Kimi to, Nami ni Noretara: Masaaki Yuasa revela primeiros detalhes de seu novo longa-metragem

Surfando com a onda.

Masaaki Yuasa, diretor de diversos animes elogiados, mais recentemente com Devilman crybaby, anunciou oficialmente no Festival Internacional de Cinema de Tóquio seu novo filme chamado Kimi to, Nami ni Noretara. O longa metragem já tinha confirmado no Festival de Annecy, em junho desse ano, porém as informações sobre eram bem escassas.

 

O longa-metragem conta a história dos jovens Minato Hinageshi e Hinako Mukaimizu. Hinako é uma jovem universitária de 19 anos que acabou de se mudar para uma cidade litorânea para estudar. O cenário acaba sendo perfeito também para alimentar sua paixão: o surf. Enquanto surfa, a garota consegue por algum instante se livrar dos medos que a assolam, principalmente sobre sua falta de perspectiva para o futuro.

 

Certo dia, durante um incêndio na cidade, ela acaba conhecendo Minato, um jovem bombeiro de 21 anos de idade que tem um forte senso de justiça e se esforça sempre para manter suas convicções. Depois do acidente, Hinako começa a passar mais tempo com o rapaz e cada vez mais vê nele uma motivação para sua vida e também começa a nutrir sentimentos de amor pelo jovem, algo que também está acontecendo no coração de Minato.

 

 

Durante o festival, Yuasa comentou sobre a produção do filme e afirmou que já terminou de fazer todo o storyboard e já está trabalhando na animação do longa. Ele comentou que a finalização está dentro do tempo previsto pela equipe, mas alguns detalhes, como elenco de vozes, ainda não está pronto para anúncio. Anteriormente, Yuasa tinha comentado que a produção do filme começou logo depois em que terminou de trabalhar em Devilman crybaby.

 

O novo filme que está sendo feito em parceria com Reiko Yoshida, roteirista também do longa Lu Over the Wall, pode ser mais aproveitável para um público mais velho que o filme anterior feito da parceria entre os dois, que tem um foco maior no público infantil. Também foi comentado que, até por ter uma temática novamente envolvendo uma cidade litorânea, Kimi to, Nami ni Noretara deve ter relações com a história de Lu Over the Wall, apesar de não ser uma sequência.

 

Ainda falando do filme anterior, Yuasa comentou que, apesar de ser algo que tinha vontade, ele acabou não tornando Lu Over the Wall em uma história de amor, então decidiu fazer uma agora. Além disso, ele citou que no conceito inicial, Lu na verdade seria uma vampira e não uma sereia. Segundo o diretor, o motivo da alteração foi porque a história estava ficando muito parecida com o desenho A Família Addams, mas mesmo com as semelhanças ele decidiu manter alguns pequenos elementos de terror na história, apesar de ser algo que não se sobressai muito no longa.

 

Ainda sobre o filme anterior, ele comentou que só notou posteriormente que ele acabou seguindo um caminho parecido com o longa Ponyo, do Studio Ghibli, mas que mesmo sem notar a semelhança com a produção de Hayao Miyazaki, ainda assim acabou referenciando o anime As Aventuras de Panda e Seus Amigos na produção.

 

 

Por fim, voltando a falar do filme Kimi to, Nami ni Noretara, Yuasa se estendeu no seguinte comentário a relacionar a história do filme com a do espectador:

 

Mesmo durante nossa vida pessoal e profissional, estamos constantemente sentindo como se estivéssemos "surfando com a onda". A expressão "boas condições" tem relação com isso, porém as ondas não se levam por nossas vontades. Nós escolhemos nossas ondas e tentamos surfá-las. Seguir o fluxo delas. Nós não sabemos onde essa onda nos levará até irmos até o fim. Você pode tentar imaginar o quanto quiser, porém não vai saber até tentar. Nesse mundo árduo, é questão de escolher a melhor onda que você consiga. Eu decidi escolher uma personagem que de coração puro e a deixei surfar"

 

Fonte: Anime News Network e Festival Internacional de Cinema de Tóquio


 

Talles Queiroz (TekeEfe) é redator de notícias da Crunchyroll.pt e estudante de Letras pelo IFSP. Sofrendo por personagens 2D desde sempre, escrevendo sobre esse sofrimento desde 2013. Para surtos mais pessoais, o Twitter é TekeEfe também.

Outras notícias principais

2 comentários
Ordenar por: