[ENTREVISTA] Produtor de Re:ZERO comenta sobre os motivos que tornaram o gênero isekai tão popular

A Crunchyroll Notícias entrevistou o produtor Sho Tanaka sobre a segunda temporada do anime

Uma das séries mais esperadas para os fãs de anime em 2020 é a segunda temporada de Re:ZERO -Starting Life in Another World-, que tem estreia agendada para 8 de julho.

 

Após uma espera de quatro anos depois da primeira temporada, muitos fãs já estão se perguntando sobre o que acontecerá a Subaru quando ele começar a descobrir os mistérios por trás do retorno da morte, as mudanças resultantes de seu uso e quem está por trás de tudo. Faltando poucos dias para estreia a ansiedade só aumenta.

 

A Crunchyroll Notícias teve a chance de falar com o produtor da Kadokawa Sho Tanaka sobre a nova temporada, seus pensamentos sobre o gênero isekai e como é trabalhar na indústria de anime!

 

Re:Zero -Starting Life in Another World-

 

Obrigado por participar dessa entrevista. Você poderia começar se apresentando?

Sou Tanaka e trabalho como produtor de animação na Kadokawa.



Como você se tornou um produtor de animes? Como você começou na indústria?

Tudo começou quando fui transferido de minha posição original na empresa em que trabalhava antes de vir para Kadokawa. Fui transferido de uma equipe que lidava com filmes live-action estrangeiros, para outra que trabalhava com anime, onde fui alocado na produção de animes para TV.

 

Qual é a parte mais importante do trabalho de um produtor?

Fazer dinheiro. A animação é um produto. Portanto, vender esse produto e garantir lucro é o nosso trabalho mais importante.

 

Re:Zero -Starting Life in Another World-

 

Qual foi o processo que levou à produção de uma adaptação para anime de Re:ZERO? Por que Re:ZERO? Havia algo sobre a história ou os personagens que o atraíram?

Quando estava no estágio de planejamento, o gênero "isekai" no qual alguém do mundo moderno viaja para outro mundo (incluindo mundos de jogos) estava começando a chamar muita atenção, principalmente na internet. Existem vários títulos no gênero que agora se tornaram grandes sucessos, não apenas Re:ZERO, e o que todos eles têm em comum é que sempre apresentam algo novo, de várias maneiras diferentes. No caso de Re:ZERO, acho que o protagonista, Subaru, é o que lhe dá essa qualidade. Seu apelo foi o principal fator na minha decisão de adaptar a série para anime.

 

Quanto contato você teve com Nagatsuki-sensei na criação do anime?

Nagatsuki-sensei estava envolvido desde o planejamento dos roteiros, por isso mantivemos contato desde o início do projeto. Nagatsuki-sensei e seu editor, aquele que tornou a publicação dos livros uma realidade, são essencialmente parte da equipe de produção do anime neste momento.


Re:ZERO -Starting Life in Another World-

 

Re:ZERO se tornou um sucesso nos últimos anos. Você fazia ideia de que seria tão popular quando você iniciou o processo de planejamento?

Eu sempre acreditei que seria um projeto interessante, mas como fazia parte de um gênero que não tinha mostrado muitos resultados positivos na época e tinha um protagonista que não era exatamente típico, ele veio com muitos desafios e enfrentou muita oposição, então eu nunca imaginei que isso ganharia a repercussão imensamente positiva que tem hoje.


Houve muitos animes de fantasia nos últimos anos. O que diferencia Re:ZERO de todo os demais?

Eu acho que Re:ZERO é diferente de outras séries graças ao Subaru ser um protagonista tão único e inovador, mas também acho que existem certos elementos de qualquer série que a diferenciam das demais. O que fez Re:ZERO funcionar tão bem foi que trouxemos todo o apelo da série original ao máximo e o colocamos com sucesso na adaptação em anime. O entendimento de Nagatsuki-sensei de como os romances e as animações diferem em seus métodos de expressão e seu envolvimento na conversão da história no melhor anime possível; o suprimento infinito de ideias do diretor para tornar o anime ainda melhor; além de todos os produtores e outros colaboradores que brilhantemente colocaram tudo isso em um formato visual, trabalhando juntos para tornar Re:ZERO uma ótima animação e dedicando constantemente todos os seus esforços ao milagre de todas essas pessoas se unirem da maneira que fizeram, são esses os fatores mais importantes que diferenciam Re:ZERO de outras séries, na minha opinião.

 

Re:Zero -Starting Life in Another World-


Por que você acha que o gênero isekai é tão popular?

Eu acho que é porque os protagonistas são muito associáveis. Nas histórias de fantasia padrão, viver em outro mundo já é a "vida cotidiana" do protagonista, mas nas histórias de isekai, o protagonista é jogado em algum novo mundo a partir do Japão moderno, e esse mundo é completamente fora do comum para eles. Mesmo quando uma história de fantasia retrata um mundo fora do comum para nós, o protagonista ainda o percebe como comum, de forma que aqueles que não vivem nesse mundo não consigam realmente se relacionar. Mas dando a um protagonista o pano de fundo do Japão moderno, nos permite simpatizar com o que ele está pensando e sentindo. Tornar mais fácil a imersão em uma história dessa maneira é o que o gênero isekai faz de melhor, e acho que é por isso que ele se tornou tão popular quanto um gênero que oferece diversão instantânea. Por outro lado, o melhor da fantasia é a imaginação necessária para inventar o desconhecido e realmente pensar em todos os detalhes, então acho que a ascensão do isekai também é um alerta para a perda gradual desse poder imaginativo.


O que os fãs devem esperar na segunda temporada de Re:ZERO?

Assim como na primeira temporada, há muita coisa acontecendo, e também há muitos prenúncios, portanto certifique-se de assistir até o fim. Subaru também passará por muitas experiências dolorosas novamente, então espero que todos continuem torcendo por ele.


Existe uma mensagem que você gostaria de compartilhar com os fãs estrangeiro de Re:ZERO?

Estou confiante de que todos vocês estarão clamando pela terceira temporada depois que terminarem de assistir a esta. Por favor, aguardem ansiosamente.


Re:Zero -Starting Life in Another World-

 

Baseada na entrevista original por Carolyn Burke em colaboração com Danni Wilmoth.


Leia também:


 

O que você espera da segunda temporada de Re:ZERO -Starting Life in Another World-?

Compartilhe conosco sua opinião nos comentários!

 

Outras Principais Notícias

13 Comentários
Ordenar por: