Sofia Alexander, criadora de Onyx Equinox, fala um pouco sobre o que torna a série tão especial

Sofia Alexander fala sobre a criação da série que envolve diversas culturas mesoamericanas

 

 

Uma das oito séries divulgadas na primeira leva de Crunchyroll Originals é Onyx Equinox, que conta com produção do Crunchyroll Studios e criação por Sofia Alexander. A série vai estrear no dia 21 de novembro, e tivemos a chance de conversar com a criadora da série, que fez alguns comentários bem interessantes sobre a produção.

 

Sofia falou um pouco sobre alguns aspectos que tornam Onyx Equinox tão especial:

 

 

Como a cultura mesoamericana foi incorporada na criação do mundo

 

Meu principal objetivo era representar e honrar algumas das muitas culturas que exploramos em Onyx Equinox. O público em geral está mais familiarizado com as culturas astecas e maias, e vi nisso uma oportunidade de apresentar várias outras que também são muito cativantes. Cada região e cultura possui uma maneira diferente de se vestir, com roupas de cores distintas, com arquitetura e comércio e até panteões próprios.

 

Fizemos uma pesquisa minuciosa que os dois meses de desenvolvimento puderam nos permitir. Tivemos a ajuda do INAH (Instituto Nacional de Antropologia e História), um arqueólogo, especialistas em idiomas, além de membros proativos da nossa equipe. Tivemos o maior cuidado possível para nos manter fiéis a cada cultura antes de "aumentá-las a versões fantásticas" — como adicionar monstros baseados na fauna regional fiel ao período e tecnologia da época, usando a verdadeira cultura olmeca como base de inspiração.

 

Até a música de cada personagem e as cores que usamos são simbólicas e representativas. Turquesa era um símbolo para a vida e o sobrenatural, vermelho para o sangue e o reino mortal e rosa utilizado para a tecnologia representa o México moderno.

 

Sinto-me muito honrada e feliz em poder demonstrar a beleza e a rica cultura do meu país. Espero que o público sinta uma conexão com os personagens, o mundo e as coisas míticas envolvidas, e que se apaixonem pelas partes mais bonitas e "ocultas" do México.

 

 

Narrativa sem limite

Eu cresci assistindo a alguns animes e histórias em quadrinhos que eram populares no México. Isso foi o levou minha preferência a esse formato, eu gostava daqueles que tinham temas mais "obscuros" e maduros. Minha necessidade de ver o México mostrado de uma maneira diferente — de uma forma fantástica, épica e inspiradora — deu vida ao conceito inicial de  Onyx Equinox.

 

O que me afastou de escrever sobre temas adultos e mais "sombrios" não era o medo do choque que isso poderia causar, mas o fato de que eu não queria me limitar as histórias que eu queria contar.

 

O enredo gira em torno de um jovem adolescente que sofreu perdas e traumas extremos. Eu tive dúvidas quanto usar um personagem tão jovem nessas circunstâncias. No entanto, usar o Izel como uma metáfora para o coração e a mente, alguém impotente para o mundo ao seu redor, pareceu certo.

 

 

O tema do trauma e da doença mental é muitas vezes esquecido, e eu queria atravessar uma jornada com alguém que sairia bem-sucedido do outro lado, embora não estivesse completamente curado.

 

Todos nós passamos por momentos difíceis na vida, momentos que achamos que nunca poderíamos superar, e na maioria das vezes, essa "escuridão" dá uma percepção errada de que tudo e todos estão trabalhando contra nós. Podemos encontrar temas familiares a todos nós nos aspectos mais sombrios e trágicos da condição humana.

 

Contar uma história sobre a perda de entes queridos, saúde mental, trauma e o eventual crescimento e aceitação das falhas, além do nosso lugar no mundo, parecia tão importante quanto as histórias alegres que nos ensinam tudo o que é belo na vida.

  

 

As partes mais legais da história, produção e desenvolvimento

 

A pesquisa e o desafio de trazer um mundo antigo de volta à vida de uma maneira coesa.

 

Esse foi um processo que se seguiu durante toda a produção da série, onde tínhamos várias "idas e vindas", alterando coisas, deixando como estavam...  A trágica perda de conhecimento sobre a civilização mesoamericana nos deixou com muitas perguntas. Perguntas essas que deixaram profissionais teorizando e discordando de seus resultados. Essas lacunas no conhecimento foram onde eu adicionei um toque fantástico à história.

 

Foi muito bacana descobrir quantos mitos e lendas existiam, e que ainda não haviam chegado à grande mídia, para compartilhar com todo mundo. Não havia ideias preconcebidas que poderiam limitar nosso pensamento. Foi um sentimento muito libertador, emocionante... E também aterrorizante, pois não tínhamos nenhuma diretriz. Não havia regras definidas que eu precisaria imitar por medo que o público achasse estranho.

 

 

 

Para aqueles que já estão na mídia popular, como Quetzalcóatl, eu ainda estava tentando ver uma maneira de me libertar do molde e fazer com que o design realmente parecesse pertencer a este mundo, usando os glifos como nossa principal inspiração. O objetivo era fazer a "engenharia reversa" desses glifos e trazê-los à vida, fazendo justiça ao pensamento por trás do que eles estavam tentando mostrar. Com os glifos e os códices como base, pegamos esses designs e tentamos imaginar o que eles teriam visto.

 

Estávamos tentando projetar o mundo, monstros e deuses com base nos glifos. Baseado no que o artista que fez os glifos tinha visto e como interpretou. Pense em pinturas medievais de gatos. Sabemos que os gatos não são daquele jeito, mas é isso que o artista foi capaz de interpretar.

 

Fiquem ligados na Crunchyroll Notícias para mais informações sobre Onyx Equinox! E preparem-se, o primeiro episódio vai ao ar no dia 21 de novembro com opção de legendas e dublagem e português!

 

 


José S. (Skarz) é o editor-chefe da Crunchyroll.pt. Formado em Letras, não consegue se lembrar de um momento da sua vida em que mangás e animes não fizeram parte dela. Para assuntos relacionados à Crunchyroll Notícias, entre em contato clicando aqui.

Outras Principais Notícias

2 Comentários
Ordenar por:
Hime banner

Teste o Novo CrunchyrollBeta

Quero testar