Shunsuke Kikuchi, compositor da trilha sonora de Dragon Ball Z, faleceu aos 89 anos

Ao longo de sua extensa carreira, Kikuchi compôs algumas das músicas mais memoráveis e famosas dos animes

Shunsuke Kikuchi

(Imagem fornecida pela JASRAC para a imprensa japonesa, via Oricon)

 

O mundo acaba de perder uma de suas grandes lendas. A Sociedade Japonesa pelos Direitos dos Autores, Compositores e Publicadores (conhecida pela sigla em inglês “JASRAC”) comunicou hoje que Shunsuke Kikuchi, conhecido por ser o compositor da trilha sonora de Dragon Ball, Dragon Ball Z e do “Doraemon no Uta”, faleceu no dia 24 de abril, aos 89 anos de idade. Kikuchi já havia se aposentado de compor músicas em 2017 devido a uma doença não informada. A JASRAC informou que Kikuchi faleceu enquanto passava por um tratamento para pneumonia por aspiração.

 

Shunsuke Kikuchi nasceu na cidade de Hirosaki, província de Aomori, no ano de 1921, em uma família que era dona de uma loja de artigo de pesca. Desde pequeno, Kikuchi adorava ir ao cinema, tendo visitado todos os cinemas de Hirosaki e de Aomori. Após se formar na Faculdade de Arte da Universidade de Nihon, Kikuchi estudou sob a tutela do premiado compositor de filmes Chuji Kinoshita, visando seguir seus passos e se tornar também um compositor de filmes.

 

Kikuchi fez seu primeiro trabalho compondo para um longa-metragem com o filme The Eighth Enemy, de 1961. Desde então, ele começou a trabalhar juntamente com a Toei em muitos de suas produções, como a trilha sonora da série original do Kamen Rider. Kikuchi se tornou tão prolífico em seus trabalhos com produções live-action que, quando ele ganhou o 59º prêmio To-o Nippo Press Award por ser a primeira pessoa de Aomori a atingir esse feito em toda província, o jornal na época informou dizendo que “se Shunsuke Kikuchi está responsável pela parte musical de algum programa, ele certamente será um sucesso.”

 

Shunsuke Kikuchi

Shunsuke Kikuchi cercado de produtos decorativos de Doraemon de Fujiko F. Fujio (via To-o Nippo Press)

 

Em 1964, Kikuchi trabalhou em seu primeiro anime: Uchuu Patrol Hopper, para depois ir trabalhar na série original de Tiger Mask, Getter Robo e até criou a famosa música tema da série de Doraemon, a “Doraemon no Uta”, que foi utilizada no anime de 1979 até 2005. A To-o Press disse que o contraste que há entre o tom “heroico” presente no tema de abertura de Tiger Mask (“Yuke! Tiger Mask”) e o tom “melancólico” do seu tema de encerramento (“Minashigo no Ballad”) “mudou para sempre as músicas de anime.”

 

No ocidente, Kikuchi ficou mais conhecido por ter criado a trilha sonora da adaptação em anime de Dragon Ball até Dragon Ball GT, encandecendo o espírito de crianças ao redor do mundo com suas músicas originais. Suas músicas se fazem presente até hoje na franquia de Dragon Ball através dos jogos e continuações do anime, sendo até restauradas em Dragon Ball Kai após o escândalo de plágio envolvendo o então compositor responsável pela versão remasterizada do anime.

 

As composições de Kikuchi foram tão influentes em dramas japoneses, especialmente em filmes de artes marciais e histórico, além de séries televisivas, que duas músicas suas: a música tema de Combate Mortal (“Kenka karate kyokushinken”, no original), filme de 1975 estrelado por Sonny Chiba e “Urami Bushi”, música composta por ele para o filme Joshū Nana-maru-ichi Gō / Sasori, de 1972, foram utilizadas nos filmes de Kill Bill, de Quentin Tarantino.

 

Shunsuke Kikuchi

(Imagem via eplus)

 

Ao longo dos 56 anos de sua carreira, ele moldou o mundo musical dos filmes, séries de TV e animes em todo o Japão. Kikuchi ganhou diversos prêmios, incluindo nove prêmios internacionais da JASRAC, que se baseiam nos royalties obtidos internacionalmente, dos quais quatros são graças ao seu trabalho em Dragon Ball Z e dois pela trilha criada para Doraemon. Kikuchi também ganhou prêmio pelo conjunto de sua obra no 57º Japan Record Awards e uma Honra ao Mérito no Tokyo Anime Awards de 2013.

 

Poucas pessoas foram tão influentes quanto Kikuchi. Suas composições mudaram como as músicas são compostas na mídia japonesa, atravessou oceanos, quebrou barreiras linguísticas e marcou a infância de milhões de pessoas (incluindo este que vos escreves), além de ter inspirado inúmeras pessoas no Japão, em Hollywood e em todo o mundo.

 

Nosso mais profundo agradecimento pelo seu trabalho, Shunsuke Kikuchi. Obrigado por ser parte da infância deste que vos escreves com suas composições para Dragon Ball Z e muitas outras. Descanse em paz e que seu legado viva para sempre.

 

O funeral de Shunsuke Kikuchi já foi realizado apenas para sua família mais próxima.

 

Fonte: CRNews

 


Samir “Twero” Fraiha é redator de notícias da Crunchyroll.pt. Formado em Letras e em Artes Visuais, curte animes, mangás e games desde os 5 anos e é fã dos jogos da CyberConnect2. É bem ativo no Twitter como @Twero e também gosta de gravar e editar podcasts.

Outras Principais Notícias

7 Comentários
Ordenar por:
Hime banner

Teste o Novo CrunchyrollBeta

Quero testar