Post Reply Netflix diz nao temer perda de clientes devido a bloqueio de VPN
gash13 
35100 cr points
Send Message: Send PM GB Post
M / Belo Horizonte
Offline
Posted 1/28/16
Essa e uma discussao antiga e que tem no crunchy e tem tambem no NETFLIX o tal do catalgoo americano ser mais suculento que o nosso . e bla bla bla ... o mesmo do de sempre. enfim... Apos o Red (dono d netflix dizer de forma imprudente que o netflix busca licenciar o mesmo catalogo pro mundo todo\). ele teve q recuar devido a pressao das empressas americanas. e acabou anunciando justamente o contrario aumento no bloqueio de conteudo.


O reforço ao bloqueio a VPNs ou proxies, ferramentas usadas por usuários para ver conteúdo no Netflix não disponível em seu país, não vai afetar o serviço. Ao menos é o que acha Reed Hastings, presidente-executivo da companhia.

"Nós sempre colocamos os proxies em uma lista negra, e agora nós temos uma lista negra maior e melhor", disse o executivo em apresentação a investidores. "Não acho que nós vamos ver qualquer impacto."

Nesta semana, a Netflix anunciou que, nas próximas semanas, vai combater com mais rigor os proxies e os desbloqueadores, como forma de proteger os acordos feitos com os produtores de conteúdo (que licenciam suas produções para exibição em países específicos).

Mas esses sistemas permitem que o usuário pareça estar acessando a internet de outro país que não o Brasil.

"Usar VPNs ou proxies para virtualmente cruzar fronteiras viola os termos de uso do Netflix, por causa das restrições de licenciamento de filmes e programas de TV", informou um porta-voz da empresa.

Uma medida como essa poderia, em tese, afastar usuários do serviço (hoje, são 75 milhões) –os espectadores internacionais costumam ter um conteúdo bem menos diverso que o disponível nos Estados Unidos, por exemplo.

Hastings afirmou que a ampliação das restrições é uma demanda dos produtores, que ele considera razoável. Ele afirmou que a companhia está tentando resolver o problema negociando acordos globais para licenciamento de conteúdo.

fonte http://www1.folha.uol.com.br/tec/2016/01/1731897-netflix-diz-nao-temer-perder-usuarios-por-bloqueio-de-conteudos.shtml
gash13 
35100 cr points
Send Message: Send PM GB Post
M / Belo Horizonte
Offline
Posted 1/28/16
aqui tem uma noticia falando sobre o problema do catalgoo do Netflix q deve se aplicar tambem ao crunchyroll. rs

http://canaltech.com.br/materia/netflix/por-que-o-catalogo-da-netflix-nao-e-global-56371/
Luke32 
13834 cr points
Send Message: Send PM GB Post
19 / M / Goiânia
Offline
Posted 1/28/16 , edited 2/15/16
Pode inventar a desculpa q for, nunca vou entender porque nao fazem a merda dum catalago aberto... Isso é problema em tudo quanto é canto. Puro capricho desses americanos nojentos, como querem atrair gente de outros paises se eles restrigem nosso acesso, bando de idiotas. Se a quantidade de conteudo no catalago fosse igual, tanto na crunchy quanto na netflix ou qualquer outro stream, ngm ia ficar assistindo por fontes piratas com qualidades pessimos. BANDO DE IDIOTAS.
gash13 
35100 cr points
Send Message: Send PM GB Post
M / Belo Horizonte
Offline
Posted 1/28/16

Luke32 wrote:

Pode inventar a desculpa q for, nunca vou entender porque nao fazem a merda dum catalago aberto... Isso é problema em tudo quanto é canto. Puro capricho desses americanos nojentos, como querem atrair gente de outros paises se eles restrigem nosso acesso, bando de idiotas. Se a quantidade de conteudo no catalago fosse igual, tanto na crunchy quanto na netflix ou qualquer outro stream, ngm ia ficar assistindo por fontes piratas com qualidades pessimos. BANDO DE IDIOTAS.


o prolbmea e que e mais barato licenciar pros eua contudo existe ma votande por parte do netflix e as distribuidoras em melhorarem o conteudo de suas subsidiarias e o servico d netflix deve piorar ja que agora eles entram em mais 130 paises. puts 130 e muita coisa.
Portuguese Moderator
28122 cr points
Send Message: Send PM GB Post
30 / M / Pernambuco/Alagoas
Offline
Posted 1/28/16
Pra mim ficou claro com tudo isso que Reed queria licenciar o máximo de obras possíveis a todos, isso aumentaria a força do Netflix ao redor do mundo obviamente. Mas as produtoras não tem interesse porque preferem negociar de forma independente os direitos país a país, muito provavelmente a fim de obter o maior lucro possível.

E concordo que é improvável que isso vá afetar a atual carteira de usuários do Netflix. Porem isso ainda é o fato que mais os impede de conseguir amplia-la já que a principal reclamação dos possíveis potenciais novos usuários é justamente sobre o tamanho e a atualização do catalogo.

Enquanto isso, em mares não muito mais profundos da internet, os piratas, mesmo sendo eventualmente atacados, continuam a explorar toda essa brecha que é criada devido a excessiva ganância e burocracia de todo esse sistema legal que no fim só faz todos perderem.
Luke32 
13834 cr points
Send Message: Send PM GB Post
19 / M / Goiânia
Offline
Posted 1/29/16

yuriccp wrote:

Pra mim ficou claro com tudo isso que Reed queria licenciar o máximo de obras possíveis a todos, isso aumentaria a força do Netflix ao redor do mundo obviamente. Mas as produtoras não tem interesse porque preferem negociar de forma independente os direitos país a país, muito provavelmente a fim de obter o maior lucro possível.

E concordo que é improvável que isso vá afetar a atual carteira de usuários do Netflix. Porem isso ainda é o fato que mais os impede de conseguir amplia-la já que a principal reclamação dos possíveis potenciais novos usuários é justamente sobre o tamanho e a atualização do catalogo.

Enquanto isso, em mares não muito mais profundos da internet, os piratas, mesmo sendo eventualmente atacados, continuam a explorar toda essa brecha que é criada devido a excessiva ganância e burocracia de todo esse sistema legal que no fim só faz todos perderem.


Falou tudo.
gash13 
35100 cr points
Send Message: Send PM GB Post
M / Belo Horizonte
Offline
Posted 1/29/16
no netflix e mais difícil fazer negociações de catalogo universal que no crunchy, pois muitos animes não tem licenciamento na américa latina então e mais fácil licenciar do que filmes e series americanas que com certeza tem dono. rs
162 cr points
Send Message: Send PM GB Post
31 / M / São Paulo - SP
Online
Posted 1/29/16 , edited 2/15/16
Esse lance dos sites de streams com bloqueios nas regiões dos países nunca deveria existir, por que prejudicar financeiramente a parte de mais dos tais assinantes pagos que são imigrantes gringos que vem de passeio turista, ou morar pouco ou muito tempo em tal e vários países internacionais, aposto em atendimento do consumidor por mensagem MP dos sites que acho tem números razoaveis que é pouco muito gente com reclamações sobre isso de por que bloquear pra quem é estrangeiro e vive no exterior de idioma que não é falado e os assinantes com cancelamento dos sites que vai afetar o menos rendimento extra a mais da quantidade do pessoal que assinar das distribuidoras de animes, series, movies, doramas e outros gêneros, e tenta converse o desbloqueio de região pra não perder assinantes.

Por exemplos nos USA que tem maior numero de imigrantes que são turistas, vivem e moram milhões de pessoas mexicanos, brasileiros, japoneses , espanhois, italianos, russos, coreanos, franceses, alemães, uruguaios, chilenos e outros lugares esse pessoal gringo que assinar os sites de stream em Estados Unidos vai fica sem vontade de assinar o stream por bloqueia o ip da versão de seu pais do netflix, crunchyroll, claro video e outros sites que fazer o mesmo bloqueia pra cada estrangeiros que morar em outros países.

O mesmo caso acontece pra aos diversos tipos de estrangeiros que ficam pelo Brasil, e ainda em tempo nessas olimpíadas de 2016 no Rio de janeiro , e outros jogos das copas de futebol, formula 1, indy, tenis e outros torneios internacionais , e mais shows internacionais de musica, games, cosplay, animes, mangás, hqs e outros que aparece em evento das midias das tvs ,cinemas, home video, editoras internacionais e nacionais estando por aqui que vai aumenta um pouco mais imigrantes estrangeiro que vivem em nosso país morando e outros é turistas que tá em passeio de dias, meses por aqui, e infelizmente não poder acessa o site em seu país por causa de bloqueio regional.

E mais em outros países dos continentes que tem presença dos estrangeiros imigrantes.
gash13 
35100 cr points
Send Message: Send PM GB Post
M / Belo Horizonte
Offline
Posted 1/29/16
por falar em stream baixei o app do adult swim muito massa u.u.
24 cr points
Send Message: Send PM GB Post
M
Offline
Posted 2/15/16
( ͡° ͜ʖ ͡°)
4167 cr points
Send Message: Send PM GB Post
Offline
Posted 4/1/16
É necessário ver o lado das empresas também pra entender porque elas não aceitam isso.

Acredito já ser de conhecimento de alguns usuários, mas o Japão também tem o costume de bloquear regionalmente todos os produtos que pode, além disso as empresas tentam por em contrato que a empresa para qual estão licenciando seu produto fora do país também tenham um controle estrito sobre o acesso do mesmo. Agora, porque fazem isso?
Bem, no caso do Japão, não é nem um pouco raro casos de importação reversa: japoneses importam um produto japonês de outro país porque sai mais barato. Isso afeta todas as formas de mídia, porque elas tendem a ser mais caras lá (um jRPG por exemplo não costuma sair por menos de o equivalente a 80 obamas por lá).

Passando para outro contexto, vamos analisar o Brasil de 2016. Além do dólar altíssimo, temos também impostos de importação altíssimos. Claro, todos sabemos que impostos altos aqui existem por muitos motivos, legais e ilegais, mas um deles com certeza é o de que o Brasil não consegue suprir as necessidades de uma boa parcela dos consumidores com produtos nacionais. Então, pra aumentar a competitividade das indústrias internas e diminuir a fuga de capital do país, eles adotam essa medida.

O que acontece nesses países é a mesma coisa, só que por motivos diferentes. A competitividade da indústria interna cai porque produtos estangeiros iguais são mais baratos, os cidadãos os compram de fora, e o capital foge pra outro lugar. No caso deles, a melhor opção que conseguiram imaginar é a de ser extremamente cuidadosos ao exportar seus produtos: como em muitos lugares eles não conseguem alcançar o mesmo preço que conseguiriam por aquele produto no país de origem, então se for pra lançar esse produto fora, será com uma série de restrições pra que esse lançamento não afete a força do negócio no país de origem.

Ainda há mais, em alguns países os sistemas de proteção contra pirataria são mais fortes, em outros mais fracos. Não sei se vocês conhecem, mas redes p2p no Japão precisam usar algoritmos totalmente diferentes, muito mais pesados na criptografia e anonimização, além de que costumam ser de fonte fechada, tudo isso pra dificultar o trabalho das autoridades em quebrar o sistema e prender quem jogou a cópia pirata na net (eles costumam ir em quem lançou pra desestimular, é a mesma idéia por trás de prender o traficante, não o usuário, pra desestimular o tráfico).
Como exemplo, num mundo imaginário eles lançam o produto deles na Hueland. Hue faz rip, taca na net, alguém passa pra Perfect Dark, um monte de gente baixa e as autoridades ficam sem ter quem prender.

Pensem na Steam no momento. Jogos lançados já a um tempo são muito mais baratos que as versões norte americanas desses mesmos jogos, sendo assim se a steam não separasse seus jogos por regiões, norte americanos poderiam comprar na loja brasileira por quase a metade do preço sem considerar promoções. Falando em promoções, percebam que alguns jogos da Steam estão vindo com promoções "falsas" para nós hoje em dia, porque a porcentagem é aplicada sobre o preço original, e o mesmo tem de ser corrigido em valores atuais pro real. Então um jogo que custava 35 reais entra em -75% de desconto, mas do nada o valor base passa a ser 70 reais.
No Crunchyroll, nós pagamos em dolar, então o valor que pagamos é sempre corrigido (pelo dolar mais caro dos bancos, por sinal) então nem tudo que citei aqui se aplica. Mas os produtores de conteúdo sempre vão temer que uma possível localização, ainda mais se for simultânea, possa redirecionar o público principal deles.

Falei pra c*r*lh* tenho que parar com isso.
You must be logged in to post.