Editora Shueisha anuncia o cancelamento do mangá Act-Age após prisão do autor Tatsuya Matsuki

Tatsuya Matsuki foi presso no sábado e diante das provas confessou o crime

Conforme relatado no último sábado, dia 8 de agosto, pela emissora nacional japonesa NHK, o escritor por trás do mangá Act-Age da Weekly Shonen Jump, Tatsuya Matsuki, foi preso pela Polícia Metropolitana de Tóquio por supostamente realizar atos obscenos contra duas adolescentes do ensino fundamental. Em um relatório posterior, a NHK confirmou que Matsuki admitiu as acusações dizendo "não há dúvida" de que era ele quando confrontado com as evidências.

 

Na ocasião a editora Shueisha, responsável pela revista Weekly Shonen Jump, se manifestou informando que já estava ciente dos fatos e analisando as medidas que seriam tomadas e hoje, depois de se reunir com a desenhista de 22 anos Shiro Usazaki, responsável pelas artes do mangá, a editora emitiu um comunicado anunciando o encerramento da publicação em sua edição mais recente que foi lançada hoje no Japão.

 

Source: NHK

Foto por NHK

 

Comunicado completo da editora:

 

 

"Matsuki Tatsuya, o escritor de Act-Age, foi preso em 8 de agosto de 2020.

 

O departamento editorial leva esta situação muito a sério, e depois de confirmar os fatos e discutir com Shiro Usazaki Sensei, a desenhista da série, chegamos à conclusão de que é impossível continuar com sua serialização. O capítulo que está na edição combinada 36/37 da Weekly Shonen Jump será o capítulo final.

 

É extremamente lamentável ter que terminar uma série que tem recebido tanto apoio de tantos leitores dessa forma. No entanto, essa decisão foi tomada devido à natureza do incidente e porque a Weekly Shonen Jump reconhece o peso de sua responsabilidade social.

 

Oferecemos nossos mais profundos pesares e desculpas aos nossos leitores. Este é um momento difícil para Usazaki Sensei, mas o departamento editorial oferece a Usazaki Sensei nosso apoio e incentivo para trabalhos futuros.

 

Informações sobre volumes encadernados, publicações e eventos relacionados serão divulgadas assim que forem decididos.

 

10 de agosto de 2020

 

Departamento Editorial da Shonen Jump"

 

 

Act-Age foi o primeiro mangá serializado pelo autor de 29 anos, foi lançado em 2018 depois que ele escreveu um one-shot para Weekly Shonen Jump em 2017. Em Act-Age Matsuki é responsável pelos roteiros e a ilustradora Shiro Usazaki cuidava da arte.

 

Sinopse do mangá:

 

Existe um método para a loucura de Kei Yonagi quando se trata de atuar? A jovem atriz tem uma família de irmãos para alimentar, mas ela se vê lutando com seus demônios psicológicos ao interpretar um papel. Sua atuação desesperada chama a atenção de um diretor famoso, Sumiji Kuroyama, que procura um talento bruto para moldar. Ele pode ajudar Yonagi a navegar no mundo cruel da atuação sem perder a sanidade?

 

Este não é o primeiro autor de mangás da Weekly Shonen Jump a ser preso por acusações semelhantes. O autor de Rurouni Kenshin, Nobuhiro Watsuki, foi encontrado em posse de pornografia infantil e foi multado em 200 mil ienes (cerca de R$ 10 mil reais) pelo Ministério Público de Tóquio entre 2017/2018. Seu trabalho mais recente, Rurouni Kenshin: The Hokkaido Arc, continua a ser publicado na Jump Square. O autor de Toriko, Mitsutoshi Shimabukuro, foi preso em 2002 por contratar uma menor de idade para sexo, foi condenado a dois anos de prisão e teve sua série Seikimatsu Leader Den Takeshi! cancelada na Weekly Shonen Jump. Shimabukuro voltou à Jump em 2008 com Toriko e continua a escrever one-shots para a editora atualmente.

 

Fontes: CRNews, Weekly Shonen Jump no Twitter

Outras Principais Notícias

7 Comentários
Ordenar por: