First  Prev  1  2  3  4  5  Next  Last
Post Reply Crise Nacional no Japão por Falta de Bebês
53 cr points
Send Message: Send PM GB Post
Offline
Posted 1/13/15
gettingsodas vai fazer muita falta suas opiniões perturbadas do tipo "bebê é corpo da mulher" nos meus comentários...
2322 cr points
Send Message: Send PM GB Post
24 / M / Rio de Janeiro
Offline
Posted 1/13/15 , edited 1/13/15

lClonex wrote:
Sem falar de uma coisa que não levaram em conta, o trabalho, despesas, responsabilidade, o trabalho lá não é fácil, não tem muitas ferias e muitas vezes é corrido.
Imagina você trabalha que só, não ganha lá essas coisas e ainda tem que sustentar uma mulher e um filho, já que a mulher muitas vezes para de trabalhar como foi dito na matéria, não é porque eles não querem se relacionar, parece mais que eles não querem ficar sobrecarregados, o carinha na matéria falou que ele gostava mais do jogo do que de uma mulher real porque a do jogo sempre iria amar ele, parece mais com medo de se relacionar e acabar frustrado o que ocorre muito no Japão, os japoneses são sobrecarregados em tudo desde pequenos, cobranças e mais cobranças um relacionamento muitas vezes é complicado imagina ter um filho.


sim. esse é um problema que acontece em todo mundo, mas no japão é somado com restrições à cultura estrangeira, relacionamentos interpessoais que tratam coisas comuns como o toque e o beijo quase como tabu, estrutura hierárquica, desastres naturais, etc.

leia quem tiver afim: http://www.megacurioso.com.br/oriente-bizarro/39571-conheca-a-industria-do-sexo-no-japao-e-espante-se-com-ela.htm


gdanimes wrote:

gettingsodas vai fazer muita falta suas opiniões perturbadas do tipo "bebê é corpo da mulher" nos meus comentários...


em nenhum momento eu falei isso, não adianta criar frase falsa pra tentar defender seu ponto. anw acredito que talvez vc nem tenha feita nesse intuito, só não sabe interpretar texto mesmo
7913 cr points
Send Message: Send PM GB Post
23 / M / Salvador
Offline
Posted 1/13/15 , edited 1/13/15

ArthurPepper wrote:

Sou a favor do aborto em alguns casos, mas até em sociedades mais liberais e seculares existe a preocupação com a consciência do feto e acho que isso é muito relevante e deve se levar em conta, um feto de 2 meses é completamente diferente de um de 6 meses. Por isso acho que não se pode fazer aborto sem nenhuma restrição, tem que haver um limite para não acabar virando uma barbárie.



Devo ter me expressado mal. Eu não disse para legalizar o aborto a torto e a direita sem nenhum controle é tudo uma questão de regulamentação, paralelamente citando é só ver como é tratada a maconha e a prostituição na Holanda. É tudo uma questão de regulamentação por que se os governos, porque não é exclusivo do Japão, souberem administrar as coisas e regulamentar as mesmas fica simples resolver a maioria dos problemas que enfrentamos na sociedade atualmente. Portanto não estou simplesmente defendendo a liberação do aborto, e sim uma regulamentação em torno do mesmo respeitando é claro a vontade do casal, ou da gestante seja lá como você prefira enxergar.



lClonex wrote:


É esse é também um dos tópicos dentro da discussão mas é como falei, questão cultural. Os japoneses se importam muito mais do que nós do ocidente com questão ligadas a isso, citando por exemplo questões de honra e dever para eles que são questões que por aqui não se nota tanta discussão e evidência na sociedade como por lá.

E quanto ao que você falou do Brasil:

No link que postei sobre a pirâmide etária da pra observar isso também. O Brasil não sofre como o Japão com questão de natalidade e população mas observando o gráfico da pra notar que nosso crescimento populacional cessará em 2050, levando-se em conta que o país continue nesse caminho, e dessa data pra frente poderemos sofrer uma dura queda populacional. Mas isso são apenas projeções do futuro. As coisas mudam em 50 anos, mas isso não quer dizer que essa projeção não possa se realizar se nada não for feito.

E uma pirâmide etária estreita nas bases é praticamente maioria nos países desenvolvidos. Justamente por que as pessoas estão fazendo como você pensou, se preocupando com ter filhos só mais tarde e não enquanto ainda estão jovens como era nos tempos passados, além também desse estreitamento sinalizar para o envelhecimento da população, uma pirâmide etária ideal é aquela considerada mais próxima do retangular(não sou especialista no assunto mas é basicamente isso). Essa é uma realidade da maioria dos países desenvolvidos, o que não exatamente significa algo ruim exceto quando o país tem idosos de mais e poucas crianças nascendo o que significa que a população não está se renovando. Mas atualmente no mundo o caso mais problemático é do Japão mesmo. Provavelmente agravado pela questão cultural, mas isso é opinião minha.



53 cr points
Send Message: Send PM GB Post
Offline
Posted 1/13/15
gettingsodas Você disse: "Monstruosidade é o ser humano não poder ter controle sobre o próprio corpo..."

Ou seja, acha que porque o corpo é da mulher ela tem direito sobre a vida do bebê que ela carrega.

Seguindo sua "lógica" se ela é quem decide, caso permita o nascimento o pai da criança não deveria ser obrigado a pagar pensão pois poderia alegar que "o corpo é dela, ela quem decidiu ter a criança"
5432 cr points
Send Message: Send PM GB Post
22 / M / Belo Horizonte
Offline
Posted 1/13/15

gdanimes wrote:


thiago_azd wrote:

Olhando por esse lado você esta certo, mesmo porque o estupro já é um problema por falta ou de segurança, ou quando ocorre no meio familiar pode ter uma serie de fatores que ajudam para que o caso ocorra. A questão a adoção também é uma boa!
Não te conheço mas vi que você tem um pensamento maduro, e racional!


A vida tem que vir em primeiro lugar mesmo nas condições mais adversas, mas o "sábio" abaixo parece não entender:


Li ate "nenhum fetinho" depois disso parei pra vomitar depois de tanta merda que o cara escreveu, acredito que o tema é sim polemico, porem temos que lembrar que a partir do momento que se gera o feto, se gera uma vida.
Acredito que o caso de gravidez, e gravidez indesejada independente do motivo, tem sim, as alternativas, afinal de contas quem é quem pra retirar o direito de viver de um ser que não pode ao menos se defender sozinho?
7913 cr points
Send Message: Send PM GB Post
23 / M / Salvador
Offline
Posted 1/13/15 , edited 1/13/15
Vocês estão entrando em uma discussão sem pé nem cabeça.

Porquê?

Não se deve introduzir suas crenças em uma discussão desse tipo.
1º- Por que o aborto é uma realidade independente do que você pense ou ache, e já que é uma realidade é dever do governo regulamentar e tratar da situação e não ficar discutindo questões ideológicas que nunca terão fim.
2º- Como dito no primeiro, essas discussões sobre pontos de vista diferentes nunca terão fim por que as pessoas pensam de formas diferentes é claro. E você tem que aceitar, não é uma escolha por que se você não sabe conviver com opiniões diferentes pra que viver em sociedade?
3º- Apenas para reafirmar o primeiro. Já que o aborto é uma realidade não se pode deixar levar por questões do tipo ''o feto é ser vivo ou não?" por que já que é uma realidade o dever do governo é tratar do assunto de forma a regulamentar a situação e respeitar a liberdade de cada um.

O aborto tem sim que ser liberado com sua devida regulamentação e cuidados. Se deve ou não abortar, se é ''errado'' ou não abortar é uma discussão que cabe ao casal/gestante/familiares, enfim como você quiser ver.
2322 cr points
Send Message: Send PM GB Post
24 / M / Rio de Janeiro
Offline
Posted 1/13/15 , edited 1/13/15
não adianta discutir. são o tipo de pessoas que não se preocupam nem um pouco com a desigualdade social no mundo, rejeitam e reclamam de toda e qualquer politica social dos governos, mas quando o assunto é se meter na vida do próximo pra decidir o que é certo fazer com o corpo, ou com o prazer de cada um, são os primeiros a aparecer.

são presos a valores do passado e situações metafisicas e usam isso como ponte a todo tipo de bostejamento na tentativa de dominar o outro ser humano e priva-los de suas decisões na busca de uma vida menos ruim. eles não vão ver como caso de saúde pública, ou trauma pra quem passou pela pior coisa do mundo (estupro), etc. pra eles é importante se meter na vida do outro, eles precisam disso. eles precisam ter a capacidade de decidir o que é certo pra pessoa. é isso que as religiões sempre quiseram fazer e os ceguinhos que compram seu discurso sentem necessidade de promover.

mas é bom ver que o mundo ta mudando. a ilusão que eles vivem pouco a pouco vai deixando de existir, a internet ta ai pra provar a diferença de visões de mundo da juventude atual para a de 50 anos atrás, isso em todo mundo. o futuro pra essa gente só reserva amargura

53 cr points
Send Message: Send PM GB Post
Offline
Posted 1/13/15 , edited 1/13/15

thiago_azd wrote:

Li ate "nenhum fetinho" depois disso parei pra vomitar depois de tanta merda que o cara escreveu, acredito que o tema é sim polemico, porem temos que lembrar que a partir do momento que se gera o feto, se gera uma vida.
Acredito que o caso de gravidez, e gravidez indesejada independente do motivo, tem sim, as alternativas, afinal de contas quem é quem pra retirar o direito de viver de um ser que não pode ao menos se defender sozinho?


Então né cara, difícil ler essas coisas...
"Percebi que todos aqueles que são a favor do aborto já nasceram" já dizia Ronald Reagan.







53 cr points
Send Message: Send PM GB Post
Offline
Posted 1/13/15

heitormv11 wrote:

Vocês estão entrando em uma discussão sem pé nem cabeça.

Porquê?

Não se deve introduzir suas crenças em uma discussão desse tipo.
1º- Por que o aborto é uma realidade independente do que você pense ou ache, e já que é uma realidade é dever do governo regulamentar e tratar da situação e não ficar discutindo questões ideológicas que nunca terão fim.
2º- Como dito no primeiro, essas discussões sobre pontos de vista diferentes nunca terão fim por que as pessoas pensam de formas diferentes é claro. E você tem que aceitar, não é uma escolha por que se você não sabe conviver com opiniões diferentes pra que viver em sociedade?
3º- Apenas para reafirmar o primeiro. Já que o aborto é uma realidade não se pode deixar levar por questões do tipo ''o feto é ser vivo ou não?" por que já que é uma realidade o dever do governo é tratar do assunto de forma a regulamentar a situação e respeitar a liberdade de cada um.

O aborto tem sim que ser liberado com sua devida regulamentação e cuidados. Se deve ou não abortar, se é ''errado'' ou não abortar é uma discussão que cabe ao casal/gestante/familiares, enfim como você quiser ver.


Seguindo sua lógica o homicídio deveria ser legalizado também porque abortar é isso, tirar uma vida. Respeitar o "direito" de matar? Não, obrigado.

O fato de que a vida começa na concepção não é uma opinião minha, um ponto de vista, é um fato comprovado cientificamente, não tem necessidade de falar em religião para ser contra o aborto... eu só citei que sou cristão e espirita porque o que a ciência diz está totalmente de acordo com minha fé.

Quando dizem "ah mas o bebê é anencéfalo" me lembra os nazistas, eles descartavam os bebês que não eram "perfeitos".

Mas enfim, cada um com sua consciência.
2322 cr points
Send Message: Send PM GB Post
24 / M / Rio de Janeiro
Offline
Posted 1/13/15 , edited 1/13/15

gdanimes wrote:

Seguindo sua lógica o homicídio deveria ser legalizado também porque abortar é isso, tirar uma vida. Respeitar o "direito" de matar? Não, obrigado.



gdanimes wrote:
Quando dizem "ah mas o bebê é anencéfalo" me lembra os nazistas, eles descartavam os bebês que não eram "perfeitos".

Mas enfim, cada um com sua consciência.


foda ein. eu lendo isso
7913 cr points
Send Message: Send PM GB Post
23 / M / Salvador
Offline
Posted 1/13/15
Pela madrugada em...

Do que diabos você está falando? Você por acaso leu algo do que eu postei? Eu já disse que não vou entrar no mérito do certo/errado, essa discussão não cabe ao estado. E legalizar homicídio, você pirou? Estamos falando de um procedimento médico que já existe no mundo e é praticado em vários lugares sendo ele legal ou não. A questão aqui é de saúde pública sim, como falei antes, você aceitando ou não o aborto existe e é uma realidade. Dever do estado é zelar pela população regulamentar e oferecer o melhor dos serviços seja ele na saúde, no transporte, moradia, etc.

Estamos numa era em que temos que respeitar o direito a liberdade dos outros com seus limites é claro. Uma frase bem comum entre o mundo jurídico exemplifica isso perfeitamente "Seu direito começa onde o do outro termina." é quase a mesma coisa com a liberdade. Nada de abusar de extremismos, religião, ideologias, ou seja lá o que for pra justificar o cerceamento da liberdade de alguém. Não é o estado que vai dizer o que você e seu parceiro(a) fazem da vida.

E voltando pra frisar, pare de insistir nessa discussão sem pé nem cabeça. Não é o ponto da discussão do tópico.
53 cr points
Send Message: Send PM GB Post
Offline
Posted 1/13/15

gettingsodas wrote:

não adianta discutir. são o tipo de pessoas que não se preocupam nem um pouco com a desigualdade social no mundo, rejeitam e reclamam de toda e qualquer politica social dos governos, mas quando o assunto é se meter na vida do próximo pra decidir o que é certo fazer com o corpo, ou com o prazer de cada um, são os primeiros a aparecer.

são presos a valores do passado e situações metafisicas e usam isso como ponte a todo tipo de bostejamento na tentativa de dominar o outro ser humano e priva-los de suas decisões na busca de uma vida menos ruim. eles não vão ver como caso de saúde pública, ou trauma pra quem passou pela pior coisa do mundo (estupro), etc. pra eles é importante se meter na vida do outro, eles precisam disso. eles precisam ter a capacidade de decidir o que é certo pra pessoa. é isso que as religiões sempre quiseram fazer e os ceguinhos que compram seu discurso sentem necessidade de promover.

mas é bom ver que o mundo ta mudando. a ilusão que eles vivem pouco a pouco vai deixando de existir, a internet ta ai pra provar a diferença de visões de mundo da juventude atual para a de 50 anos atrás, isso em todo mundo. o futuro pra essa gente só reserva amargura



Ser contra homicídio agora é "se meter na vida do próximo" , "valor do passado" , querer "dominar o ser humano". Seria cômico, se não fosse trágico.

Não precisa nem ser cristão para ser contra o homicídio meu caro, basta ter boa educação, valores morais.






2322 cr points
Send Message: Send PM GB Post
24 / M / Rio de Janeiro
Offline
Posted 1/13/15
"homicídio"
53 cr points
Send Message: Send PM GB Post
Offline
Posted 1/13/15
Não estou dando uma opinião, aborto é exatamente a mesma coisa que assassinato pois se trata de tirar uma vida, quer você queira ou não.

Contra fatos não há argumentos.

Sobre o tópico, sei que a matéria destaca a falta de interesse de sexo, relacionamento sério, etc. mas como já disse antes: a legalização do aborto no Japão existe há 70 anos (Lei da Proteção Eugênica) e é o principal motivo do envelhecimento da população, mesmo que nessa matéria isso não seja citado. Lá inclusive a pilula anticoncepcional só foi introduzida no país em 1999, mesmo assim a maioria se previne apenas com preservativo pois se falhar e a mulher engravidar, ela aborta pois isso lá é banal, mesmo entre as mulheres casadas.

Vocês leem uma matéria dessa, não se dão o trabalho de pesquisar outras fontes, outros motivos possíveis para a falta de bebês e envelhecimento da população e depois vem dizer que essa questão do aborto não tem nada a ver com o tópico...


2322 cr points
Send Message: Send PM GB Post
24 / M / Rio de Janeiro
Offline
Posted 1/13/15
>implying que um conjunto de células em formação sem pensamento é um ser humano
First  Prev  1  2  3  4  5  Next  Last
You must be logged in to post.