[REVIEW] Dengeki Bunko Fighting Climax

Personagens de universos completamente diferentes quebrando o pau em grande estilo

Quase um ano depois, mas a Sega finalmente entregou a versão ocidental de Dengeki Bunko: Fighting Climax!, jogo que reúne personagens do selo Dengeki Bunko, composto de inúmeras light novels em um quebra pau estilo "Dream Match",com um pano de fundo bizarro e uma garotinha que usa um controle de Dreamcast como tiara e quer salvar os sonhos de todas as pessoas, entre outras coisas.


Apesar da história meio sem graça, o jogo é bastante divertido. Super receptivo a novos jogadores, a Sega cuidou para que qualquer tipo de jogador possa ter um mínimo de prazer nos combates. Golpes com comandos simples (nada daquele movimento de shoryuken), combos automáticos com o apertar de um único botão, um monte de poderes especiais que podem ser usados mais de uma vez por combate e chances para todos se saírem vitoriosos.


Aí é excelente para quem gosta de um bom jogo de luta, pois ele carrega sua própria profundidade -- basta que você a explore --, mas também agrada aquele que é mais fã de todos os personagens das light novels do selo Dengeki Bunko aos jogos propriamente ditos. Eu mesmo conhecia pouco mais da metade do elenco, com ressalvas tipo Shana, de Shakugan no Shana. Conheço a personagem, mas nunca li ou assisti ao seu anime.


Uma coisa que ficou deveras estranhas é o fato de alguns dubladores serem forçados a dublar mais de um personagem, porque eles também atuam nos respectivos animes. Um show de vozes repetidas que não atrapalha em nada, só serve como um bom easter egg e uma chance das empresas responsáveis pensarem melhor na escolha do elenco dos seus animes em um futuro próximo. Vamos pensar multimídia, galera!



O jogo tem dois personagens secretos que precisam ser habilitados jogando o modo história. São os dois chefões, vindos diretamente dos jogos da Sega. O primeiro, Akira Yuki, protagonista de Virtua Fighter, é o chefe que você enfrenta normalmente, chegando ao fim do jogo. A chefe secreta do game (é preciso cumprir certos requisitos para enfrentá-la) é Selvaria Bles, de Valkyria Chronicles. Ambos os chefões são selecionáveis para partidas fora do modo história tradicional.


Dengeki Bunko tem um sistema de combos bastante simples. Sequências de ataques fracos, médios e fortes, magias com movimentos tradicionais (o famoso hadouken, para frente ou para trás), além de combinações de botões A+B para um ataque com propriedades de defesa. Com as barras de especial é possível aumentar o dano dos seus golpes comuns (deixando-os EX) ou, com duas dessas barras, desferir um ataque especial que causa um dano maior.



Apertando os três botões ao mesmo tempo é possível acionar o Blast, um modo power up limitado (como estourar a barra nos jogos da extinta SNK). O Blast pode ser usado de forma ofensiva, no começo de um round, por exemplo, para aumentar a sua barra de Super, ou quando estiver sendo assolado por um combo (como se fosse um movimento de quebra de combo).


Trump Card, outra das mecânicas exclusivas do jogo. Aqui ela gera novos poderes ao seu personagem, como liberar a segunda espada para Kirito se transformar num "Dual Wielding". No caso específico de Kirito, seus golpes assumem novas propriedades e podem ser usados todos em sequência dentro de um mesmo combo. É possível usar Trump Cards duas vezes por luta e eles demoram bastante a acabar o efeito, excelentes para aquelas viradas espetaculares.



Além do seu personagem, é preciso escolher um personagem de suporte para as lutas. Cada um dos personagens de suporte possui dois tipos de ataque, ambos versáteis para qualquer tipo de situação. O combate toma um formato mais parecido com os Crossovers da Capcom, com ajudas vindo de todos os lados, exigindo do jogador atenção dobrada. Eles podem ser acionados sempre que você quiser (existe um cooldown) e alguns deles são bastante poderosos.

Nos modos de jogo, além dos tradicionais, existe um chamado Dream Duel, que é literalmente isso, Duelo dos Sonhos. São seis lutas, todas com aquelas animações de pre-bouts (as conversas que antecedem as lutas) com os personagens do jogo. Vale a pena porque é a única parte da história do game que os personagens interagem entre si. E algumas interações são bem divertidas.


Dengeki Bunko Fighting Climax! anima com um bom elenco de personagens, cada qual com sua forma exclusiva de ser usado. Traz boas referências dos seus animes de origem e não deixa na mão quem apenas gosta de jogos de luta. Vale as horas investidas, facilmente!




Jornalista de guerrilha, pode ser encontrado no Twitter sob a alcunha de @horokeu, e gosta do seu queijo quente no pão de forma. Prefere mangás a animes (a menos que seja do Studio Bones) e adora competir. Provavelmente mais que você. Quer apostar?

Outras Principais Notícias

3 Comentários
Ordenar por: