada de lado no GGO, ela de fato acabou perdendo espaço para a Sinon que teve muito mais participação e profundidade do que a Asuna. Então é normal e aceitável essa rejeição.

    Só que a Asuna ainda vai ser sempre colocada em primeiro lugar pelo autor, pois ela foi a escolhida pelo Kirito e pela Yue, as outras, são apenas as outras.


    É bem por aí mesmo. A Asuna era legal em SAO, mas ela ficou MUITO tempo fora de ação. Talvez no próximo arco ela fique mais interessante e agrade mais.. Meu problema com SAO é que ele retrata de algo que eu gostava muito uns anos atrás (MMORPG) e eu queria que ele fosse simplesmente perfeito. Aliás, acho que eu que cometi um erro achando que a história em si seria focada nos jogos (como é o caso de Log Horizon).

    portugassis2 e yuriccp se vocês gostarem de ler mangá e tiverem tempo pra isso, tentem ler Terra Formars caso tenham gostado do plot em si. Eu não curti muito o anime, também admito que minha opinião sobre TF não mudou completamente após ler o mangá, mas melhorou um pouco. As coisas parecem que fluem melhor e a história é mais bem contada...
    Portuguese Moderator
    28122 cr points
    Send Message: Send PM GB Post
    30 / M / Pernambuco/Alagoas
    Offline
    Posted 12/17/14 , edited 12/17/14
    Mais ou menos. SAO, ALO e GGO ainda se passa em MMORPGs.



    SAO não é focado na temática do MMORPG em si, ele apenas os usa de cenário. Pra mim a grande sacada que o autor fez foi brincar com o fato dele poder trocar os cenários e a temática a vontade aproveitando os personagens existentes. Assim ele pode basicamente escrever a estória que quiser, sobre o que quiser, sem precisar se preocupar em desenvolver um novo personagem principal todas as vezes e ao mesmo tempo aproveitando o sucesso e o público da estória anterior.

    Ou seja, ele fez de SAO um template para criar os mais diversos tipos de estórias. E pessoalmente eu achei isso genial.


    Já o Log Horizon tem um foco maior no mundo. Apesar de possuir o mesmo conceito base do primeiro jogo de SAO, em Log Horizon os personagens estão o tempo todo conhecendo este novo mundo. O foco é basicamente esse.

    O problema de Log Horizon é que, pra mim, na prática ele só funciona bem assim. Quando o autor resolveu explorar mais os personagens em si, ele ficou meio chato. (pensando bem agora, por isso que eu tava estranhando a segunda temporada. Porque enquanto na primeira o foco é descobrir o mundo, na segunda passou a ser descobrir a si mesmo).

    (eu to gostando deste tópico, ao tentar explicar meu ponto de vista a vocês eu ao mesmo tempo to começando a entender melhor os animes, e porque eu gosto ou não deles)

    Quanto a Terra Formars, na verdade eu também não sou fan do estilo não. Eu tava assistindo mesmo apenas para ver como era. Só que ai a censura atrapalhou e eu perdi completamente a vontade.

    Agora, que vi, eu esqueci dos comentários deArthurPepper:


    ArthurPepper wrote:
  • Fate/Stay Night [Unlimited Blade Works] - Nota 5/5: Sou suspeito para falar dessa série, pois sou fã da type-moon, mas é inegável que a Ufotable (produtora do anime) está investindo muito dinheiro para fazer esse anime, se me dissessem que eu estava assistindo um filme, eu iria acreditar. Um dos pontos altos desse anime são as batalhas, que são muito bem animadas. Pena que pra mim a história já não é tão surpreendente, pois já sei tudo o que vai acontecer. Mas tenho minhas criticas também, as vezes as batalhas sofrem de algo muito comum em animes e mangás de luta, apesar de ser algo também presente na visual novel... Tem batalhas em que os personagens fortes não aproveitam todo o seu potencial para matar seus inimigos (param no último momento para falar alguma coisa e perdem a oportunidade) e também a questão dos pulos nesse anime, as vezes são muito exagerados, por exemplo, quando Rin foge de Lancer ela dá duas cambalhotas no ar sem uma necessidade aparente, há outros casos.
    Nota: Se você ainda não assistiu nada relacionado a Fate, comece por essa série (Fate/stay night [unlimited balde works]). Fate/zero é um prelúdio, que já supõe que você conhece várias coisas da série e dá spoilers sobre a série principal (Fate/stay night). Fique longe do anime antigo da DEEN ou veja por último, pois ele mistura as três histórias do Visual Novel e acaba te dando mais spoilers desnecessários do que entretenimento e qualidade e também não vejam o filme do Unlimited Blade Works, se ainda não viram, pois é algo extremamente corrido, estragando toda emoção da história.

  • Na verdade tá tão bem feito e o investimento em UBW foi tão alto, que os gringos fazem piada com o nome chamando o anime de [Unlimited Budget Works].

    ArthurPepper wrote:
  • Psycho-Pass 2 - Nota 3/5: Achei muito inferior a primeira temporada. Sybil, que era pra ser um sistema racional, mostra não só mais falhas (o que até seria normal), mas até maldade. Personagens que viraram só enfeite pro plano de fundo (Gino, Yayoi), Akane é muito passiva em relação a parceira dela, que é extremante incompetente (como sybil indicou ela para esse cargo?), toda temporada é em torno de um jogo de gato e rato com o vilão, tem algumas cenas absurdas
    . O que salva esse anime é consistência do clima e estilo da animação, que é bem único e atraente, a criação de mundo é bem fascinante.

  • O fato é que infelizmente o roterista de 2ª temporada (Tow Ubukata) infelizmente não conseguiu escrever uma estória do meso nível que o primeiro roterista (Gen Urobuchi).
    Mas isso não quer dizer que a segunda estória seja tão ruim assim. Pra mim, a segunda temporada de Psyco-Pass passou a explorar outro lado da Sibil que foi ignorado na primeira.


    ArthurPepper wrote:
  • Yuuki Yuuna wa Yuusha de Aru - 2/5: Achei que faltou originalidade, muito similar a Madoka em diversos aspectos e não apresenta a mesma qualidade. Repare nas personagens: Fuu=Mami, garota mais experiente, que sabe o que está acontecendo e serve de guia, amarelo. Yuuna=Madoka, tem muita esperança, alegre, vive em função dos outros, rosa. Mimori=Homura, quer desafiar a atual ordem das coisas, rebelde,. Itsuki = Sayaka, perde algo relacionado a música/sonho para defender a causa das garotas mágicas. Karin=Kyouko, forasteira que vem para a cidade dominar a atual situação, mais experiente, no inicio é hostil, mas depois se torna parceira das meninas. Shinju-sama=Kyuubei, entrega poder omitindo os malefícios.

  • Com já expliquei nos outros 2 comentários sobre o anime. Não acho a comparação tão direta assim. É fato de Yuuki Yuna é baseado em Madoka. Mas como disse, usam de conceitos diferentes que fazem com que as meninas acabem tendo opiniões diferentes.
    Posted 12/18/14 , edited 12/18/14
    Todo fim de ano eu reúno o material do blog em uma revista virtual. Fiz a análise da temporada de outono por lá. Quem quiser dar uma passada lá e ler, pode conferir a minha opinião sobre todas as produções que gostei do ano de 2014!

    http://www.outrospapos.com/2014/12/revista-virtual-com-os-melhores-de-2014.html

    Para esta temporada, os melhores na minha opinião foram: Your Lie In April, Shirobako e Akatsuki no Yona.
    Portuguese Moderator
    28122 cr points
    Send Message: Send PM GB Post
    30 / M / Pernambuco/Alagoas
    Offline
    Posted 12/19/14
    Revisei a nota de Argevollen de 3/5 para 2/5 e atualizei o primeiro post.

    Depois do final inconclusivo e broxante vi que nem parte estratégica e política do anime o salvou de ser chato e ruim:

  • Shirogane no Ishi ARGEVOLLEN - Nota 2/5 - ARGEVOLLEN é um anime fraco. Os personagens são pouco carismáticos, a história deles não é lá grande coisa, as batalhas são lentas. Mas tem um aspecto que eu gosto muito. A visão estratégica e política de uma guerra. Acho que se tem uma característica interessante e bem feita neste anime está aqui! Ele mostra o ponto de vista politico de uma guerra ao qual ninguém se importa muito com os motivos. O anime mostra que há tantos interesses em jogo que até mesmo o fato de se ganhar ou perder a guerra torna-se relativo, e acompanhar toda a política e estratégia do anime é o que realmente torna ele interessante. Mas nem isso salvou, o final inconclusivo e confuso confirmou o anime inteiro como uma grande mediocridade sem solução.
  • First  Prev  1  2  3  4  5  6  7  Next  Last
    You must be logged in to post.