First  Prev  1  2  3  4  Next  Last
Estratégias para expansão do CR
Posted 12/25/14 , edited 4/7/15
Não sei se deveria estar no "Discussão Geral" ou no "Dúvidas, Sugestões e Comentários", mas vou deixar no Discussão Geral.

Convido-os a discutirem estratégias de expansão para o CR. Em comunicação, nós temos um processo chamado "brainstorm", que consiste na reunião de pessoas para que elas deem sugestão sobre temas. Existem regras para ela, mas ela funciona bem. O brainstorm aqui funcionará da mesma maneira, ou seja, todas as ideias serão bem-vindas, sem nenhuma restrição (a não ser as próprias do uso do fórum). Quem sabe isso possa vir a ajudar, caso algum grande gerente do CR venha a passar aqui e ler.

Coloco as ideias que iniciei em outro tópico:

Eu sei que cada região tem um destaque diferente na hora da negociação dos contratos, de acordo com o número de assinantes, page views, número de vezes que o vídeo é visto, ou seja, existem muitos fatores que pesam na hora de um distribuidor escolher qual empresa deve ter o direito de exibir sua série. O que mata o CR não é nem o número de assinantes de nossa região, mas a possibilidade da série ser vendida em formato físico, ou seja, a Funi tem essa vantagem sobre o CR. Acho que foi o Sti, ou o Sukigu, que mencionou isso. Eu mesmo decidi nunca mais comprar séries que venham a sair em disco pela Funi, pois desse modo ajudo a quebrar essa hegemonia (ao menos um pouco). Dou prioridade a séries lançadas por outras empresas, ou por outras regiões. Funi nunca mais! Seria legal se esse pensamento fosse aplicado por outros fãs que tenham o mesmo desejo de colecionar! #Funinuncamais!

Essa é a minha escolha como consumidor. Já o CR, como empresa, tendo OTTER Media como investidor, e mais de 400 mil assinantes, poderia dar um jeito empresarial nessa situação, pois isso pode atrapalhar a expansão da empresa. Penso que a empresa possa fazer uma venture com uma companhia de vídeos, tipo CR + Playarte, e começarem a dar aos distribuidores a vantagem do streaming e da venda física em um mesmo pacote de contrato. Dinheiro tem para isso. Para a expansão no número de assinantes, a presença do CR em nossa região tinha que ficar mais evidente.Por exemplo, nós tivemos a melhor Comic Con do mundo (dito isso pelo presidente da Pixar, e vocês podem ver a declaração dele no Omelete), com mais de 22 mil pessoas por dia circulando pelos corredores da CCXP. O CR pode colocar um estande lá na convenção de 2015 e começar a divulgar os serviços por aqui. [ATUALIZAÇÃO] A Comic Con é mais organizada que as convenções de animês no Brasil, além de ter um público próximo. Como o CR possui um sistema de leitura de mangás online, este deveria ser o carro-chefe do estande, além da possibilidade de convidar autores e produtores de animês e mangás para palestras. O mesmo poderia acontecer em convenções de animês. Acredito que não devamos nos restringir ao público otaku, mas considerar cada geek como público-alvo. Frozen fez mais de 200 milhões de dólares no Japão, mostrando que a cultura geek pode abraçar qualquer ideia e é maior que o público otaku. [/ATUALIZAÇÃO]Poderiam começar, também, com uma união de regiões, ao invés de tentarem adquirir títulos para a região X ou Y separadamente, poderiam tentar unir tudo em uma compra só, criando alguma vantagem para o distribuidor.

Para os estúdios japoneses, eu cito aqui o que escrevi em meu site, pois não vejo mais necessidade das empresas japonesas precisarem de distribuidores. Assim escrevi: "A empresa japonesa cria uma animação (com ou sem comitê), e um setor de vendas, que lançará o produto em diversos territórios, negociando elas próprias com os portais aqui já citados. Para a venda em disco (blu-ray e dvds) a empresa lança material nas línguas de países que mais aceitaram os produtos. Ou seja, eles criam uma animação, lançam ela em um portal de streaming, verificam em que região ela foi mais bem aceita e cria discos com base nessa aceitação, com legendas na língua e material promocional destinado àquelas regiões. Tudo isso sem precisar sair do Japão, através da internet. Sem a necessidade de distribuidores locais."

http://www.outrospapos.com/2014/11/vendas-internet-e-animes.html


http://www.animenewsnetwork.com/daily-briefs/2014-11-23/crunchyroll-streaming-service-has-400000-paid-subscribers-listed/.81360

http://www.hollywoodreporter.com/news/peter-chernins-otter-media-names-736911

http://www.significados.com.br/brainstorming/


Sobre a Otter Media, sintam o cosmo!!



"Otter Media was established in April with a $500 million fund to invest in, acquire and launch digital media ventures and over-the-top video services. TCG's investment in Japanese animation company Crunchyroll was rolled into the new fund. Otter has since acquired YouTube multichannel network Fullscreen and do-it-yourself video platform Creativebug. "


Sobre o Brainstorm:


O brainstorming é uma dinâmica de grupo que é usada em várias empresas como uma técnica para resolver problemas específicos, para desenvolver novas ideias ou projetos, para juntar informação e para estimular o pensamento criativo.

Brainstorming é um método criado nos Estados Unidos, pelo publicitário Alex Osborn, usado para testar e explorar a capacidade criativa de indivíduos ou grupos, principalmente nas áreas de relações humanas, dinâmicas de grupo e publicidade e propaganda.
10287 cr points
Send Message: Send PM GB Post
29 / M / Curitiba
Offline
Posted 12/25/14 , edited 4/7/15
boa iniciativa, e só espero que pelo menos os adm passa a ajuda na divulgação para esta ótima ideia chega no alto escalão da CR
19419 cr points
Send Message: Send PM GB Post
22 / M / Minas Gerais
Offline
Posted 12/25/14
Também espero que alguém veja. E quanto Comic Con, a CR podia mesmo montar um estande lá, apesar de eu não ter ido, ainda sim senti falta deles, e que possam ir ano que vem e também em outros eventos de animes pelo Brasil. Teve outro tópico de sugestões também onde foi falado sobre uma melhoria nos Passe de Visitante, acho que esse não deu em nada ou ainda estão vendo o que fazer.
Posted 12/25/14 , edited 12/27/14

Na minha opinião, a CR está fazendo um bom trabalho , o problemas são as distribuidoras.

Dito isso, vou falar uma grande e triste verdade, tirando a TOEI Animation que sempre viu com bons olhos o Brasil e a América Latina, as outras distribuidoras japonesas ignoram o público latino e principalmente o Brasil por um motivo simples, aqui o mercado de home-video praticamente morreu e as chances de encaixar um anime na TV, fechada ou aberta, é praticamente impossível.

A Comic Con realmente fez história aqui no Brasil, mas aí vai outro problema, um stand da CR seria muito bom em 2015, mas pelo que eu saiba, para montar um stand é preciso uma equipe e fundos grande para organizar e a ADM da CR é espalhada pelo Brasil e Portugal, fora que ainda existe muita resistência anti-CR entre os auto-proclamados "otakus", simplesmente pelo fato de ser um "stream legalizado", muitos não gostam de stream (querem a versão BD em seus HDs, esse mi mi mi de sempre) e não acham o trabalho da CR melhor que os trabalhos alternativos de fãs (Tem gente que realmente pensa assim!).
19419 cr points
Send Message: Send PM GB Post
22 / M / Minas Gerais
Offline
Posted 12/25/14

ciromsantos wrote:

Dito isso, vou falar uma grande e triste verdade, tirando a TOEI Animation que sempre viu com bons olhos o Brasil e a América Latina, as outras distribuidoras japonesas ignoram o público latino e principalmente o Brasil por um motivo simples, aqui o mercado de home-video praticamente morreu e as chances de encaixar um anime na TV, fechada ou aberta, é praticamente impossível.



No meu ponto de vista, a Toei só vê o Brasil com bons olhos por causa de CDZ.


ciromsantos wrote:

A Comic Con realmente fez história aqui no Brasil, mas aí vai outro problema, um stand da CR seria muito bom em 2015, mas pelo que eu saiba, para montar um stand é preciso uma equipe e fundos grande para organizar e a ADM da CR é espalhada pelo Brasil e Portugal, fora que ainda existe muita resistência anti-CR entre os auto-proclamados "otakus", simplesmente pelo fato de ser um "stream legalizado", muitos não gostam de stream (querem a versão BD em seus HDs, esse mi mi mi de sempre) e não acham o trabalho da CR melhor que os trabalhos alternativos de fãs (Tem gente que realmente pensa assim!).



Uma coisa que comentei em uma conversa parecida, muita gente diz que não existe um diferencial pra esses serviços do que pra uma fansub, que o único diferencial existente é a dublagem. A pessoa que diz isso ou ela é inocente, ou é burra, ou é cega, e muita gente se faz de cego quanto a isso, e insiste em continuar a não querer enxergar algo que não quer nem dar uma chance pra ver se vale a pena ou não e depois sai reclamando falando que é ruim.
Posted 12/25/14 , edited 12/25/14
Outra coisa que me ocorreu é que a Funi tem outra vantagem em relação ao CR, nos EUA. A Funi tem um canal on demand em uma tv a cabo por lá, permitindo que os animês sejam vistos, difundidos e comprados à parte. Isso interessa aos licenciadores e torna a Funi mais atraente. Solução: Fazer igual. A Otter Media tem um fundo de investimento em 500 milhões de dólares. Não sei o quanto o CR pode dispor desses recursos, além da própria receita (mais de 2 milhões/mês, fora a store, a publicidade em vídeos e no próprio portal), mas ele poderia investir isso em uma estrutura de vídeos on demand e lançar esse produto em uma rede concorrente em todas as regiões com o maior número de assinantes e, depois, ir expandindo para outras áreas. Isso melhoraria a forma de distribuição e ampliaria o leque de dispositivos que o espectador possui. Aliás, para isso nem precisaria retirar recursos desse fundo, pois acabei de ler que a AT&T fez uma venture com a Directv, o que tornaria esse projeto mais fácil, uma vez que ela faz parte da Otter Media.

Sobre a tv a cabo, não precisaria, nesse início, de uma veiculação maior em outros canais. Bastaria fazer o que a NET anda fazendo, colocando títulos em pacotes fechados do on demand (NOW). Lançando um canal on demand, após verificar os dados de compra, outros canais ficariam interessados e a distribuição melhoraria. Atualmente, Death Note e Bleach passam na Playtv e eles estão negociando Naruto, ou seja, temos uma centelha viva e que pode ser explorada. Atualmente, no NOW, temos vários títulos que já foram exibidos no Animax.

Sobre a renda disponível e a forma de ganho do CR:


Out of Crunchyroll’s 10,000,000 monthly visitors, only 200,000 or so actually pay for the service. That means more than 90 percent never give Crunchyroll any money. That’s not a problem for Gao or the anime industry, however. The ads free members see make up the difference, so publishers earn just as much as they would with subscribers.



ciromsantos


Outra coisa que você citou é meio falha, e outro dos motivos que mostra que o investimento por aqui é difícil, o público de anime não deve se restringir ao público otaku e nem ao público geek, a ação de marketing deve ser sobre o público infanto-juvenil geral. Antigamente, isso dava resultado em todos os cantos do mundo, mas quando começaram a investir no público "otaku" com a Locomotion na América Latina e depois com a Animax, parece que a coisa toda implodiu.
Frozen não fez essa renda no Japão só por causa de otakus (Nota: otaku significa "fanático xiita de qualquer coisa", não, especificamente, fã de animação japonesa) ou geeks, o público infantil e seus pais fez grande parte da renda.


Esse que é o legal do brainstorm, as ideias estão sendo refinadas com a colaboração de todos!




A técnica de brainstorming propõe que um grupo de pessoas se reúnam e utilizem seus pensamentos e ideias para que possam chegar a um denominador comum, a fim de gerar ideias inovadoras que levem um determinado projeto adiante. Nenhuma ideia deve ser descartada ou julgada como errada ou absurda, todas devem estar na compilação ou anotação de todas as ideias ocorridas no processo, para depois evoluir até a solução final.



http://otakujournalist.com/where-your-crunchyroll-dollars-really-go-an-interview-with-the-ceo/

https://support.directv.com/app/answers/detail/a_id/4259/~/directv-and-at%26t-merger-faq
397 cr points
Send Message: Send PM GB Post
64 / M
Offline
Posted 12/25/14 , edited 7/29/15

ciromsantos wrote:Outra coisa que você citou é meio falha, e outro dos motivos que mostra que o investimento por aqui é difícil, o público de anime não deve se restringir ao público otaku e nem ao público geek, a ação de marketing deve ser sobre o público infanto-juvenil geral. Antigamente, isso dava resultado em todos os cantos do mundo, mas quando começaram a investir no público "otaku" com a Locomotion na América Latina e depois com a Animax, parece que a coisa toda implodiu.
Frozen não fez essa renda no Japão só por causa de otakus (Nota: otaku significa "fanático xiita de qualquer coisa", não, especificamente, fã de animação japonesa) ou geeks, o público infantil e seus pais fez grande parte da renda.
foi infeliz nessa afirmação, primeiro que não estamos no Japão e segundo fez o que qualquer canal aberto e pago faz: classificar anime como coisa de criança
Posted 12/25/14 , edited 12/27/14


Update: Realmente o que citei aqui antes estava errado, lamento pela falta de informação.

A CR disponibiliza vários meio de pagamentos, incluindo boleto, acho que foi por isso que teve a expansão no número de assinantes.

Leorosado15 está certo (comentário abaixo), mas a opção de boleto é meio escondida por isso o tonto aqui nunca tinha visto...
Manjador de Licenciamento
26393 cr points
Send Message: Send PM GB Post
21 / M / Brasil
Offline
Posted 12/25/14

ciromsantos wrote:
Tendo isso em vista, se a CR disponibilizasse pagamento por boleto, ajudaria muito esse público aqui no Brasil e em outros países.


Só fazendo uma pequena correção, o CR já disponibiliza pagamento por boleto bancário há muito tempo...
Ps: Por algum motivo 99% das pessoas não leem isso e sem comentando isso forums a fora... Queria entender o porque....
12319 cr points
Send Message: Send PM GB Post
29 / M / São Paulo
Offline
Posted 12/25/14
Muito interessante essas informações que vocês postaram.
Não tenho conhecimento nessa área então me limito a manter minha assinaura premium ativa para continuar a dar o suporte
14111 cr points
Send Message: Send PM GB Post
25 / M / Em casa
Offline
Posted 12/26/14 , edited 12/26/14
Vou deixar uma colaboração aqui.

A CR ainda investe muito pouco em divulgação. Existe bastante preconceito por parte do público, mas também existe bastante potencial. Parece uma ideia interessante buscar as editoras nacionais de mangá para anunciar nas folhas finais dos volumes, afinal um público que vai na banca comprar um mangá parece que será muito menos resistente a assinar um serviço de streaming, por já estarem mais acostumados com a ideia de pagar pelo produto. A Panini lançando Kuroko no Basket agora, por exemplo, pode ser uma boa oportunidade, já que a CR detém os direitos para o anime de Kuroko.

Acredito que seja um bom primeiro passo para a CR crescer mais rápido no Brasil. O pessoal andou focando no lançamento de BDs e DVDs, mas, no fim das contas, ainda há uma resistência mais forte ainda do público com o mercado de Home Video... Parece cedo para entrar nesse caminho.
7 cr points
Send Message: Send PM GB Post
Offline
Posted 12/27/14 , edited 12/27/14
Investir mais em divulgação no brasil, inclusive divulgar melhor os métodos de pagamento nacional(aceita cartão nacional? se não deveria aceitar), decidir se quer ficar na internet sendo um produto usado somente no PC, ou quem sabe virar uma netflix de animes.

Visando o mercado do PC somente falta além da divulgação, um trabalho melhor de legenda, dou um exemplo... o novo fate, eles estão traduzindo saber/caster e coisa que originalmente são em inglês, não é pra traduzir isso, colocar uma barra melhor que vc tenha noção de até onde vc já baixou, melhorar a biblioteca ou abaixar o preço pros brasileiros, não faz sentido pagar 15 reais por mês em uma biblioteca dessas.

Caso pretenda ser uma netflix de animes... melhorar a estrutura do servidor e a tecnologia do stream, ela é muito inferior ao da netflix(apesar de a opção de poder escolher a qualidade ser muito melhor do que a da netflix, isso deve continuar), ter disposição pra pagar um pouco mais pra manter os animes na sua biblioteca, tentando ao máximo monopolizar a coisa.

Melhoras que independem do mercado, divulgação e não é divulgar por divulgar, é criar fã base, é trazer o consumidor pra perto para que ele divulgue o site, investir nas mídias sociais, tentar ao máximo fazer o fórum crescer e ser bem movimentado, ele em tese tem potencial pra ser o melhor forum sobre animes/mangas do brasil se bem feito, mas falta fã base divulgar, e pra isso vc tem que mostrar que o site esta próximo, criar promoções, trazer os redatores pro forum para postarem todo dia, melhorar as noticias do site, postando mais noticias e não poucas como é atualmente, transformando a crunch em referencia pra quem quer estar dentro do mundo dos animes/mangas, fazer entrevistas com diretores/criadores e quem for relevante nesse mundo, e desistir de bd/dvd isso não é cultura no brasil, ao contrario de stream, isso o brasil gosta.

Se divulguem nesses youtubers famosos, comprem os banners nesses sites de fansub de anime famosos, vão em eventos relacionados a animes, e invistam em pessoas que vão alavancar o site, aqui esta cheio de redatores que só traduzem e adaptam noticias de outros sites, não interage, não cria, não faz mais nada e vcs ainda pagam o cara pra isso, e o pior... mesmo ele não tendo que criar, a periodicidade das notícias é muito baixa, foi se o tempo que se contratava alguém pra fazer algo fixo e travado, hoje vc tem que ser ativo no que trabalha sugerir criar e eu não vejo isso aqui.




Apesar de ter muitos "precisa" e pucos "como fazer" esta ai.
Posted 12/27/14
kaluel


Se divulguem nesses youtubers famosos


A ideia dos youtbers é muito boa! Conheço muitos youtubers que acompanham séries em animê. Feromonas tem um pôster de One Piece, por exemplo. Já o Venom Extreme assiste, ou assistia, Naruto. Acho que a base deles é composta de pessoas que podem vir a se tornar assinantes do CR, se já não o forem. O Castanhari, do Canal Nostalgia, é outro exemplo. Ele já fez vários vídeos com Samurai X, Dragon Ball e Cavaleiros. Uma parceria entre eles seria interessante para divulgar o canal. O Leon (Coisa de Nerd) e o BRKsEdu estão trabalhando na Broadbandtv (Canadá) e poderia acontecer uma parceria por aí para divulgar o portal! Boa ideia!

http://network.bbtv.com/pt/
20112 cr points
Send Message: Send PM GB Post
42 / M / Várzea Paulista -...
Offline
Posted 12/28/14 , edited 12/28/14
Não sei se alguém já reparou nisso, mas o CR tem duas vagas de emprego aqui no Brasil que são para melhorar o marketing do CR no Brasil:



Brazil and Portugal Community Manager
http://www.crunchyroll.com.br/jobs/9705/detail?gh_jid=9705

Brazil and Portugal Market Development Manager
http://www.crunchyroll.com.br/jobs/9704/detail?gh_jid=9704

Mas o que mais em espanta é o CR não ter um stand nos eventos de anime no Brasil, como no Anime Friends por exemplo.
Posted 12/28/14 , edited 12/28/14
keikunbr



Eu vi e esta oferta de vaga está aberta há muito tempo. Espero que esse tópico ajude o profissional a deliberar a melhor solução para a divulgação do CR!
First  Prev  1  2  3  4  Next  Last
You must be logged in to post.