[Resenha] Keep Your Hands Off Eizouken! é uma carta de amor aos animes

Eizouken é um tesouro de animação! Mas também tem algo a mais...

Vamos ser sinceros: os fãs de animes de hoje em dia são mimados por escolha própria. Há milhares de horas de animes disponíveis por aí, em serviços de streaming e DVDs, além do fato de que animes estão sendo lançados mais rápido do que conseguimos acompanhar. Mas nós também somos mimados por um motivo diferente: muitos de nós já nos esquecemos da real magia do anime: a animação! Talvez isso possa soar meio “simplista”, mas tente se lembrar da última vez em que você realmente parou para pensar sobre todo trabalho que foi investido em animar algo que você estava assistindo. 

 

 

 

 

 

 

Quantas horas será que os animadores levaram para deixar aquela cena específica certinha? Para se assegurar de que os personagens ficaram como deveriam, respirassem do jeito certo, para fazer o espectador acreditar que não estava apenas assistindo à fotos se mexendo, e sim uma história viva… Para que, naquele momento, você acreditasse que o que estava assistindo era real, não apenas uma animação… Francamente, isso é bem incomum nos dias de hoje, tendo em vista que focamos na quantidade de coisas que vemos, o que acaba fazendo com que não vejamos por que aquilo é tão fascinante! Em contrapartida a tudo isso, Keep Your Hands Off Eizouken está aqui para mudar isso e nos lembrar do quão especiais e únicos os animes são, um frame de animação por vez.

 

 

 

O verdadeiro segredo de Eizouken é a forma como equilibra seus três componentes principais: o surgimento da amizade entre as três meninas, discussões sobre como anime é feito e viagens ao mundo conceitual enquanto suas imaginações correm soltas. Cada parte desse processo parece orgânica, além de que as personalidades de cada uma das protagonistas se encaixam perfeitamente, o que torna tudo perfeito. No entanto, o aspecto mais interessante é a maneira como animes são discutidos na série.

 

Em vez de vermos da perspectiva profissional, como é feito em Shirobako, Eizouken tem o ponto de vista de duas estudantes, desesperadas tornar seus sonhos de animação em realidade, mergulhando na mágica da animação sem se preocupar com dinheiro (bom, uma delas se preocupa, mas é a menos interessada por anime em si), trabalho ou qualquer outra coisa. Para as meninas de Eizouken, os animes são mais importantes no âmbito de dar vida às suas ideias e sonhos do que ser bem-sucedido ou popular. E esse amor pela animação se torna contagioso à medida que assistimos às discussões e começamos a absorver o mundo que elas estão construindo, tanto no mundo real quanto nos projetos delas.

 

 

Talvez o elemento mais importante desse quebra-cabeça é que Eizouken fica melhor ainda quanto mais você o vê. Enquanto você certamente pode assistir uma vez e apreciar um pouco da sua maravilha visual e de sua animação inventiva, ou até participar sobre discussões interessantes sobre como anime é produzido ou sobre habilidade e trabalho necessários para fazê-lo... Eizouken ganha vida de fato quando você assiste duas ou três vezes. Não acredita nisso? Prometemos que se você assistir novamente aos dois primeiros episódios, você vai notar coisas que não viu antes, que não pareciam importantes antes, mas que se tornam importantes nessa nova 'assistida'. 

 

E nem tudo o que você perdeu é essencial, mas fica um desafio: você consegue encontrar algo em Eizouken em que algo não está se mexendo? Yuasa e o time de animação do estúdio Science Saru considerou animação nesse projeto como um desafio, garantindo que sempre haja algum movimento, seja enorme e dinâmico ou pequeno e focado, ocorrendo até nas cenas mais aparentemente sem importância e/ou mundanas. As meninas não apenas abraçam seu amor por animes, o anime inteiro participa desse amor pela maneira como mostra a magia do anime em toda sua glória.

 

 

Pode ser difícil entender por que esses movimentos extras são tão importantes. Às vezes, até podem dar ao anime uma estética específica que pode parecer perturbadora para muitos. Afinal, há centenas de animes que são apenas arranjos dos rostos dos personagens falando, com algumas cenas de ação (de baixo orçamento). Em Eizouken, contudo, pequenos detalhes são abundantes, como a Asakusa cuidadosamente arrumando sua bolsa enquanto Kanamori folheia seu caderno de desenho, ou até mesmo ter um personagem no fundo mexendo seus braços, mãos e cabeça para criar uma sensação de movimento fluido...

 

 

O episódio 1 apresenta duas amostras reais do amor pela animação em ação: a perseguição e o mundo conceitual, enquanto o episódio 2 se debruça sobre os conceitos do mundo da fantasia para levar as coisas a um estágio ainda mais alto da imaginação, apesar dos esboços e do estilo "rascunho" do mundo de fantasia; quanto mais difícil parecer, mais incrível será a animação!

 

 

Nada disso seria possível sem o mundo visualmente incrível em que Eizouken está; a cidade pitorescamente absurda em que as meninas moram e a escola que frequentam passam um ar de fantasia a tudo, o que ajuda a vender temas caprichosos do anime, misturando o mundo "real" em que as meninas vivem com o mundo de "fantasia" que elas criam por meio de seus sonhos animados.

 

Pool or office? Why not both?

 

A escolha me pareceu boba, a princípio, mas quando eu percebi que o escritório do episódio 2 era uma piscina reaproveitada, isso fez com que eu percebesse o quão absurdo era todo o cenário do anime. Isso novamente nos leva ao fato de que Eizouken quer que você assista aos episódios várias vezes, para ver mais coisas além do que "está em foco". A série é de fato para fãs de animes, e o estúdio Science Saru está fazendo um ótimo trabalho em mostrar a paixão das garotas de Eizouken, nos dando um material visualmente bonito. É como se fosse uma carta de amor para toda uma indústria.


we did it, reddit

 

Com dois episódios lançados até o momento, Eizouken está se transformando em algo verdadeiramente especial para os fãs de animação. Enquanto as garotas lutam para criar seu próprio anime (e um clube que funcione), tenho certeza de que veremos mais designs imaginários fantásticos, juntamente com peças de animação verdadeiramente incríveis. Pessoalmente, estou muito ansioso pelas pequenas coisas, os pequenos detalhes, que vou acabar notando na terceira ou quarta vez que eu assistir aos episódios. Já assisti aos episódios 1 e 2 cinco vezes (e mal posso esperar para ver novamente)! Se você está em cima do muro sobre assistir a Eizouken ou ficou curioso do porquê de tanto hype, pergunte a si mesmo: por que você ama animes? O que torna animes tão especiais, de uma maneira diferente de outros tipos de mídias? Porque nessa resposta, você vai perceber o que a equipe de Eizouken está tentando dizer: são os animadores!

 

 

O que você está achando de Keep Your Hands Off Eizouken!?

Curtiu os dois primeiros episódios? Conte para nós nos comentários!


Este texto foi escrito originalmente por Nicole Mejias. Você pode encontrá-la no Twitter aqui.

A tradução para o português brasileiro foi feita por Skarz.

 

©S,S/EC

Outras notícias principais

1 comentário
Ordenar por: