Governo japonês financia canal de TV internacional que emitirá animes

...mas os planos, por enquanto, não incluem o Brasil

O governo japonês anunciou que irá financiar um novo canal de TV, a ser lançado fora do país, chamado Japan Channel. O projeto ambicioso para o canal prevê a emissão de animes, dramas e programas musicais e de viagens. O governo fixou a quantia de ¥ 15 500 milhões (aprox. R$ 343,5 milhões ou € 105 milhões) para custos de legendagem, dobragem, publicidade, criação de escritórios de emissão estrangeiros e coprodução de programas.

 

O canal tem estreia prevista na Tailândia já em janeiro, na Indonésia em fevereiro e no Camboja em abril. Porém, já se encontra também em consideração uma possível expansão para os Estados Unidos, Europa e África.

 

Logotipo do programa "Cool Japan"

 

Em novembro passado, foi anunciado que a iniciativa Cool Japan do Ministério dos Negócios Estrangeiros japonês receberia o seu próprio fundo de investimento, no valor de ¥ 50 000 milhões (aprox. R$ 1145 milhões ou € 351 milhões). Esta iniciativa é apoiada tanto pelo governo japonês como por diversas empresas que promovem a cultura moderna japonesa internacionalmente. O programa baseia-se na ideia de que a força do Japão nas questões internacionais e de negócios se encontra nos animes, mangas, filmes, moda e noutros campos artísticos e de entretenimento japoneses.

 

O jornal Sankei Shimbun relata que o governo planeia lançar o canal com o objetivo de utilizar um "poder suave" para ajudar a dissipar a imagem negativa que tanto a China como a Coreia do Sul têm vindo a publicitar acerca do Japão, em grande parte devido às disputas territoriais pendentes entre as nações.

 

Quem sabe este projeto não se tornará bastante significativo e chegará a ser expandido para a América Latina? Só o tempo nos dirá.

 

via: Sankei Shimbun e Anime News Network


Gustavo Silva é contribuinte de notícias lusitano na Crunchyroll.pt e amante de animes, música e cultura japonesa. Visita o seu perfil e segue-o no Twitter.

Outras notícias principais

15 comentários
Ordenar por: