Mulheres salvando o shoujo no Brasil! Conheça Shoujo BOMB, campanha de crowdfunding de artistas independentes

O projeto, feito por seis artistas, tem previsão de lançamento no Anime Friends 2019!

Hoje, no Dia Internacional da Mulher, foi ao ar no Catarse o Shoujo BOMB, projeto independente e colaborativo feito por seis artistas brasileiras para incentivar a produção de mangás shoujo no país. A proposta é publicar um encadernado com seis histórias, cada uma de uma artista, por meio da plataforma para financiamento coletivo. Além das histórias, o livro também terá um prefácio de Sônia Maria Bibe Luyten, pioneira nas pesquisas de histórias em quadrinhos e mangás no país.

 

O projeto foi idealizado por Renata Rinaldi, que convidou mais cinco artistas independentes para participarem escrevendo one-shots: Cah PoszarJanaina AraújoJuliana LoyolaLígia Zanella e Mari Petrovana, todas elas já participam do cenário nacional de quadrinhos. Mais outras seis artistas foram convidadas para fazer as capas de abertura de cada história: Adriana YumiAva FrancineDemi GoldheartEliana Oda, Kátia SchittineTabby Chan. Por fim, a capa do livro é de Simone Beatriz (Studio Seasons), uma das primeiras artistas brasileiras de shoujo. 

 

shoujobomb

 

A publicação será, por votação das autoras, em leitura ocidental e terá formato 16x23 cm, com 128 páginas em papel pólem, em preto e branco, com lançamento marcado para o Anime Friends 2019. O custo no Catarse para adquirir a versão impressa é de R$35,00, o pagamento pela plataforma pode ser feito por cartão de crédito ou boleto bancário e a meta da campanha é de 13 mil reais (o tier mais barato custa 10 reais e dá direito a uma versão digital). Essa é a primeira coletânea independente voltada especificamente para a demografia shoujo, mais informações do projeto estão sendo divulgadas em um evento no Facebook, também é possível achar mais detalhes pesquisando pela hashtag #shoujobomb.

 

 capa sb

livro1

Inspiradas no estilo e narrativas dos mangás japoneses, as autoras também trazem um pouco da cultura brasileira na produção. As histórias são as seguintes:

 

  • Bete!: uma divertida e humorada história onde um pai de família conta para suas duas crianças a inusitada origem em sua infância do nome por trás do jogo chamado Bete. A autoria é de Renata Rinaldi.
  • Ocean’s Star: um maravilhoso mundo sublime onde sonhar é essencial para a sociedade funcionar. Um universo onde todo cidadão precisa recolher sua energia durante o sonho todas as noites. A história é de Mari Petrovana.
  • A Jóia Mágica:  O fantástico reino de Magdala, reconhecido como lar dos guerreiros mais fortes do planeta! Vivi Cobalto precisa superar o grande desafio da Torre do Dragão e conquistar sua jóia mágica para ser um guerreiro pleno. A one-shot é de Lígia Zanella.
  • Compass of the Stars: A jovem Mila e seu gato Mono! Eles adoram brincar e explorar a Floresta Secreta onde se encontram raridades capazes de colocar os dois em grandes aventuras de um mundo paralelo. História feita por Juliana Loyola.
  • The Moon Witch: O desafio da bruxinha Violeta! Ela precisa usar todo conhecimento que recebeu da irmã para evitar que a mesma seja levada por um ser misterioso e sombrio após um envenenamento. Obra pelas mãos de Cah Poszar.
  • Espelho D´água: Um naufrágio de um navio rumo ao novo continente onde o jovem Leopoldo é salvo pela Rainha do Mar. Mal sabe ele que este resgate lhe renderia um encontro muito misterioso com a Orixá do mar. One-shot produzida por Janaina Araújo.

 

E aí, gostou dessa iniciativa? Conte para a gente nos comentários e apoie no Catarse clicando aqui!

 

Fonte: Shoujo BOMB Press Release

© Simone Beatriz / Shoujo BOMB


perfilLaura é graduada em Psicologia pela USP, escreve notícias para a Crunchyroll.pt e eventualmente também publica textos no Nani. Entrou nessa de desenhos japoneses por causa de Cavaleiros do Zodíaco e está aí até hoje. Para surtos e reclamações mais pessoais, o Twitter é @gasseruto.

Outras Principais Notícias

8 Comentários
Ordenar por: