Governo japonês começa ação antipirataria no próximo mês

A ação teria por objetivo proibir a vinculação de animes por sites de streaming sem autorização

Segundo noticiou hoje o site NHK News, o governo japonês, em parceira com 15 das maiores produtoras de animes e editoras de mangás, vai iniciar no mês que vem uma grande operação antipirataria contra 580 sites de streaming estrangeiros que disponibilizam animes e mangás online sem a permissão dos proprietários.

 

Ainda segundo o site, os prejuízos que decorrem da veiculação dos animes sem o pagamento dos chamados royalties chegam a 560 bilhões de ienes (aproximadamente 5,5 bilhões de dólares) e tem seu foco maior em sites de streaming chineses.

 

É preciso esclarecer que a distribuição de animes sem autorização do proprietário dos direitos autorais é previsto na legislação brasileira como violação dos direitos autorais, de acordo com a lei 9610 de 19 de fevereiro de 1998.

 

 

 

One Piece

É amigos, pirataria só é legal em animes mesmo. Já na vida real...

 

No dia 1° de agosto terá início a operação, quando 580 sites que operam irregularmente receberão notificações de pedidos de remoção de seus conteúdos online. Em contrapartida, o governo japonês promete disponibilizar um site em que os interessados poderão assistir a 250 títulos (inclusive títulos recentes) de forma legal.

 

One Piece © Eiichiro Oda, Shueisha/Fuji TV

 

Atualização (30/7): O METI (Ministry of Economy, Trade and Industry) divulgou um arquivo PDF contendo os nomes dos sites que serão notificados.

 

Atualização 2 (30/07): Segundo o METI não serão 580 sites notificados e monitorizados, mas sim TODOS os sites com conteúdo ilegal. E o que será monitorado é a distribuição ilegal de 580 obras desses sites (500 mangás e 80 animes).

 

Atualização 3 (30/07): O METI também colocou online o website “Manga-Anime here” que pode ser visitado em http://manga-anime-here.com e que serve para os visitantes encontrarem alternativas legais para acompanhar as suas obras favoritas. Nas alternativas legais surgem nomes como Crunchyroll, Vizmanga, Funimation, Amazon, Hulu, etc.

 

 

Fonte: NHK News e OtakuPT (reportagem) e Zerochan e Blog Imagenes (imagens)


Fábio LuzFabioLuz é redator da CrunchyNotícias para a Crunchyroll.pt, além de metido a escritor de romances e Light Novels sob o pseudônimo de Isao Ooyama. Ele também não gostaria de ter os seus escritos usados, copiados e vendidos sem permissão. Siga-o no Twitter: @FabioLuzCR

 

 

Other Top News

0 Comments
Be the first to comment!
Sort by: