Meu Top Five na Crunchyroll PT - 1º lugar: Fate/Zero

Uma grande batalha pelo Santo Graal mudará para sempre a vida dos participantes dessa guerra

 

Chegou a hora do Grand Finale! O primeiro lugar do meu Top Five na Crunchyroll, Fate/Zero!

 

Type-Moon - a produtora responsável pela franquia Fate/Stay Night

 

A Type-Moon é uma produtora de jogos japonesa fundada pelo ilustrador Takashi Takeuchi e pelo escritor Kinoko Nasu. Seu primeiro projeto de sucesso foi Tsukihime, um jogo no estilo visual novel lançado em dezembro de 2000. O game vendeu muito bem e acumulou uma grande base de fãs por causa de seu enredo expansivo e abrangente e devido ao grande sucesso em 2003 recebeu uma adaptação para anime, chamado de Shingetsutan Tsukihime. O anime foi produzido pelo estúdio JCStaff e no Brasil foi exibido pelo extinto canal Animax com o nome de Lenda Lunar Tsukihime.

 

Em dezembro de 2002 a Type-Moon lançou um game de luta 2D baseado no universo de Tsukihime. Melty Blood, contatava com todos os personagens do light novel, além de outros exclusivos que foram inseridos na história. O game foi produzido com exclusividade para os arcades japoneses, porém, depois de alguns anos, recebeu adaptações para PC e Playstation 2. O Spinoff também recebeu 3 continuações: Melty Blood ReACT, Melty Blood: Act CadenzaMelty Blood Actress Again.

 

Em 30 de janeiro de 2004 a Type-Moon lançou seu maior sucesso até então, Fate/Stay Night, uma visual novel hentai que quebrou todos os recordes de vendas, em 2006 Fate/Stay Night recebeu sua primeira adaptação para anime. A série com 24 episódios foi exibida no Brasil pelo Animax. Fate/Stay Night se tornou uma importante franquia de jogos da produtora e recebeu diversas continuações e adaptações para outras mídias. Outro sucesso da Type-Moon é Kara no Kyoukai, o primeiro novel escrito por Kinoko Nasu recebeu uma série de longa-metragens que fizeram bastante sucesso nos cinemas. 

 

Tsukihime

Tsukihime - O primeiro sucesso da Type-Moon

 

Fate/Zero - a cereja do bolo

 

Fate/Zero originalmente foi uma novel escrita por Gen Urobuchi (Madoka Magika, Psycho-Pass), ilustrada por Takashi Takeuchi e publicada pela Type-Moon. O primeiro volume foi lançado em dezembro de 2006 através de uma colaboração entre a Type-Moon e a desenvolvedora de jogos Nitroplus (Steins;Gate). O segundo volume foi lançado em março de 2007, seguido pelo terceiro em julho e o quarto e último volume em dezembro do mesmo ano. Junto ao quarto volume da novel, também foi lançado Fate/Zero Original Image Soundtrack "Return to Zero", quatro conjuntos de CDs Drama que chegaram ao mercado entre 2008 e 2010. 

 

O anime foi produzido pelo estúdio ufotable que antes já havia animado para a Type-Moon a série de filmes Kara no Kyoukai. A primeira temporada do anime foi ao ar entre 01 de outubro e 24 de dezembro de 2011, alguns meses depois a segunda temporada foi lançada com exibição nas TVs japonesas entre 07 de abril e 23 de junho de 2012.

 

Fate/Zero foi um anime tecnicamente muito elogiado por sua qualidade de animação, trilha sonora e também grande fidelidade a obra original escrita por Urobuchi. O estúdio ufotable ganhou uma legião de fãs após o término do anime, fato que ajudou a impulsionar as vendas dos últimos filmes de Kara no Kyoukai. Por ter alcançado tanto prestígio o estúdio também será responsável pela produção de um novo anime de Fate/Stay Night, que recentemente teve seu lançamento confirmado para outubro de 2014.

 

Heróis Fate/Zero

Berseker, Archer, Assassin, Saber, Caster, Lancer e Rider
Todas as classes de heróis na Guerra do Graal de Fate/Zero

 

A história de Fate/Zero desenrola-se 10 anos antes dos acontecimentos de Fate/Stay Night, detalhando os eventos da quarta Guerra do Santo Graal que acontece na cidade de Fuyuki. A Guerra do Santo Graal é uma competição organizada pelas famílias Einzbern, Makiri e Tohsaka com o apoio da Igreja, na qual sete magos invocam sete Espíritos Heróicos (Servos) para batalhar e obter o poder do "Santo Graal", que concede um milagre para cada membro da dupla vencedora. Depois de três guerras inconclusivas pelo Cálice Sagrado, a quarta Guerra começa.

 

Após três falhas consecutivas, a família Einzbern está determinada a atingir o sucesso e como resultado decidem eleger Emiya Kiritsugu, um assassino profissional de magos, como representante e candidato ao ­Santo Graal, independentemente dos seus métodos e reputação. Embora Kiritsugu sonhe ser um herói, rapidamente abandonou o seu ideal quando se deu conta que para salvar uma pessoa, muitas vezes poderia ser necessário sacrificar a vida de várias outras. Para alcançar seus objetivos Kiritsugu é capaz de destruir tudo e todos que coloquem em seu caminho e devido a um grande trauma de infância ele mantêm um grande rancor contra todos os magos e se especializou em técnicas aprimoradas para combatê-los.

 

A história não é das mais simples de serem entendidas e muitas vezes deixa o espectador pensativo em relação aos acontecimentos narrados no anime. Porém quando bem compreendida não deixa dúvidas quanto a sua genialidade. Quem, assim como eu, já havia assistido o anime de Fate/Stay Night pode notar claramente que Fate/Zero é uma obra muito mais obscura, com temáticas mais adultas e diálogos longos e complexos que prendem a sua atenção a todo momento.

 

Magos Fate/Zero

Kariya Matou, Tokiomi Tohsaka, Kirei Kotomine, Emiya Kiritsugu, Uryuu Ryuunosuke, Kayneth El-Melloi, Waver Velvet
Os Magos participantes da Guerra do Graal em Fate/Zero

 

Além da excelente narrativa, outro ponto positivo no anime é a qualidade com que cada um dos protagonistas foram representados, cada um dos competidores da Guerra do graal, magos e servos são bem representados e se levarmos em consideração todas as referências a história, mitologia e obras de fantasia da antiguidade, o anime se torna ainda mais rico em conteúdo. Por várias vezes eu fiquei curioso sobre a história por tras de alguns dos espíritos heróicos apresentados do anime e fui buscar informações na internet para entender melhor a sua personalidade.

 

O anime se desenvolve em torno do mago Kiritsugu e sua serva Saber, que lhe deixa bastante decepcionado no momento de sua invocação por ser uma mulher, mas apesar disso Saber é considerada a classe mais forte de todas e embora muitas vezes seja fria com as suas emoções, Saber é leal, reservada, independente e sobretudo muito dedicada a seus objetivos (muito diferente daquele estereótipo da "adolescente apaixonada" que nos foi apresentada no anime de Fate/Stay Night...). Por sua vez, Emiya Kiritsugu é um homem que pretende manter a paz no mundo pelas suas próprias mãos. Categorizado como um assassino profissional de magos, Kiritsugu utiliza tecnologia moderna, armas e magia para concretizar o seu trabalho. Ambos são acompanhados por, Irisviel von Einzbern mais conhecida como Iri, um homúnculo criado pela família Einzbern que serve de corpo físico ao Santo Graal. Iri é uma jovem bondosa, leal e protetora que surge casada com Kiritsugu, relação da qual nasceu a adorável Illyasviel.

 

Apesar do foco do anime ser em Kiritsugo e Saber, que protagonizam os principais diálogos e batalhas, outros personagens também tem uma participação fundamental para o desenvolvimento da série. Uma dupla em especial, que "rouba a cena" em diversos momentos são o mago Waver Velvet e seu servo Rider. Waver é um mago que deseja alcançar a glória e resgatar o nome de seu clã, porém lhe falta poder e coragem para tal, até que um dia descobre que um nobre professor de sua escola de magia - Kayneth Archibald El-Melloi, vai participar da Guerra do Graal, Walver então rouba seu artefato místico e toma o seu lugar na guerra, invocando o servo Iskandar, da classe Rider. Iskandar é um herói que já alcançou toda glória e fortuna que o mundo já conheceu em sua juventude e agora sua influência vai transformar a personalidade de seu mestre durante o anime. Rider provavelmente é o personagem mais carismático da série e como servo não tinha nenhum interesse em esconder sua verdadeira identidade. Seu grande objetivo nunca foi alcançar o no Cálice Sagrado, mas sim reviver seus tempos de conquista como Alexander - O Grande! Iskandar é de longe o meu personagem favorito em toda franquia Fate.

 

Iskandar e Waver Velvet - Fate/Zero

 

Fate/Zero é um anime que deve ser assistido por todos, sejam fãs das histórias da Type-Moon ou também aqueles que nunca tiveram contato com outras produções da empresa. Nesse anime você vai encontrar uma história bem escrita e bem executada em todos os aspéctos, também fazem parte da obra personagens marcantes que dividem a todo momento as atenções do espectador, que facilmente criará um sentimento de empatia ou ódio por eles devido a forte ligação emocional que é transmitida. Se você busca por ação e batalhas épicas, também encontrará em Fate/Zero e tudo isso equilibrado em meio a diálogos marcantes e muitos momentos de tensão.


Fate/Stay Night - Conhecendo um pouco do universo da série

 

O anime de Fate/Stay Night foi produzido em 2006 pelo estúdio DEEN, contêm 24 episódios e narra os acontecimentos da quinta Guerra do Santo Graal. No anime conhecemos o protagonista Emiya Shirou que havia perdido seus pais em um grande incêndio quando ainda era uma criança e foi adotado pelo mago Emiya Kiritsugu. Shirou aprendeu um pouco de magia com Kiritsugu, porém, por não possuir talento natural não avançou em seus estudos e tudo que é capaz fazer é analisar a estrutura de objetos e reforçá-los.

 

Um dia, acidentalmente ele é envolvido em uma luta entre dois Servos, Archer e Lancer. Como a guerra é um segredo, Lancer acaba assassinando Shirou, Mas uma aluna de sua escola, Tohsaka Rin (a mestra de Archer) salva sua vida. Lancer o persegue e o ataca novamente, em um momento crítico, Shirou acaba inesperadamente invocando Saber, a ex-Serva de seu padrasto.

 

Archer, Berseker, Saber, Caster, Assassin, Rider, Lancer - As classes de heróis de Fate/Stay Night e Gilgamesh

 

Fate/Stay Night também recebeu um filme produzido pelo mesmo estúdio da série de tv. O filme se chama Fate/Stay Night Unlimited Blade Works e conta a história através de outro ponto de vista, possui várias mudanças em relação a série de tv, além de diversas revelações importantes, essas diferenças se devem ao filme se basear em outra rota do visual novel.

 

A Visual Novel de Fate/Stay Night se divide em três rotas de acordo com as escolhas dos jogadores, são elas: Fate (na qual o anime foi baseado), que se foca em Saber e Shirou. Unlimited Blade Works (na qual o filme foi baseado), que se foca em Rin, Shirou e Archer. E a terceira rota chama-se Heaven's Feel que se foca em Shirou e Sakura, existem especulações de que o novo anime de Fate/Stay Night que será lançado esse ano vai se basear nessa rota, porém as últimas notícias que foram divulgadas apontam mais para um remake da rota original, mas nenhuma informação sobre o roteiro foi divulgada até o momento, então tudo não passa de especulação. 

 

Fate/Stay Night ou Fate/Zero? Por onde começar?

 

Apesar de Fate/Stay Night ter feito bastante sucesso quando foi lançado, ele também recebeu muitas críticas por não ter se mantido totalmente fiel a história original, além de ter mudanças nas características de vários personagens, e uma história mais adolescente, enquanto isso, Fate/Zero possui um enredo bem mais sólido e maduro. Em relação a qualidade técnica da produção é uma covardia tentar comparar os dois animes pois os recursos financeiros investidos em Fate/Zero fazem jus a qualidade técnica que o anime apresenta, enquanto na época da produção de Fate/Stay Night os recursos eram bem inferiores.

 

Quando eu assisti Fate/Stay Night pela primeira vez, gostei muito do anime, que logo se tornou um dos meus favoritos e ao anunciarem Fate/Zero fiquei muito ansioso para assistir. A experiência de ter assistido o anime já conhecendo os acontecimentos de 10 anos mais tarde foi muito positiva para mim, durante toda a série eu pude lembrar de várias referências mostradas em Fate/Stay Night que ali estavam sendo explicadas, além disso os personagens recorrentes nas duas séries são bem mais interessantes em Fate/Zero.

 

 Lancer e Gilgamesh - Fate/Zero

 

Para quem nunca assistiu nenhum dos animes e deseja conhecer esse mundo, minha recomendação é começar por Fate/Zero, pois para entendê-lo você não precisa ter assistido a primeira série antes. Depois de assistir você tem duas opções, partir para o anime antigo de Fate/Stay Night produzido pelo estúdio DEEN, ou aguardar até outubro para assistir a nova versão que promete ser muito mais fiel as light novels e ter um enredo mais sério. Você também pode optar por assistir o filme Unlimited Blade Works, apesar de ser um filme muito bom, considero uma escolha arriscada pois para entender bem o filme é importante ter assistido primeiro o anime de Fate/Stay Night.

 

Não considero o primeiro anime de Fate/Stay Night ruim, muito pelo contrário, até hoje gosto bastante da série, porém ela tem uma pegada bem diferente de Fate/Zero, então se você for assistir, vá com a mente aberta, porque a experiência será bem diferente. É um anime de qualidade técnica mediana, com um enredo mais simples e sem tanta profundidade quanto o que vimos em Fate/Zero, porém ainda assim interessante e relevante.

 

Fate/kaleid liner Prism☆Illya - garotas mágicas! porque não?

 

Ainda no mundo dos animes temos o spinoff Fate/kaleid liner Prism☆Illya, que também está disponível aqui no Crunchyroll. A série se passa na cidade de Fuyuki em uma linha de tempo alternativa de Fate/Stay Night onde Kiritsugu e Irisviel conseguiram acabar com a Guerra do Santo Graal antes que ela pudesse começar, selando as memórias de Illyasviel sobre o passado de seus pais e permitindo que ela cresça como uma menina normal. Shirou e Illya vivem uma vida pacífica como irmão e irmã, sem o conhecimento da magia, sob os cuidados de Sella e Leysritt, enquanto os pais estão no exterior. 


Nessa realidade alternativa surgem os Cartões de Classe, fragmentos maliciosos de Espíritos heróicos que acreditasse serem vestígios remanescentes da Guerra do Santo Graal, Illya é escolhida para ser uma Garota Mágica e juntamente com outra garotinha chamada Miyu elas recebem a missão de capturar os Cartões de Classe espalhados pela cidade de Fuyuki. Essa missão fora dada originalmente a dupla Tohsaka Rin e Luvia, mas depois de uma briga, suas Varinhas Mágicas as abandonaram e foram em busca de outros mestres (Illya e Miyu).


Vários aspectos do ambiente e eventos são uma paródia de típicas séries de Garotas Mágicas (vai me dizer que você não se lembrou de Sakura Card Captors quando falei dos Cartões de Classe?), e Illya, sendo uma grande fã desse tipo série, é rápida para notá-los. Apesar de ter uma proposta totalmente diferente dos outros animes da franquia, Prism☆Illya é um bom anime para quem deseja assistir algo mais descompromissado, dar muitas risadas e conhecer um pouco mais sobre o universo da Type-Moon. A segunda temporda do anime já está confirmada para Julho de 2014 e uma terceira temporada também já é quase certa.


Illya com seu Cajado Rubi e ao fundo Rin e Luvia após perderem os seus poderes

 

Agradeço a todos que leram o post até o final, pois ficou bem grande. Espero que tenham gostado.

 

Para ler os outros posts da minha série Top Five acesse os seguintes links: 

 

Referências: Type-Moon Wikia, Wikipedia, The Heavens Feel, Shounen Blog

 


Fábio[portuga] é um contribuinte de notícias para a Crunchyroll.pt. Visite o seu perfil e acompanhe seu blog.

Outras notícias principais

7 comentários
Ordenar por:
Hime banner

Experimenta a nova Crunchyroll Beta

Quero experimentar